Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Domingo de sol

por Maria Araújo, em 24.01.10

Sábado, fui ver David Fonseca (depois escrevo sobre este fantástico cantor)

Deitei-me cerca da 2:30 h, adormeci bem e acordei à hora que já não me lembrava de acordar: 13:30h.

Nem queria acreditar! Dormira cerca de 11 horas!

Levantei-me, abri de imediato a persiana do quarto. O sol iluminava este dia de Domingo.

«Praia. Vou à praia!».

Comi uma fruta, o meu habitual iogurte com flocos de cereais, arranjei-me e fui, auto-estrada adentro, até Esposende.

Fui comer a minha tosta de fiambre e o panachê. O sol estava quente. Tirei o casaco e deixei-me estar a receber aquela energia e calor que tão bem me faz à mente.
Depois dirigi-me à praia. Algumas pessoas caminhavam junto ao mar.

Desci em direcção à água.  Deixei-me levar pelos passos e caminhei até ao farol.

Contrariamente ao habitual, em vez de regressar ao carro pela estrada,voltei para trás e caminhei mais uns bons metros em direcção a Cepães.

A praia estava cheia de lixo que o mar trouxera nestes dias de chuva.

As rochas negras aumentam com a subida do mar.

Saudade da praia extensa onde passava horas a desfrutar do areal, da brincadeira das crianças, das dunas que nos protegiam do malandro vento Norte, do mar revolto e/ou calmo.

Pena a praia estar muito estragada.

Mas o cheiro  do mar depressa faz esquecer as asneiras que o homem faz.

Voltei para trás. De repente, sento-me numa rocha. Tiro os sapatos e as meias, arregaço os jeans e deixo-me invadir pela água. Agradável sensação.

 Talvez porque ela gostasse de sentir os meus pés magros que fugiam da sua momentânea rebeldia, ou por que gostasse do meu gesto, atrevidamente molhou-me as calças. E eu deixei-me levar por este carinho.E cantei, falei baixinho, pedi desejos...

Subi em direcção ao paredão. As famílias passeavam os filhos e os animais de estimação, os namorados sentados trocavam beijos neste dia que convidava às carícias frente ao mar tendo como  coadjuvante, o sol.

Sentei-me e, com a écharpe que levara, limpei os pés cobertos de areia. Calcei as meias e os sapatos. As calças estava muito molhadas.

Segui o caminho em direcção à estrada.

A meio do caminho virei-me e despedi-me do mar.

 

 

 esposende-dez-09 020 por romantica2008.

 

Cantinho da Casa

Tags:

Só nós dois é que sabemos...

por Maria Araújo, em 24.01.10

 

 

 

 

E há pouco sentei-me tranquilamente  a ver o "Conta-me como foi".

Cada episódio que passa faz-me lembrar a minha infância e adolescência.

Hoje ficou-me no ouvido o momento em que o António encontra a namorada do filho e pede-lhe que o deixe em paz.

Mas até aqui tudo bem. Naquele tempo um jovem namorar uma mulher mais velha era de todo impossível e feio.

A música é que me despertou lembranças, não só da minha mãe( nunca se esquece a mãe)que a cantava, mas por que detestava o Tony de Matos. A voz nunca me atraíu.

A canção dizia-me alguma coisa, mas jovem que eu era queria lá saber da letra? Mas cantava-a em tom de gozo.

Hoje escutei-a com atenção e, contrariamente àquilo que pensava, concluí que, de facto "esquece o que vai na rua ...o mundo não nos importa...o nosso mundo começa cá dentro da nossa porta".

Agora entendo a canção...

 

 

Só nós dois é que sabemos
Quanto nos queremos bem
Só nós dois é que sabemos
Só nós dois e mais ninguém
Só nós dois avaliamos
Este amor forte e profundo
Quando o amor acontece
Não pede licença ao mundo

Anda, abraça-me... beija-me
Encosta o teu peito ao meu
Esquece que vais na rua
Vem ser minha e eu serei teu
Que falem não nos interessa
O mundo não nos importa
O nosso mundo começa
Cá dentro da nossa porta

Só nós dois é compreendemos
O calor dos nossos beijos
Só nós dois é que sofremos
A tortura dos desejos
Vamos viver o presente
Tal qual a vida nos dá
O que reserva o futuro
Só deus sabe o que será


Anda, abraça-me... beija-me

 

 

 

 

Cantinho da Casa

Posts

por Maria Araújo, em 22.01.10

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Falando de Vinicius de Moraes e dos poemas dedicado às mulheres e os signos, não me apercebi que com este completava 500 posts.
A minha iniciação foi no Google, com uma acção de formação sobre WebQuests.

