Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




810 - Um livro

por Maria Araújo, em 06.11.10

Neste blog tem uma ideia muito interessante que pode levar alguém, ou muitos alguém, a fazer aquilo que poucos fazem.

Vou pô-lo em prática.

Aqui está a sugestão

 

 Book Crossing

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A ideia é levar uma boa leitura às pessoas e contribuir para o gosto de ler.
Vamos esquecer um livro no banco da praça, no autocarro , no metro, em qualquer lugar público e (muito importante) dentro dele deixar um bilhete com fita cola, pedindo que leiam e o “esqueçam” também noutro lugar , num ciclo de leitura formidável !

Querem aderir ? ... Temos que ser rápidos, que o tempo já é pouco.

Vamos combinar (já está bem combinado) ! rsrs

Então, no dia 08/11 ( segunda-feira) todos, "vão esquecer " o seu livrinho por aí !

Vamos torcer para que seja bem acolhido por alguém que vá ler carinhosamente, e seguir a regra que é, após lido , o devolver “à rua” . É muito importante o "bilhetinho" para manter a "corrente" !

Divulguem nos vossos blogs, e-mail e facebook por favor !

 

Escrever a mensagem  abaixo, numa pequena folha de papel e , basta deixar o livro onde quiser.

 

Este livro foi intencionalmente “esquecido” aqui, para que quem o encontre o possa ler caso esteja interessado e se “esqueça dele” em qualquer lugar público (autocarro, metro, etc), para que se mantenha “esta corrente”.
Caso queira colaborar neste movimento poderá escolher um dos seus livros e proceder do mesmo modo, não se esquecendo de colocar no seu interior um bilhetinho idêntico a este .
A ideia é permitir que um número elevado de pessoas que possam estar interessados numa boa leitura a ela tenham acesso sem ter que pagar para isso.
Afinal, temos tantos livros lá por casa em que já não pegamos há tantos anos, que é uma pena não estejam a desempenhar a sua função cultural ou educativa.
Trate bem este livro e por favor não se esqueça de o “esquecer”, mantendo este bilhetinho, do mesmo modo que o encontrou.
Não acha a ideia fantástica ?
Obrigado por colaborar e bem haja por manter ou fazer crescer esta “corrente” !

 

 

 


P.S.: Sugiro que, se alguém chamá-lo à atenção de que se esqueceu do livro, responda-lhe que este é para quem o quiser levar.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

809 - Histórias da vida real.

por Maria Araújo, em 05.11.10

Hoje foi um dia com dois acontecimentos inesperados.

Estava na última aula da manhã,quando entrou uma colega e amiga na sala de aula.O filho, que frequenta a escola onde trabalhamos, tinha sofrido um acidente e tinha de ser levado para o hospital, na ambulância, e queria que eu levasse o carro para Braga.

Não queria de modo algum trazer o carro. Fico sempre com receio de que algo possa acontecer e, sendo o carro de outras pessoas, parece que tudo corre mal.

Não tinha alternativa, e trouxe-o.

Quando cheguei a casa, um pouco tarde para fazer o almoço, meto a chave na fechadura e a porta não estava trancada. Tinha a certeza de que havia dado as quatro voltas, mas... De repente, lembrei-me que a pequena teria a segunda chave , pois ontem tive uma reunião e pedira-lhe para trazer a que eu lhe dera.

Entrei em casa e vi-a, a pequena.

Vou à cozinha ver a minha gata. Vejo um vaso no chão. Não estava partido. Achei estranho! Comentei "Este vaso não estava no chão."

A Sofia veio atrás de mim e disse, "Estava caído. Foi a gata. E ela não consegue pôr uma das patas no chão."

Observei a bichinha.A pata esquerda da trás,  mantinha-a levantada.

Decidi almoçarmos no McDonald´s, para contentamento da Sofia, e levar a gata ao veterinário, sem antes ligar para a clínica e saber se a podia levar para uma consulta.

Por voltas das 16 horas, fui. A gatita  sentada no banco da frente, observava o novo espaço, o do carro.

Por azar, quando cheguei ao veterinário estavam 3 cães para entrar. E demoraram um tempão.

Entretanto, estava no parapeito da janela e vejo chegar dois homens com os seus animais.

Uma das cadelinhas, muito fofa e bonita,  vê a minha gata e começa a ladrar.

A espera foi longa.

 Chega o dono da clínica e fica estupefato por me ver.Não sabia que eu tinha adoptado a Kat. Quando fui levá-la à vacina e desparatizaçãp, ele não se encontrava lá, tendo a Kat sido assistida por outra médica veterinária.

Saem os matulões dos cães e entro eu com a minha pequena.

O doutor pega nela, dobra como se tratasse de um pano, a com uma só mão, vai mostrá-la aos clientes que estavam na sala de espera. E todos ficaram deliciados por ser tão pequena ainda.

