Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

966 - Bring the boys...

Maria Araújo, 22.03.11

Não estive lá, mas estão cá, os vídeos do concerto de Roger Waters , Lisboa 2011.

Belas imagens.

Mensagens sensíveis e tocantes.

Imperdível, mas...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

965 - A consulta adiada

Maria Araújo, 22.03.11

Estava muito animada porque amanhã teria a minha consulta na Clínica Malo, no Porto, seguido de uma massagem na MaloclinicSpa,  quando soube que vai haver greve da CP.

Como a viagem de combóio faz-se bem, tenho metro até à casa da Música, e desço metade da Avenida da Boavista, não acho necessário levar o carro. Portagens, gasolina, parque, é uma despesa desnecessária. Até porque gosto de dar umas voltas pelo Porto.

Estava aqui na net à procura do número de telefone da clínica, para adiar a consulta, quando o telemóvel tocou.

Era da cliníca a confirmar a consulta.

Óbvio que disse que estava com intenção de ligar e, com a minha ingénua sinceridade, sim, porque a senhora riu-se do meu comentário, expliquei que ainda não tinha ligado, porque estava "perdida" na página da clínica a ler o perfil do dr. Paulo Malo.

Se eu já sabia que este homem "não brinca em serviço", como alguém me disse em Lisboa, então mais impressionada fiquei com o que li.

E , como o coração é vital, também existe a MaloClinic Coração.(há um anúncio que passa na TV onde se lê o nome deste instituto).

Há pessoas que sabem desafiar o desafio, vencem e vão longe.

Destino? Sorte? Coragem? Ambição? Determinação?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

964 - Mulher

Maria Araújo, 21.03.11

 

 

 

 

 

Semana da leitura.

 

 

 E, porque este e-mail foi escrito por uma escritora e jornalista Brasileira, partilho convosco esta leitura.

* O que estiver entre parêntesis, corresponde ao que eu gosto de fazer, estou de acordo, desejo concretizar...

 

 

 'Eu não sirvo de exemplo para nada, mas, se você quer saber se isso é possível, me ofereço como piloto de testes. Sou a Miss Imperfeita, muito prazer. A imperfeita que faz tudo o que precisa fazer, como boa profissional, mãe, filha e mulher que também sou: trabalho todos os dias, ganho minha grana, vou ao supermercado,  decido o cardápio das refeições, cuido dos filhos, marido (se tiver), telefono sempre para minha mãe, procuro minhas amigas, namoro, viajo, vou ao cinema, pago minhas contas, respondo a toneladas de e mails, faço revisões no dentista, mamografia, caminho meia hora diariamente, compro flores para casa, providencio os consertos domésticos e ainda faço as unhas e depilação

 

(gosto mas tenho andado um pouco afastada deles)

 

  Portanto, sou ocupada, mas não uma workholic.

 (eu também)

   Por mais disciplinada e responsável que eu seja, aprendi duas coisinhas que operam milagres.

 

   Primeiro: a dizer NÃO.

 

(eu devia dizer mais vezes)

 

     

Segundo: a não sentir um pingo de culpa por dizer NÃO. Culpa por nada, aliás. (de acordo)

    

  Existe a Coca Zero, o Fome Zero, o Recruta Zero. Pois inclua na sua lista a Culpa Zero.  (nem sempre é possível).

 

      Quando você nasceu, nenhum profeta adentrou a sala da maternidade e lhe apontou o dedo dizendo que a partir daquele momento você seria modelo para os outros. (nem gostaria de ser)

 

      Seu pai e sua mãe, acredite, não tiveram essa expectativa: tudo o que desejaram é que você não chorasse muito durante as madrugadas e mamasse direitinho. (ahahahahaha!)

 

      Você não é Nossa Senhora. (não, mas fazemos muitos milagres no dia-a-dia)

 

      Você é, humildemente, uma mulher. (sim, eu tento sê-lo).

 

      E, se não aprender a delegar, a priorizar e a se divertir, bye-bye vida interessante. Porque vida interessante não é ter a agenda lotada, não é ser sempre politicamente correta, não é topar qualquer projeto por dinheiro, não é atender a todos e criar para si a falsa impressão de ser indispensável. É ter tempo. (TER TEMPO, SIM, PARA NÓS PRÓPRIAS).

 

      Tempo para fazer nada. ( adoro, naqueles dias que tenho muito para fazer).

 

      Tempo para fazer tudo. (às vezes)

 

      Tempo para dançar sozinha na sala. (quantas vezes o faço…na cozinha)

 

      Tempo para bisbilhotar uma loja de discos. (gosto, mas por vezes sinto-me mal…só na FNAC. Lá posso andar à vontade).

 

      Tempo para sumir dois dias com seu amor. (uiuiuiuiuiuiuiu! Belo).

   Três dias...  Cinco dias!   (muitos dias)

 

      Tempo para uma massagem. (adoro e, na próxima 4ªfeira , estou pronta para mais uma).

 

      Tempo para ver a novela. (já gostei de ver novelas. A minha vida é uma novela, ahahaha).

 

      Tempo para receber aquela sua amiga que é consultora de produtos de beleza. (Não gosto que as "amigas" me impinjam produtos.)

 

      Tempo para fazer um trabalho voluntário. (Já pensei seriamente nisso e já procurei na internet )

 

      Tempo para procurar um abajur novo para seu quarto. (quantas vezes entro nas lojas de decoração e os vejo. Não compro quando não preciso, mas aprecio tocá-los, sentir os tecidos das cortinas, das toalhas…)

 

      Tempo para conhecer outras pessoas. (Se quiser tempo, tenho, mas onde?)

 

      Voltar a estudar. (quando for para a reforma, ahahahahah)

 

      Para engravidar. (nem pensar!)

 

      Tempo para escrever um livro que você nem sabe se um dia será editado. (quem sabe já o escrevi(emos)…e/mas não editei (ámos).

 

      Tempo, principalmente, para descobrir que você pode ser perfeitamente organizada e profissional sem deixar de existir. (Sou organizada com a roupa, mas os papeis???,mas existo!!!)

 

      Porque nossa existência não é contabilizada por um relógio de ponto ou pela quantidade de memorandos virtuais que atolam nossa caixa postal. (verdade, e sinto que quero fazer tudo ao mesmo tempo)

 

      Existir, a que será que se destina?

    -   Destina-se a ter o tempo a favor, e não contra. ( às vezes estamos a favor do contra)

 

      A mulher moderna anda muito antiga. Acredita que, se não for super, se não for mega, se não for uma executiva ISO 9000, não será bem avaliada. Está tentando provar não-sei-o-quê para não-sei-quem.  (então eu sou moderna...).

 

      Precisa respeitar o mosaico de si mesma, privilegiar cada pedacinho de si. (mosaico, linda palavra, e que eu faço questão em o conservar/respeitar).

 

      Se o trabalho é um pedação de sua vida, ótimo! (Nem sempre)

  Nada é mais elegante, charmoso e inteligente do que ser independente. (e que elegante me sinto...)

      Mulher que se sustenta fica muito mais sexy e muito mais livre para ir e vir. Desde que lembre de separar alguns bons momentos da semana para usufruir essa independência, senão é escravidão, a mesma que nos mantinha trancafiadas em casa, espiando a vida pela janela.

(e quando não me dá vontade de nada fazer, pegar no carro e sair daqui,  liberdadeeeee!)

 

      Desacelerar tem um custo. Talvez seja preciso esquecer a bolsa Prada, o hotel decorado pelo Philippe Starck e o batom da M.A.C. (Não tenho dinheiro para luxos)

      Mas, se você precisa vender a alma ao diabo para ter tudo isso, francamente, está precisando rever seus valores. (já sou um diabo, não preciso de a vender).

 

   E descobrir que uma bolsa de palha, uma pousadinha rústica à beira-mar e o rosto lavado (ok, esqueça o rosto lavado) podem ser prazeres cinco estrelas e nos dar uma nova perspectiva sobre o que é, afinal, uma vida interessante' . (que delícia, tudo a favor destes pequenos e simples momentos, com rosto lavado ou “decorado”)

 

 

 Martha Medeiros - Jornalista e escritora. 

 

 

 

 

 

 

"Quando uma mulher estiver falando com você, escute o que ela diz com seus olhos." (Victor Hugo).

 

 

 

 

 

 

963 - Semana da leitura

Maria Araújo, 21.03.11

 

 Ler faz bem à mente, à saude e recomenda-se.

 

Sentados no espaço exterior da escola, na aula das 10 hpras, lemos poemas.

Amanhã , ás 8:30h , há "leitura-surpresa".

 

 

E porque  hoje é o dia da árvore, o ano mundial da floresta, e estamos na Primavera, vamos continuar a proteger o ambiente.

Ele também agradece.

 

 

SAPO          

 

     

         

 

962 - Break

Maria Araújo, 20.03.11

Depois de uma longa caminhada, logo de manhã , com uma temperatura muito agradável, a ponto de, a meio do caminho, tirar o casaco e ficar em manga curta a deliciar o sol, ao som da RFM, cheguei a casa por volta das 13h.

Fiz um almoço leve, cuidei das minha unhas, pés e mãos, peguei nos trabalhos, corrigi-os, e fiz um pequeno intervalo para espreitar aqueles blogs que tenho estado em falta (re)ver.

E encontrei as maravilhosas fotos da Super Lua, editadas no post anterior.

A tarde ainda convida a sair, mas não posso. Precisava de mudar a terra aos vasos, mas não fui comprar. Teria de pegar no carro que ao fim-de-semana só "anda" quando vou ao ginásio e se sair à noite.

Então os vasos ficarão para um dia destes.

Como 4ª Feira vou ao Porto, preciso de pôr em dia algumas tarefas (passar a ferro, por exemplo).

E hoje , enquanto estava na janela com a minha gata (ela também precisa de sol e apreciar a natureza), passou frente aos meus olhos uma bela borboleta branca.

Adoro borboletas. E dizem que quando uma borboleta branca entra numa casa, é bom sinal.

Esta não entrou.  Mas trouxe-me pensamentos positivos.

E agora vou continuar o  trabalho (elaborar um teste).

 

 

 

 

960 - Imagens...

Maria Araújo, 20.03.11

 

que me  emocionam.

 

Sumi Abe, resgatada nove dias após a tragédia no Japão. Foto: AFP/ Kahoku Shimpo

 

Japão (0 resgate, depois de 9 dias debaixo dos escombros)

 

 

 

 

imagens que me entristecem

 

Kadhafi prevê uma "longa guerra" da qual sairá vitorioso (SIC)

 

 

Porquê, para quê?

 

959 - Dia...

Maria Araújo, 19.03.11

SAPO

 

 

 

19 de Março,  dia do Pai, com um Sol maravilhoso, a Primavera que vai ficar mais pequena na sua grafia "p", "começou" um dia mais cedo, a Lua está mais próxima da Terra, o povo voltou à rua na nossa capital;  começaram os ataques à Líbia; apeteceu-me ir à praia, mas como tenho trabalho de alunos para corrigir e mais um teste para preparar, decidi adiar.

Fui à ginástica e pronta para pôr mãos à obra, decido vestir uns jeans, um top, ponho os óculos de sol e saio. Era ímpossível ficar fechada em casa quando a tarde convidava a desfrutar do sol.

E ainda bem que saí. Encontrei-me com os meus sobrinhos, encontrámos uns primos que não viamos ha bastante tempo,  e, de repente, a Sara, o Davide e o pai destes. 

Sara é a amiga de infância da Sofia. Depois do infantário, cada uma foi para escolas diferentes, mas nunca deixaram de se contactar. A Sara ia muitas vezes a casa da Sofia.

Mas o tempo foi passando, foram para a EB, e desde então não se viam. E passaram dois anos.

As duas deram um abraço. E enquanto o pai da Sara falava comigo e com a minha irmã, as duas miúdas, afastadas uma da outra, não trocaram uma palavra.

As perguntas eram feitas pelos mais velhos: pai da Sara à Sofia, eu e minha irmã à Sara.

Trocaram-se números de telemóvel, o da mãe da Sara mudara. Despedimo-nos.

Mas ficou combinado uma visita da Sara a casa da Sofia.

Regressei a casa na disposição de pegar no trabalho. Liguei a TV, deitei-me no sofá, a gata aconchegou-se nos meus pés e adormeci.

Acordei no final de filme que passava na SIC.

Vi o início das notícias.

Quero trabalhar. Não me apetece.

E amanhã vem a Primavera, que ainda se escreve com "P", estou disposta a fazer uma longa caminhada, quero mudar a terra às plantas , quero trabalhar, mas... Um dia depois do outro.

Ah! E assim como o Sol me dá energia e aquece a alma, a Lua deixa-me sentimentamente "na lua".

 

 

Estações do Ano - 2011


Hemisfério
Norte
Hemisfério 
Sul
Data
Hora
EquinócioPrimaveraOutono
20/03
20:20:43
SolstícioVerãoInverno
21/06
14:16:29
EquinócioOutonoPrimavera
23/09
06:04:37
SolstícioInvernoVerão
22/12
02:30:02

 

 

 

 

 

 

( A Lua vista da minha janela. Fraca foto, mas foi o que consegui).