Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinho da casa

cantinho da casa

Fim de semana em Espanha

Com a falta de inspiração para escrever, edito algumas das 200 fotos que tirei de Lugo e Sanxenxo, no último fim de semana... Um fim de semana divertido, sociável e inesquecível.

 

 

Dia 14 de Agosto

 

Muralha por você.

 

Entrada da muralha da cidade.
(Pedir um desejo, atirar uma moeda para o centro do brasão, sem que esta caia na rua, o desejo será concedido. A minha moeda ficou lá. Será que o desejo vai ser realizado???)

 

 

 

espanha 015 por você.

 

 

Edifício dos CTT, com uma estátua de um carteiro)

 

 

espanha 014 por você.

 

Marcos dos correios

 

 

 

Símbolo da Casa das Artes, no chão da entrada.

 

 

Dia 15 de Agosto

 

espanha 139 por você.

 

 

Passeio de iate de Poio para Sanxenxo

 

 

espanha 157 por você.

 

 

Vista de Sanxenxo

 

Brevemente edito as fotos do jantar do Clube Náutico, e do baile na rua.

 

 

Chuva de meteoritos

Ao entrar no site do Google vi esta imagem fantástica.

Pensando eu que seria alusiva a algum acontecimento  passado sobre este fenómeno, qual não foi o meu espanto ao ler a notícia.

Lembro-me que há uns anos atrás foi anunciado este fenómeno, que poderia ser visto aqui em Portugal, o que não aconteceu.

Hoje o céu está limpo. Quem sabe desta vez seja visível?

 

 

 

 

 Site da NASA

 

 

 

Saturn

 

Paneta Saturno

 

 

 

Ontem, hoje e o futuro

Hoje foram as cerimónias fúnebres de Raul Solnado. Teve uma vida simples. Casou, teve filhos, netos, divorciou-se, foi um boémio.
Cumpriu a sua tarefa nesta passagem da vida.

Dói muito quando se perde um familiar.

Fica-se petrificado quando se sabe de uma notícia destas.

 

 E todos aqueles que,  subitamente,  o coração pára ?

 

Há uns anos atrás, vitíma de ataque cardíaco, ali dentro da grande área, ficou Féher, jogador do Benfica, 2004.

             

 

 

 

Paulo Pinto. jogador de basquetebol, 2002

 

 

 

Hugo Cunha, jogador de futebol, do União de Leiria, 2005

 

 

 

Ver imagem em tamanho real

 

Hoje no quarto de hotel quando falava ao telefone com a namorada, com casamento marcado, ficou Jarque, o jogador de futebol do Espanyol.

 

 

 

E muitos outros ficaram sem sabermos os seus nomes, jovens com uma vida normal, serena.

 

O que se passa?

Qual o sentido disto?

 

 

 

 

Figura

Quando entrei na página do Sapo deparei com a notícia da morte de Raul Solnado.

Fiquei emocionada.

Tinha grande admiração por esta figura. 

Lembro-me de ouvir na rádio, vezes sem fim a história da "Minha ida à guerra".

Lembro-me do programa "Cornélia" e do "Zip -zip", que fazia com Fialho Gouveia e Carlos Cruz. Imperdíveis estes programas de entretenimento dos anos 60/70.

Gostava do seu ar malandro e ao mesmo tempo humilde e gentil...Mesmo com a idade que tinha actualmente. 79?!

 

 

 

 

 

Há pessoas que marcam a nossa juventude e que nos parecem imortais.

Lontro por terras minhotas

 

                                (lontro fotografando-se no espelho)

 

 

 

Apresento , nesta foto, o amigo do blog lontrices, que teve o descaramento de vir a Braga  e tirar umas interessantes fotos desta cidade que, apesar da construção desmedida, tem uns recantos lindíssimos.

Ó lontro, há muitos ainda para fotografares.  

Como por exemplo, e desculpa a qualidade das minhas fotos, estas:

 

 

(esta não me pertence)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

                                        

I'm a beliver

Tenho um aparelho de rádio na cozinha que me faz companhia enquanto preparo as refeições, e não só.

De vez em quando  passam músicas do meu tempo de menina e moça, tempos em que "curtia bué", como dizem os jovens de hoje, as discotecas em pleno Verão, no Luziamar e em Ofir.

Pois bem, há pouco, depois de jantar, passava uma das canções que eu dançava freneticamente, sim, porque eu adorava e adoro dançar, e siga cantinho, movimenta lá o teu body e curte a música.

Só me lembrava do refrão : "Then I saw her face, now I´m a beliver"

Procurei no youtube e aqui está ela, cantada pelos The Monkees, nos anos 60.

 

 

 

 

 

 

I thought love was only true in fairy tales
Meant for someone else but not for me.
Love was out to get me
Thats the way it seemed.
Disappointment haunted all my dreams.

Then I saw her face, now Im a believer
Not a trace of doubt in my mind.
Im in love, Im a believer!
I couldnt leave her if I tried.

I thought love was more or less a given thing,
Seems the more I gave the less I got.
Whats the use in tryin?
All you get is pain.
When I needed sunshine I got rain.

Then I saw her face, now Im a believer
Not a trace of doubt in my mind.
Im in love, Im a believer!
I couldnt leave her if I tried.

 

 

 

Costuma passar na TV  um anúncio da Compal em que  uma miúda está com uma toalha enrolada ao corpo,  um copo de sumo na mão e dança ao som da música, também dos meus anos de faculdade e que eu delirava.

Acabei de ver/escutar o anúncio, cuja versão original dos anos 80 é cantanda por Katrina and the Waves, "Walking on  sunshine".

 

 

 

 

Oh! Ohhhh yeeeaaaah

I used to think maybe you loved me now baby i'm sure
And i just cant wait till the day when you knock on my door
Now everytime i go for the mailbox, gotta hold myself down
Cos i just can't wait till you write me you're coming around

Im walking on sunshine , wooah
Im walking on sunshine, woooah
Im walking on sunshine, woooah
and dont it feel good!!

Hey , alright now
and dont it feel good!!
hey yeah

i used to think maybe you loved me, now i know that its true
and i dont want to spend my whole life, just in waiting for you
now i dont want u back for the weekend
not back for a day , no no no
i said baby i just want you back and i want you to stay

woah yeh!
Im walking on sunshine , wooah
Im walking on sunshine, woooah
Im walking on sunshine, woooah
and dont it feel good!!

Hey , alright now
and dont it feel good!!
hey yeah ,
and dont it feel good!!

walking on sunshine
walking on sunshine

i feel the love, i feel the love, i feel the love thats reallyreal
i feel the love, i feel the love, i feel the love thats reallyreal

Im on sunshine baby oh
Im on sunshine baby oh

im walking on sunshine wooah
im walking on sunshine wooah
im walking on sunshine wooah

and dont it feel good!!
ill say it again now
and dont it feel good!!

 

 

 

 

 

Sabe bem (re)lembrar o passado quando este tem sabor a presente.

 

 

 

Fonte de juventude da/para a mulher

 

 

Recebi o e-mail de uma amiga , Emília, uma portuguesa a viver há muitos anos no Brasil.

Uma senhora de 60 anos, muito fresca, irradiando alegria e boa disposição, gostaria de viver em Portugal, que adora.

Tendo eu um contacto para ver apartamentos e se possível, arranjar  um emprego para complemento da sua reforma, vou ajudar a minha amiga nesta mudança.

 

 

E-MAIL

 

Para quem não conhece, Lya Luft é uma escritora brasileira, professora e tradutora. Após um evento sobre o dia da mulher, ela fez o comentário abaixo:
 "Mês passado participei de um evento sobre o Dia da Mulher. Era um bate-papo com uma platéia composta de umas 250 mulheres de todas as raças, credos e idades. E por falar em idade, lá pelas tantas, fui questionada sobre a minha e, como não me envergonho dela, respondi. Foi um momento inesquecível... A platéia inteira fez um 'oooohh' de descrédito. Aí fiquei pensando: 'pô, estou neste auditório há quase uma hora exibindo minha inteligência, e a única coisa que provocou uma reação calorosa da mulherada foi o fato de eu não aparentar a idade que tenho? Onde é que nós estamos?'
 Onde não sei, mas estamos correndo atrás de algo caquético chamado 'juventude eterna'. Estão todos em busca da reversão do tempo.
 Acho ótimo, porque decrepitude também não é meu sonho de consumo, mas cirurgias estéticas não dão conta desse assunto sozinhas. Há um outro truque que faz com que continuemos a ser chamadas de senhoritas mesmo em idade avançada.
 A fonte da juventude chama-se "mudança".
 De fato, quem é escravo da repetição está condenado a virar cadáver antes da hora. A única maneira de ser idoso sem envelhecer é não se opor a novos comportamentos, é ter disposição para guinadas. Eu pretendo morrer jovem aos 120 anos. Mudança, o que vem a ser tal coisa?
 Minha mãe recentemente mudou do apartamento enorme em que morou a vida toda para um bem menorzinho. Teve que vender e doar mais da metade dos móveis e tranqueiras, que havia guardado e, mesmo tendo feito isso com certa dor, ao conquistar uma vida mais compacta e simplificada, rejuvenesceu.
 Uma amiga casada há 38 anos cansou das galinhagens do marido e o mandou passear, sem temer ficar sozinha aos 65 anos. Rejuvenesceu.
 Uma outra cansou da pauleira urbana e trocou um baita emprego por um não tão bom, só que em Florianópolis, onde ela vai à praia sempre que tem sol. Rejuvenesceu.
 Toda mudança cobra um alto preço emocional. Antes de se tomar uma decisão difícil, e durante a tomada, chora-se muito, os questionamentos são inúmeros, a vida se desestabiliza. Mas então chega o depois, a coisa feita, e aí a recompensa fica escancarada na face.
 Mudanças fazem milagres por nossos olhos, e é no olhar que se percebe a tal juventude eterna. Um olhar opaco pode ser puxado e repuxado por um cirurgião a ponto de as rugas sumirem, só que continuará opaco porque não existe plástica que resgate seu brilho. Quem dá brilho ao olhar é a vida que a gente optou por levar.
 Olhe-se no espelho...
 Lya Luft
 
 

Pág. 2/2