Não dominando ainda com eficácia estas ferramentas, vim até ao Sapo. Senti que poderia aprender algo mais, pois temos uma página que fornece as perguntas mais frequentes e respectivas respostas às nossas dúvidas.

E por aqui fiquei.

Importei tudo o que havia feito no Google.

Na calendarização começo em Março, mas na verdade , foi em Maio de 2008 que tudo começou aqui e nasceu o cantinhodacasa.

 

A pouco e pouco a confiança, a amizade , a crítica, o humor e a partilha de conhecimentos começaram a dar frutos.

Conheci pessoalmente algumas das pessoas que habitualmente aqui deixam os seus comentários.

 

Gostei de ler as lindas histórias da Ana Sofia, e da Artemisia do blog diário de bordo, e  do TretosoMor, que deixaram de escrever no blog, mas com quem me contacto por e-mail.

O bom humor dos textos, das histórias reais do carapaucarapau;

as fotos lindas de todos os géneros, as experiências e grande conhecimento  de vida, as histórias em diálogo entre o Lontro e o Lontrinho,  no Lontrices;

as coisas que o Rui faz cair da sua fonte;

a moda sempre jovem e actual no Redroom;

a escrita simples sobre as coisinhas da vida e do gajo no diário, bad mary;

as histórias de solidariedade e desabafos na vida de enfermeiro;

as grilices da sempre com força Grilinha;

as delícias do design em humm...I see;

as suladas e bitter histórias da  teacher SWT;

os rabiscos divertidos e responsáveisw dasereia;

e muitos outros(as) deveria aqui mencionar. Não os esqueço e continuo a visitá-los.

Para acabar os 500 posts fico pelo meninas Emília e Hermínia do blog  começar

que me levaram no dia 8 de Novembro a ver o grande Gilberto Gil, à Casa da Música. Sem elas nunca teria  conhecido o grande músico, poeta e cantor Gilberto Gil.

 

 

E semana a semana,  dia a dia, fui deixando aqui os meus "cantos", neste pequeno cantinhodacasa.

 

  

 

 

A raça humana é
Uma semana
Do trabalho de deus
A raça humana é a ferida acesa
Uma beleza, uma podridão
O fogo eterno e a morte
A morte e a ressurreição
A raça humana é o cristal de lágrima
Da lavra da solidão
Da mina, cujo mapa
Traz na palma da mão
A raça humana risca, rabisca, pinta
A tinta, a lápis, carvão ou giz
O rosto da saudade
Que traz do gênesis
Dessa semana santa
Entre parênteses
Desse divino oásis
Da grande apoteose
Da perfeição divina
Na grande síntese
A raça humana é
Uma semana
Do trabalho de deus
A raça humana é
Uma semana

Cantinho da Casa

OS 7 RAIOS DA FRATERNIDADE BRANCA

por Maria Araújo, em 21.01.10

[Os7Raios.jpg]

 

 

 Retirado da net, e a propósito do signos e Vinicius de Moraes.

 

 

A psicologia esotérica define raio como uma qualidade particular de energia, havendo ao todo Sete Raios ou qualidades de energia diferentes, e a alma, ou eu, de um ser humano expressa um ou outro dos Sete Raios.

Existem sete raios principais dos Mestres da Grande Fraternidade Branca Universal. Cada um de nós corresponde a um raio cósmico de acordo com a vibração que emanamos.

Cada raio possui uma cor predominante, um Mestre responsável, um arcanjo, algumas virtudes, corresponde a um dia da semana e possui uma música. Cada mestre possui um templo de irradiação para o Planeta Terra em um plano mais sutil chamado plano astral, em outra dimensão sobre alguns locais se nosso plano físico. São inúmeros os seres e anjos que trabalham em cada um desses raios.

Além de termos características e tendências ligadas ao nosso Raio de trabalho, essas energias divinas estão ligadas aos nossos signos, preferências, qualidades, e até mesmo o que necessitamos melhorar no nosso aprendizado, pode ser aí identificado.

 

 


6º RAIO:

CARACTERÍSTICAS: As pessoas desse Raio são geralmente sacerdotes, místicos, amorosos, possuem um desejo ardente pelo culto divino. Os que pertencem a este Raio possuem alta dosagem de entusiasmo e devoção.

São quietos, contemplativos, reformadores e zelosos. Quando místicos, sofrem muito com o enfraquecimento de forças e passam por fases enervantes de questionamentos doentios. Às vezes são intolerantes e por terem uma visão estranha dos seus propósitos, seu progresso é muitas vezes, retardado.

SIGNO: Peixes

COR: Vermelho Rubi.

PEDRA: Granada e Rubi.

MESTRE: João o Amado (atual). Você poderá sentirá forte ligação também com: Jesus Cristo, Mãe Maria, Mestra Nada (A Juíza).

ARCANJO: Regente do Raio: Uriel.

Regente do Signo: Asariel.

ARCANO: O Enamorado.

Cantinho da Casa

Vinicius de Moraes...

por Maria Araújo, em 21.01.10

e o meu signo...Serpente no horóscopo Chinês.

 

 

PEIXES (de 20 de fevereiro a 20 de março)
Mulher de Peixe... peixe é
Em águas paradas não dá pé
Porque desliza como a enguia
Sempre que entra numa fria.
Na superfície é sinhazinha
E festiva como a sardinha
Mas quando fisga um namorado
Ele está frito, escabechado.
É uma mulher tão envolvente
Que na questão do Paraíso
Há quem suspeite seriamente
Que ela era a mulher e a serpente.
Seu Id: aparenta juízo
Seu Ego: a omissão, o orgulho
Sua pedra astral: a ametista
Seu bem: nunca ser bagulho
Sua cor: o amarelo brilhante
Seu fim: dar sempre na vista

 

 

 

Cantinho da Casa

Tags:

Prosas Vadias

por Maria Araújo, em 19.01.10

Este blog está em destaque no SAPO.

Fui espreitar e tem lá editado estas imagens de uma portuguesa, do Porto.

Incentiva quem lá vai a votar  aqui.

Eu já o fiz.

O desenho que está em 3º lugar.

 

Votem

European DayMay 5I Love Europe

 

 

 

 

A cor, na Mac....

 

 

 

Cantinho da Casa

True woman

por Maria Araújo, em 19.01.10

 

 

 Linda Evangelista sempre foi a minha modelo preferida.

 Afastada das passerelles, continua no seu auge.

 E , ao que parece, a elegância desta modelo e das que a acompanharam, está de volta.

 

Cantinho da Casa

Mecanismos

por Maria Araújo, em 18.01.10

 

 

 

ARTE TOTAL - Braga

 

A segunda jovem que aparece do lado direito, foi minha aluna no 5º e 6º Anos. Óptima aluna, educada, talentosa.

Frequenta o 10º ano, em Braga e continua a dedicar-se à dança, que me parece ser a sua paixão.

 

Parabéns C.

 

 

Cantinho da Casa

Ídolos

por Maria Araújo, em 17.01.10

Pobre Inês.

Se estivesse no seu lugar, dava-me um ataque de choro.

Controlou-se muito bem, a miúda.

 

 

O Filipe, está de parabéms.

Gosto deste lindo jovem.

Sabe ser, estar e fazer.

 

E eu raramente vejo o programa.

 

 

E agora vou sair daqui, porque isto está muito lento e já me cansa.

 

 

 

 

 

Cantinho da Casa

Tags:

Conta-me como foi.

por Maria Araújo, em 17.01.10

Elas, as amantes, eram UMA INSTITUIÇÃO NACIONAL. Por isso, há 30 anos atrás não havia divórcios.

E Carlos, o puto,  sempre que se sentava à mesa, perguntava: "quando é que os pais se separam?"

 

Hoje os filhos não fazem estas perguntas aos pais.

 

 

 

 

Cantinho da Casa



foto do autor



1º desafio de escrita 2019 2º desafio de escrita 2020


o meu instagram


1º desafio de leitura - 2015 2º desafio de leitura - 2017 3º desafio de leitura - 2019

desafio




Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D

Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR