Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




792 - Farta

por Maria Araújo, em 19.10.10

Crise, orçamento, estado, Pedro "Passas(-)te", José "Trocas(-)te", que já não troca nada, nem aparece.

 Mas se há homem que já estou FARTA de ver e ouvir é este.

 

 

Cantinho da Casa

791 - RTP

por Maria Araújo, em 19.10.10

Como a RTP depende da taxa que nós, contribuintes , pagamos todos os meses na factura de EDP, vamos ter de suportar mais um agravamento.

Faz-me lembrar antes do 25 de Abril que pagávamos a taxa da rádio e televisãso.

Foram entretanto, retirados, e há alguns anos, quando verificámos a factura, descobrimos que nos era debitadao a nova taxa.

Não reclamámos. Não fizémos nada.
Agora, aguentemos mais um agravamento.

Paga POVO.

 

 

 

Cantinho da Casa

Tags:

790 - Erradicação

por Maria Araújo, em 17.10.10

 

 

 

 

Quando vejo as notícias, não posso evitar alguma tristeza...Um aperto no coração.

Hoje na RTP1 fala-se da crise, fala-se da fome, fala-se do câncro da mama, fala-se dos problemas da coluna; fala-se da osteoporse. Fala-se...

Todos elas me preocupam.

Algumas não podemos evitar.

Esta podemos. Lamento não ter conhecimento desta campanha de solidariedade. Iria, com certeza, contribuir.

 

 

Perto de casa, há dois supermercados. O Minipreço e o Pingo Doce.
Ontem precisei de fazer algumas compras, pelo que decidi ir ao Minipreço.

Pela primeira vez, fui comparar o preços dos produtos brancos e os produtos de marca, Portugueses.

Os produtos Minipreço, na sua maioria, vêm de Espanha.

Então, optei por comprar dois produtos de marca Portuguesa. 1kg de arroz agulha,e 1 pacote de esparguete vegetais, da marca «Caçarola», marca que raramente faz parte dos bens aqui de casa. Comprei duas embalagens de iogurtes Dia.

Depois, comparei o preço do atum Dia, com o nosso Bom Petisco. A diferença de preço era de 51 cêntimos. Trouxe o da marca Dia. Também comparei a esparguete normal, com a Milaneza. Mais cara do que a da casa.

Hoje,fui ao Pingo Doce. Gosto dos produtos desta marca, embora ligeiramente mais caros que os do Dia.Lembrei-me de ver o código de barras dos produtos PD, e verifiquei que são Portugueses.

Então, comprei 1 kg de arroz agulha, um pacote de esparguete, e uma embalagem de 4 iogurtes magros de sabores, tudo Pingo Doce, e todos os produtos com o códgio 5 600...

Pois confrontando os preços da marca Caçarola, Pingo Doce e Dia, cheguei à conclusão de que, embora os produtos Dia sejam mais baratos, são Espanhois, logo estou a contribuir para o crescimento económico da Espanha.

Os produtos Portugueses têm uma diferença substancial.

Então os preços são os seguinte:

 

                                   Caçarola                     Pingo Doce                   Dia

 

 arroz agulha                 0,94                             0,77                         0,79

 

esparguete

vegetais                        0, 99                              -                            

 

esparguete                    -                                  0,35                         0,33

normal   

                         

iogurtes                         -                                   1,16                        0,50

 

atum Bom Petisco          -                                   -                              1,00

 

atum Dia                        -                                   -                              0,50

 

 

 

 

Comprar produtos de marca, está fora de questão.

Comprar produtos PD, compensa. São Portugueses.

Há uma pequena diferença nos preços, no geral.

Os iogurtes PD, custam mais do dobro, mas podemos comprar individualmente, e tem diferentes sabores, enquanto que os da marca Dia, muito mais baratos, são vendidos em conjunto de 4, e apenas tem os sabores de morango e baunilha.

Estas foram as compras que fiz propositadamente para comparar preços, e que gasto no dia-a-dia.

Por isso, vou apostar nos  produtos PD, mesmo que com uma margem pequena superior nos preços.

Vou  Comprar Português.

 

 

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

789 - Hoje

por Maria Araújo, em 16.10.10

 

 

 

 

 

Continuo sem vontade de NADA.

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

788 - Atrasado, mas...

por Maria Araújo, em 16.10.10

cá está ele, o Ministro do nosso dinheiro, a falar ao país, finalmente! Com atraso de quase 17 horas, estamos a ouvir o que não queríamos, de maneira alguma.

Já não é o corte no meu salário que me revolta e dói. É a subida do IVA, IRS (e já fui "roubada" recentemente),  dos descontos para a saúde, da energia, de, de, de, com o consecutivo aumento dos preços de todos os bens essenciais e não só.

Com tudo isto, as minhas despesas e respondabilidades vão aumentar quase para o dobro.

Não tenho luxos.

Tenho um carrito com 12 anos. Tenho uma vida calma, controlada, confortável, sem dívidas.

Não sou pessoa de me queixar. Aceito as medidas que beneficiem a vida de todos. Mas estas ultrapassam tudo!

Desolada.

O que vai ser das famílias?

Querendo ser optimista, que nada falte nas mesas Portuguesas.

 

Bom dia Mundial da Alimentação.

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

787 - Apertão

por Maria Araújo, em 16.10.10

Hora da entrega do orçamento de estado a Jaime Gama.

Muitos fotógrafos, muito mediatismo, para apresentar um APERTÃO ao povo Português.

E o Dia Mundial da Alimentação... ( de Fome), para muitos.

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

787 - Pobreza versus riqueza

por Maria Araújo, em 15.10.10

Este texto já é conhecido. Voltei a recebê-lo por e-mail, e decidi editá-lo.Uma lição de vida para todos nós. E porque no próximo dia 16 é o Dia Mundial da Alimentação...

 

 

 

O miúdo do restaurante !

 

  
 
Entrei apressado e com muita fome no restaurante. Escolhi uma mesa
bem afastada do movimento, porque queria aproveitar os poucos minutos
que dispunha naquele dia, para comer e acertar alguns bugs de
programação num sistema que estava a desenvolver, além de planear a minha viagem
de férias, coisa que há tempos que não sei o que são.

 

Pedi um filete de salmão com alcaparras em manteiga, uma salada e
um sumo de laranja, afinal de contas fome é fome, mas regime é regime não é?

 

Abri o meu portátil e apanhei um susto com aquela voz baixinha,atrás de mim:

 

- Senhor, não tem umas moedinhas?

 

- Não tenho, menino.

 

- Só uma moedinha para comprar um pão.

 

- Está bem, eu compro um.

 

Para variar, a minha caixa de entrada está cheia de e-mail.

Fico distraído a ver poesias, as formatações lindas, rindo com as piadas malucas.

Ah! Essa música leva-me até Londres e às boas lembranças de tempos áureos.

 

- Senhor, peça para colocar margarina e queijo.

 

Percebo nessa altura que o menino tinha ficado ali.

 

- Ok. Vou pedir, mas depois deixas-me trabalhar, estou muito ocupado, está bem?

 

Chega a minha refeição e com ela o meu mal-estar. Faço o pedido do
menino, e o empregado pergunta-me se quero que mande o menino ir embora.

O peso na consciência, impedem-me de o dizer.

Digo que está tudo bem. Deixe-o ficar. Que traga o pão e, mais uma
refeição decente para ele.

 

Então sentou-se à minha frente e perguntou:

 

- Senhor o que está fazer?

 

- Estou a ler uns e-mail.

 

- O que são e-mail?

 

- São mensagens electrónicas mandadas por pessoas via Internet
(sabia que ele não ia entender nada, mas, a título de livrar-me de questionários desses):

 

- É como se fosse uma carta, só que via Internet.

 

- Senhor você tem Internet?

 

- Tenho sim, essencial no mundo de hoje.

 

- O que é Internet ?

 

- É um local no computador, onde podemos ver e ouvir muitas coisas, notícias, músicas, conhecer pessoas, ler,

 escrever, sonhar, trabalhar, aprender. Tem de tudo no mundo virtual.

 

- E o que é virtual?

 

Resolvo dar uma explicação simplificada, sabendo com certeza que
ele pouco vai entender e deixar-me-ia almoçar, sem culpas.

 

- Virtual é um local que imaginamos, algo que não podemos tocar,
apanhar, pegar... é lá que criamos um monte de coisas que gostaríamos de fazer.
Criamos as nossas fantasias, transformamos o mundo em quase como queríamos que fosse.

 

- Que bom isso. Gostei!

 

- Menino, entendeste o significado da palavra virtual?

 

- Sim, também vivo neste mundo virtual.

 

- Tens computador?! - Exclamo eu!!!

 

- Não, mas o meu mundo também é vivido dessa maneira...Virtual.

A minha mãe fica todo dia fora, chega muito tarde, quase não a
vejo, enquanto eu fico a cuidar do meu irmão pequeno que vive a chorar
de fome e eu dou-lhe água para ele pensar que é sopa, a minha irmã mais
velha sai todo dia também, diz que vai vender o corpo, mas não entendo, porque
ela volta sempre com o corpo, o meu pai está na cadeia há muito tempo, mas
imagino sempre a nossa família toda junta em casa, muita comida, muitos
brinquedos de natal e eu a estudar na escola para vir a ser um médico um dia.

Isto é virtual não é senhor???

 

Fechei o  portátil, mas não fui a tempo de impedir que as lágrimas caíssem
sobre o teclado.

 

Esperei que o menino acabasse de literalmente 'devorar' o prato
dele, paguei, e dei-lhe o troco, que me retribuiu com um dos mais belos
e sinceros sorrisos que já recebi na vida e com um

 

'Brigado senhor, você é muito simpático!'.

 

Ali, naquele instante, tive a maior prova do virtualismo insensato em que
vivemos todos os dias, enquanto a realidade cruel nos rodeia de
verdade e fazemos de conta que não percebemos!

 

Cantinho da Casa

786 - Nada

por Maria Araújo, em 14.10.10

 

 

 

 

Continuo amorfa, sem ideias, sem vontade de NADA.

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

785 - 33

por Maria Araújo, em 13.10.10

Previsto para o dia 15 de Outubro, hoje 13 de Outubro, o sonho dos 33 homens que esperaram 33 dias que a máquina perfurasse o solo, feita com 33 caracteres, é o número mágico que os levou a acreditar  que  veriam os seus familiares mais cedo que o previsto.

A vontade e o esforço de quem está no resgate destes homens, foram finalmente conseguidos.

As fotos, aqui.

 

 

 

Cápsula é posicionada por grua no local onde ela descerá por túnel. Foto: AFP

 

 

 

Cantinho da Casa

784 - A arte das palavras

por Maria Araújo, em 13.10.10

 

 

Apetece fazer,  NADA.

 

 

Cantinho da Casa



foto do autor



1º desafio de escrita 2019 2º desafio de escrita 2020


o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR