Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

30.11.14

Bingo! A madame do baton vermelho percebeu...

Maria Araújo

 

 

O carro parado e dentro da garagem entre setembro e novembro, ia de de dois em dois dias "aquecer o motor" , e só nessa altura via as pontas de cigarro aqui e aqui comentadas, até que no início de novembro, quando já podia conduzir, aconteceu isto.
Neste mesmo post escrevo isto:

"Na sexta-feira passada, fui à garagem, mais uma vez, para ligar o motor e enquanto este trabalhava, fui varrer umas quantas pontas de cigarro, cinco das quais com marca de baton vermelho, para o lado das escadas da madame do baton vermelho. (Que raiva! As pontas de cigarro continuam a acumular-se em frente à porta da garagem, mas não quero conversa com a madame do baton vermelho. Entretanto, no dia seguinte, verifiquei que ela apanhou-as. Presumo que tenha percebido a mensagem)."

Tinha comentado este assunto com a minha irmã que, por sua vez, comentou o seguinte: "Provavelmente, ela não faz de propósito. Vem da rua a fumar e antes de entrar em casa (quase sempre o faz pelas traseiras)  atira as pontas para o mesmo sítio e não deve ter a noção de que acontece sempre junto à tua garagem. Se ela as apanhou quando viu que estas acumulavam-se junto às escadas, percebeu que alguém teria varrido e com certeza não vai voltar a atirar as pontas para o chão".

Aceitei o comentário, nunca tinha visto o caso por esse ponto de vista e, à medida que o tempo passava, ia buscar o carro, olhava a entrada e não tinha pontas de cigarro.

"Bingo", o objectivo foi conseguido! A madame do baton vermelho percebeu a mensagem.

Agora, tenho a entrada da minha garagem limpa dessas malditas pontas que tanto tempo leva a decompor-se no ambiente.

Um dia destes, quando saía de casa, cruzei-me com ela e o marido: "boa-noite", trocámos...mas ela disse-o com os olhos postos no chão.

Eu sorri para mim própria.

29.11.14

Ainda sobre "uma dica"

Maria Araújo

Em resposta a alguns comentários a este meu post, decidi procurar mais algumas dicas sobre o assunto "como alargar sapatos apertados" e encontrei este vídeo (não confio) e nos links aqui e aqui, a resposta às nossas dúvidas (gostei da dica da batata e do álcool e papel).

Costumo aplicar o condicionador sempre que compro sapatos e botas, para amaciar o forro.

Acho que vou experimentar a dica da batata (no vídeo), primeiro, e se não der resultado, passo à do gelo.

 

1. Sacos de Gelo

Coloque sacos preenchidos com 1/4 de água dentro dos sapatos, pressionando-os para dentro da parte do sapato onde aperta mais o seu . Deixe os sapatos no freezer ou geladeira. Retire-os quando a água virar gelo.

Leve os sapatos ainda com os sacos para um lugar com temperatura ambiente até que a água dos sacos derreta. Retire os sacos e seque os sapatos.

 

 

2. Álcool e papel

Aplique álcool ou água na parte interna dos sapatos. Complete com papel amassado, limpo e úmido. Aperte bem e aguarde 12 horas. Retire o papel e calce o sapato ainda úmido para tomar a forma do .

 

 

3. Condicionador de Cabelo

Passe condicionador de cabelo na borda interior do sapato. Cuidado para não melar a parte de foradependendo do material de que é feito o calçado pode manchar (como tecido ou camurça). Passe uma quantidade razoável, suficiente para cobrir toda a área interna da borda que está pegando no seu . Deixe descansar um dia (se estiver com pressa algumas horas ajudam) e passe um pano seco para tirar o excesso. Não funciona para sapatos de plástico ou de material sintético

 

4. Modeladores de Sapato

Utilize modeladores de sapatos que além de amaciar o couro, ainda proporcionam um cheirinho gostoso e conservam melhor os calçados. Uma forma eficiente de conservar seus sapatos é guardar em

28.11.14

O mar no outono é lindo!