Duas radiografias foram tiradas. A patinha estava bem.

A Kat resmungava e tentava morder quem lhe punha a mão. E o doutor dizia "tens muito mimo, és uma fofa".

Depois disto, foi-lhe injectado um anti-inflamatório.

E só paguei a radiografia. Uma atenção do veterinário.

Mimo tem qb. Só faz asneiras. Todas as noites, antes de me deitar, é uma "tourada" com ela. Por vezes, tenho receio de a magoar. Atira-se às minhas pernas. É louca! Corre de um lado a outro da cozinha e da marquise.  E, para sair da cozinha, tenho-o de fazer em fracções de segundos, não vá ela aparecer e eu bater-lhe com a porta e apertar o seu corpo frágil.
De manhã cedo, quando vou dar-lhe a comida, porque ela está sempre em primeiro lugar, dou-lhe "bom-dia" e ela vem atrás de mim, metendo-se entre os meus pés...sujeita a levar pontapés, como já aconteceu.

É um autêntico forró de manhã e à noite.

E, quando visto um vestido,  evito ir à cozinha, antes de sair para a escola...As meias! Um dia destes, preparada para sair, ela salta para as pernas e "Kat, pára! As minhas meias!"

Se estiver de botas, a coisa escapa...mas tenho que estar sempre atenta às investidas da bichaninha.

É louca. Muito louca.

Mas é uma gatinha fofa e linda!Adoro enchê-la de beijos. Dar os meus beijos à esquimó. E ela fica deliciada.

 

 

 

 (a Kat, a completar 3 meses)

 

E mudando de assunto, por que me lembrei de algo inédito e que nunca vi.

Quando íamos para a escola, após uma curva pouco acentuada, vemos, na berma da estrada, dois cavalos deitados. Mortos.

Ficámos sem saber o que pensar. E (re)vivemos algumas passagens características daquela zona.

Recentemente, vinha para casa e vi dois cavalos bem perto da estrada, que se alimentavam da erva do monte. Comentei com o filho da minha amiga "estes cavalos podem desorientar-se e vir para a estrada.É um perigo!"

Lembrei-me que, há anos, contou-se que um cavalo tinha resvalado monte abaixo, caiu em cima de um carro e matou uma jovem.

Ainda este ano, na mesma mesma zona andavam à deriva na estrada duas vacas. Estavam na faixa contrária à que eu circulava.

Na mesma altura, já perto da escola, andavam dois bois perdidos no meio do trânsito que,  àquela hora de entrada dos alunos para a escola e  saída de muitas pessoas da vila em direcção a Braga, estava parado à espera que os animais se "decidissem" sair dali.

Assustei-me. Mas consegui passar, antes que eles se metessem à frente do meu carro.

E, como ia dizendo, os cavalos metiam dó, ali na berma da estrada. 
No regresso a casa,  no carro da  minha amiga, ao passarmos  novamente pelo local, os dois cádeveres continuavam lá, abandonados.

A colega que vinha comigo contou que, na escola, alguém dissera que o acidente acontecera ontem à noite,  cerca das 23h, e envolvera cinco viaturas. Os animais estavam na via. Foram atropelados.

 Não se sabe se os animais teriam dono ou se seriam selvagens.

Foi dito que ninguém ficou ferido, mas que os carros sofreram  danos. Que os animais mortos foram postos na berma da estrada pelos condutores  envolvidos.

Ninguém reclamou os cavalos.

Ninguém foi retirá-los da berma.

Ninguém assumiu nada.

Se os animais tinham dono, este nunca irá reclamar.

Estes casos acontecem frequentemente. E a GNR não faz nada. Todos sabemos disso.

Paz a estes animais.  

E que não fiquem esquecidos na berma...para bem da saúde pública.

 

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

808 - Frases de crianças para adultos

por Maria Araújo, em 05.11.10

APRENDAM ADULTOS PORQUE A ESPONTANEIDADE DAS CRIANÇAS FALA VERDADE!!!!!!


  

 

  SIMPLESMENTE MARAVILHOSO
 
Amor visto pelas Crianças - Fabuloso!!!!
Vale a pena ler tudo ...
 
«Quando a minha avó ficou com artrite, não se podia dobrar para pintar as unhas dos dedos dos pés. Portanto o meu avô faz sempre isso por ela, mesmo quando apanhou, também, artrite nas mãos. Isso é o amor.»

 
Rebeca, 8 anos


 
«Quando alguém te ama, a maneira como pronuncia o teu nome é diferente. Tu sentes que o teu nome está seguro na boca dessa pessoa.»


Billy, 4 anos
 
«O amor é quando uma rapariga põe perfume e um rapaz põe colónia da barba e vão sair e se cheiram um ao outro.»


