Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

SuperCor

Maria Araújo, 31.05.13

do El Corte Inglês abriu hoje em Braga, numa zona super cheia de tudo: Aki, Lidl, Cidadela Eletrónica, Continente, Rádio Popular, Media Market, Seaside,  Casa, Stapples Office Center, Fitness Clube, e uma quantidade qb de cafés e pastelarias.

E, levando a Sofia ao basquete, parei lá, no Super Decor.

Gosto deste género de supermercado.

Um bom parque de estacionamento, arejável, uma entrada ampla, um supermercado com muita luz.

Como não podia deixar de ser, nos produtos, perdi o meu olhar nas compotas, nas massas, nos condimentos, ui, que delícia estes aromas!

A charcutaria, a perdição de muitos portugueses, não fui. Gosto, mas com os cuidados que tenho com a alimentação, não. Pecado desta gula, não!

Fui aos produtos de higiene: sabonetes de todas as marcas, cheirosinhos. Depois, passei pelos chocolates, mas não, não comprei (tenho-os no frigorífico). Mas, bem junto a estes, estava o carrinho dos gelados Santini. Estive quase para comprar, não fosse a hora tardia, 20.30h, e o estômago precisava de alimento.

Mas não perdem por esperar.

Muitas pessoas por lá, estrangeiros qb. Onde? Precisamente no sector que eu gosto: condimentos, vinhos, azeites, vinagres, chá. Loucura!

Para acabar a visita, uma grande farmácia com uma variedade infinita de produtos.

O que trouxe: gelatina, morangos, queijo, comida para a gata...

 

 

.

 

Edifício do supermercado.

 

Não há nada como os velhos VHS

Maria Araújo, 30.05.13

Humor

 

TIPOS DE MARIDOS: DVD, DVD-R, CD e VHS

 

PARA AS MULHERES QUE AINDA NÃO ESTÃO INTEGRADAS E PARA OS HOMENS SE CLASSIFICAREM NAS NOVAS TECNOLOGIAS:

 

Sabe o que é um marido DVD ? É aquele que se Deita, Vira e Dorme.

 

 

 

E um marido DVD-R ? É aquele que se Deita, Vira, Dorme e Ronca

 

 

E um marido CD ? É aquele que Come e Dorme.

 

 


Moral da história:

 

NÃO HÁ NADA COMO OS VELHOS VHS...VáriasHoras de Sexo

 

 

 

Só que não se fabricam mais...

 

Verão, só em Portugal.

Maria Araújo, 29.05.13

Notícias com tempo, sobre o tempo.

 

Muito se fala do tempo e, roubado do FB, aqui está o motivo pelo qual este ano não temos verão.

Setembro regressamos ao trabalho, logo, verão, verão é a dar produtividade ao país e com calorzinho, pois então.

Portugueses, se o verão vai ser como se prevê, o melhor será gozarmos as férias quando recebermos o subsídio de Natal e matamos dois coelhos (????) numa cajadada só.

 

 

 

 

Por outro lado, as notícias do Instituti do Mar :

 

" Verão 2013, esclarecimento"

 

2013-05-28 (IPMA)

 

Na sequência da notícia veiculada hoje, 28 de maio de 2013, nos meios de comunicação social nacionais e internacionais de que o “Verão de 2013 será o mais frio dos últimos 200 anos na Europa Ocidental”, o IPMA esclarece que não tem conhecimento do fundamento técnico científico, suporte desta afirmação. A previsão sazonal que o IPMA disponibiliza mensalmente em:

 

http://www.ipma.pt/pt/otempo/prev.longo.prazo/

 

resulta de 4 sistemas de previsão acoplados: três europeus - ECMWF, Met Office, Météo-France - e um norte americano - NCEP. Estes modelos estão sujeitos às mesmas condições de integração, sendo os parâmetros estatísticos obtidos face a um período de referência comum de 20 anos (1991-2010). Esta previsão tem um alcance de meio ano, apresentando cenários na forma de anomalias de temperatura e precipitação para conjuntos de 3 meses.

A previsão mais recente disponibilizada pelo IPMA, para o trimestre junho, julho e agosto, sugere um cenário para Portugal Continental em que a probabilidade da temperatura média ser inferior ao normal é de 40 a 60%, com uma anomalia negativa entre -0.5 e -0.2 °C. A probabilidade da temperatura média neste período ser inferior ao percentil 20 é de 30 a 40%. Nas latitudes médias, em que Portugal se encontra, a previsão sazonal apresenta ainda um baixo grau de confiança, quando comparada com as latitudes tropicais, onde o grau de confiança é maior. Por este motivo, a previsão sazonal deve ser analisada com reservas.

 

 

Para a semana vamos ter calorzinho, até de mais. Verão, verão!

 

 

 

 

Giane...

Maria Araújo, 27.05.13

Vi nos dois jornais, ambas com apelido Sousa, na SIC, Clara,  e em direto, na TVI, Judite, as entrevistas que fizeram a Reinaldo Gianecchini, o ator brasileiro a quem, há dois anos, foi diagnosticado um cancro linfático.

Em Portugal para lançar o seu livro " Vida, Arte e Luta", e de autoria de Guilherme Fiuza, todo o discurso, nas duas entrevistas, foi de uma serenidade, sensibilidade e coragem sem limites.

O próximo programa, a não perder, de modo algum, com o jovem talentoso, David Oliveira em " Alta Definição".

Foto da web.

 

 

 Sinopse

Gianecchini enfim se permitiu encarar o pensamento proibido: ‘Pode ser que  tenha chegado a minha hora.’ No que olhou pela primeira vez para  a cara da morte, a sua morte, bem de frente, foi tomado por uma calma profunda.  Por um momento perdeu de vista os médicos, as enfermeiras, a empresária, a mãe,  os parceiros profissionais e afetivos, a legião de fãs. Enxergou com clareza o  verdadeiro lugar de todo mortal em sua condição mais pura: a  solidão.
E se sentiu forte nesse lugar. Entendeu que fora  exatamente dali que, ainda menino, vislumbrara o seu caminho – um caminho que o  diferenciava de todos os membros de sua família, de todos os exemplos que havia  à sua volta no interior, de tudo o que ouvira na escola. Sozinho, deixara  Birigui de ônibus e ganhara o mundo.
Agora, a sós com seu medo,  Giane foi sendo tomado de certa excitação. O que seria aquilo? Se não era  masoquismo, devia ser coragem.
Estava pronto para a travessia. Qualquer  uma.

Pág. 1/9