Maria Araújo

Mais duas consultas de rotina, estas na Póvoa de Varzim.

Saí cedo e ainda deu tempo para dar um salto à praia, antes das consultas, e ver o mar.

A temperatura estava agradável, frio estava em Braga.

Que saudades tinha do meu mar!

Adoro a praia nestes dias de outono.

Às 10:10h, em A-Ver-O-Mar, estava assim:

novembro 28 005.JPG

novembro 28 006.JPG

novembro 28 008.JPG

novembro 28 010.JPG

à tarde, 15:30h, em Vila do Conde, estava assim:

novembro 28 011.JPG

novembro 28 014.JPG

novembro 28 016.JPG

novembro 28 020.JPG

novembro 28 023.JPG

novembro 28 035.JPG

novembro 28 049.JPG

novembro 28 057.JPG

27.11.14

Uma dica...

Maria Araújo

images.jpg

E quando vemos um par de sapatos lindos de morrer,entramos na sapataria, calçamos, vemos ao espelho, miramos, remiramos, parece que está tudo bem, pagamos  e vimos felizes da vida por que trazemos um dos objectos de desejo que as mulheres adoram (eu não sou excepção)?

E quando saímos à rua e após alguns metros percorridos temos a sensação de que o sapato direito ou o esquerdo, ou os dois, magoam?

Que raiva! Ou é o reforço que magoa o calcanhar, ou por que são bicudos e apertam os pés.

Ora um belo dia, comprei um par em camurça, pretos, e sofri deste problema.

Queria calçá-los, levei-os ao sapateiro para os alargar mas o problema continuava e ficava sem coragem para os calçar.

Há quem diga para vestir umas meias opacas (mais grossas) e andar com eles dentro de casa, mas eu não me imagino fazer as tarefas de casa de saltos altos.

Um dia, uma amiga deu-me o conselho que a mãe seguia quando tinha um casamento e os sapatos que raramente calçava precisavam de alargar.

"Pegas num pedaço de algodão, passas na água, espremes e colocas dentro na frente dos sapatos. Fazes isso várias vezes até sentires que não te apertam mais."

E na verdade, durante algum tempo segui o conselho. E os sapatos são, agora, os meus preferidos e calçam bem.

Na primavera passada, comprei um par scarpim em bege, um pouco mais altos que os pretos.

Saí duas vezes com eles, andei umas horitas e disse mal da minha vida.

Segui a mesma dica que havia feito para os sapatos pretos. Passou o verão, não os calcei.

Veio o outono já tentei calçá-los, mas ainda não tive coragem de sair com eles porque sinto que ainda não estão em forma.

Um dia destes, saltitando de blog em blog, de site em site, descobri esta dica: um saco de gelo metido nos sapatos e pondo-os no frigorífico toda a noite, dá resultado (esqueci-me de guardar o link, mas a imagem diz tudo).

Ainda não experimentei, mas quando o fizer, deixareu aqui o meu testemunho.

Se tiverem algum par arrumado porque estão apertados e não tem a coragem de os calçar, sigam a dica.

10-How-to-stretch-your-shoes-31-Clothing-Tips-Ever

 

 

 

27.11.14

Exames de rotina

Maria Araújo

Feitos os exames da tiróide e da mama, os alertas de quem os faz para os cuidados a ter fazendo o auto-exame mensal da mama (falta-me o resultado do rastreio da mama  feito na Liga Portuguesa contra o Cancro que, a haver dúvidas, já tinha recebido uma carta para fazer novos exames) fico mais tranquila quando venho para casa sem a ansiedade habitual de que algo possa estar mal.

O médico que fez a ecografia, hoje, recomendou-me a fazer uma nova ecografia (óbvio que terei de fazer também a mamografia) dentro de seis meses.

Enquanto isto, estava constantemente a dizer-me  o que todos os outros me dizem: "faça o auto-exame da mama uma vez por mês, durante o banho ou quando se deita".

E eu rio-me... de receio.

 

mama.png

 

 

 

Pág. 1/6