Karl, 5 anos
 
«O amor é quando vais comer fora e dás grande parte das tuas batatas fritas a alguém, sem a obrigares a darem-te das dele.»


Chrissy, 6 anos
 
«O amor é o que te faz sorrir quando estás cansado.»


Terri, 4 anos
 
«O amor é quando a minha mamã faz café ao meu papá e bebe um golinho antes de lho dar, para ter a certeza de que o sabor está bom.»


Danny, 7 anos
 
«O amor é estar sempre a dar beijinhos. E, depois, quando já estás cansado dos beijinhos, ainda queres estar ao pé daquela pessoa e falar com ela. O meu pai e a minha mãe são assim. Eles são um bocado nojentos quando se beijam.»


 Emily, 8 anos   
 
 
«O amor é quando dizes a um rapaz que gostas da camisa dele e, depois, ele usa-a todos os dias.»


Noelle, 7 anos


 
«O amor é quando um velhinho e uma velhinha ainda são amigos, mesmo depois de se conhecerem muito bem.»


Tommy, 6 anos
 
 
«A minha mãe ama-me mais do que ninguém. Não vês mais ninguém a dar-me beijinhos para dormir.»


Clare, 6 anos


 
«Amor é quando a mamã dá ao papá o melhor pedaço da galinha.»


Elaine, 5 anos


 
«Amor é quando a mamã vê o papá bem cheiroso e arranjadinho e diz que ele ainda é mais bonito do que o Robert Redford.»


Chris, 7 anos
 


«Amor é quando o teu cãozinho te lambe a cara toda, apesar de o teres deixado sozinho todo o dia.»


Mary Ann, 4 anos    
 
 
«Quando amas alguém, as tuas pestanas andam para cima e para baixo e saem estrelinhas de ti.»


Karen, 7 anos
  
 
«Nunca devemos dizer 'Amo-te', a menos que seja mesmo verdade. Mas se é mesmo verdade, devemos dizer muitas vezes. As pessoas esquecem-se.»


Jessica, 8 anos
 
E a última? O autor e conferencista Leo Buscaglia falou de um concurso em que ele teve de ser júri. O objectivo era encontrar a criança mais cuidadosa.
A vencedora foi um rapazinho de quatro anos, cujo vizinho era um velhote que perdera recentemente a sua esposa. Depois de ter visto o senhor a chorar, o menino foi ao quintal do velhote, subiu para o seu colo e sentou-se. Quando a mãe  perguntou o que dissera ao vizinho, o rapazinho disse:


"Nada, só o ajudei a chorar".

 

 

 


  
 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

807 - Eva

por Maria Araújo, em 04.11.10

 

 

 

Hoje é o teu dia de aniversário.

Apesar da hora tardia em que escrevo este post, não me esqueci de ti.

O Face Book está carregada de mensagens dos teus amigos.

Li-as todas.

Sabes que as mereces.

Sabes que elas, por mais simples que sejam, fazem bem à alma. E pensa que podes contar com eles e com a tua família que te ama.

Sabes o que quero para ti...

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

806 - Liberdade Street 2

por Maria Araújo, em 04.11.10

 

Ao amigo Rui, gostaria de esclarecer que, a Avenida da Liberdade não tem acesso ao trânsito automóvel, junto ao Theatro Circo . Para isso, o antigo túnel que saía junto ao edifíco dos CTTs, foi prolondago uns quantos metros, há dois anos, conforme se vê na imagem, desembocando junto  ao cruzamento da Rua 25 de Abril. Isto porque, no túnel antigo, e para servir o novo centro comercial Liberdade Street, fizeram duas aberturas que, ao que parece, vão servir de entrada e saída para o parque de estacionamento deste centro comercial.

Uma entrada/saída dentro de um túnel?

Só desta cidade. E parques de estacionamento há qb.

Interesses autárquicos

 

 

 

P.S.: Agora tenho uma aula. Está na hora. Desculpa-me alguma incorrecção.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

805 - Liberdade Street???

por Maria Araújo, em 03.11.10


Passando junto ao edifício onde se localizavam os CTTs, agora em  fim de obras para dar lugar a um centro comercial, onde se encontravam vestígios romanos, como aliás, se encontra nesta cidade, sempre que um buraco é aberto, fiquei desiludida.

Limparam toda a fachada antiga e, para meu espanto, puseram vidros escuros por dentro das janelas, isto é, as portadas altas que tinha, foram retiradas.

A entrada daquele edifício era linda! Quem lá entrava, deparava com umas escadas em caracol, juntos ás paredes do lado direito e esquerdo. O hall, em círculo, era ladeado por uma varanda que, quem olhava para baixo, desfrutava de um lindo mosaico no chão, opondo-se à abóbada que irradiava luz para o interior. Era um lugar que me dava gozo entrar.

Mais tarde, teve umas alterações nos guichets colocando portas em cada um deles, mas nada que afectasse a estrutura da entrada.

Agora, segundo me parece, a entrada principal foi destruída, as escadas terão desaparecido para dar lugar ao edifício Liberdade Street, que está no interior da fachada.

Quem desce a Avenida da Liberdade, o Largo de Santa Cruz, e daqui da minha casa, vejo também aquela construção nova que sobressai da antiga. Foi construído mais um andar.
Se este já por si era espaçoso, se aumentaram para as traseiras do mesmo, porquê construírem mais um andar?

Lamentável que a autarquia tudo permita! Aliás, esta cidade prima pela novidade  e modernidade sem gosto e estilo.

Interesses! Dinheiro, muito dinheiro!

Veja-se os canteiros que foram construídos na mesma avenida, a maior aberração jamais feita, e que o os Bracarenses adoram. 

Pelo menos, e conforme está aqui escrito, parece que os vestígios encontrados no solo  vão ficar à vista de todos.

Veremos!

 

 

 

 

 

(Edifício antigo)

 

 

 

 

 

(Imagem do novo edifício)

 

 

 

 

(Interior do novo edifício)

 

 

(Os canteiros da Avenida da Liberdade.)

 

 

(A construção nova, ao lado da mais antiga, do lado direito da imagem)

 

 

P.S.: Procurei uma imagem do hall do antigo edifício, mas não consegui encontrar.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

805 - As fotos

por Maria Araújo, em 02.11.10

 

Vestindo os cintos

 

 

Faltam os capacetes

 

 

 


O trapézio

 

 

 

 

Equilíbrio

 

 

 

 

 

Os curiosos mas não aventureiros

 

 

 


O homem da máquina

 

 

 

 

Os homens do meu grupo

 

 

 

 

 

 

O charmoso cá do sítio.

 

 

 

 

As meninas

 

 

 

 

A espera

 

 

 

 O slide

 

 

 

 Os aventureiros . Lindos, não são?

 

 

 

A paisagem.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

804 - Ikea

por Maria Araújo, em 01.11.10

Uma das minhas sobrinhas tem o curso de design.

É uma jovem  talentosa mas, infelizmente,como muitos jovens neste país, são poucos os que singram neste ramo.

Como ela não gosta de estar parada e procura fazer o que gosta, teve oportunidade de entrar  na equipa Ikea.

Então, fomos levá-la ao Porto e aproveitar para fazermos umas comprinhas.

Vi peças de mobiliário, peças de decoração simples e belas, que, se pudesse, compraria tudo o que gostei e necessito para dar um ar mais fresco e alegre à minha casa.

Comprei duas estantes e um candeeiro de tecto, para o meu escritório:

EXPEDIT estante branco Largura: 79 cm Profundidade: 39 cm Altura: 79 cm            LACK estante de parede branco Largura: 130 cm Profundidade: 26 cm Peso máximo: 15 kg               FILLSTA candeeiro suspenso branco Diâmetro: 47 cm Comprimento do cabo: 180 cm

 

 

 


KVINTETT candeeiro suspenso Diâmetro: 24 cm Altura máxima: 1 m 75 cm

 

Um candeeiro para a sala de refeições.

 

Vi um armário/aparador que quero pôr na minha cozinha.

Era o meu projecto de Verão, não fossem as avarias dos electrodomésticos, cá de casa.

 

 

 

 

BJURSTA Aparador 200,66€

 

Já tinha visitado o site, tenho o catálogo, mas ver os produtos in loco, ficamos com uma ideia mais concrecta da peça.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

803 - Modas

por Maria Araújo, em 01.11.10

Está na moda objectos decorativos que se relacionam com frutos, alimentos e doces.

Há dias, passei na Intimissi. A montra estava repleta de miniaturas, bem deliciosas, diga-se, perfeitas imitações da doçaria  fina.

Entrámos e, curiosidade minha e da Sofia, que me acompanhava, pedimos autorização à funcionária para vermos de perto tão belas peças.

Mas, quando reparei na montra da direita, estavam os pratos com os frutos. Se os doces me seduziram, os frutos levaram-me ao prazer da gula.

Perfeitos!

Passeando pelos blogues,  encontrei-os na bijuteria. Contudo, nada que se compare ao que vi na Intimissi.

Perfeito, mas não os usaria ao pescoço, nem tampouco nos dedos.

 

 

 

 

 

 

 

 (preços entre os 9,00 e os 14,00 euros)

 

 

 

 Anillo coffee      Anillo huevo frito

 

14,00 euros                               20,50 euros

 

 

 

 

 

         12,50 euros

 

 

 

 

Quem quiser oferecer um destes à namorada, amiga, pode comprar online, aqui.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 4/4



foto do autor



o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio


10 anos




Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D


Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR