Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

Código

Maria Araújo, 27.04.09

O google é a minha página inicial da internet. Hoje de manhã achei estranho não aparecerem as habituais letras GOOGLE. Pensei que havia algum problema com o meu computador, apesar de este trabalhar normalmente e na net aceder aos sites habituais.

Há momentos, quando aqui entrei, novamente reparo nos traços. Pensei: " O meu pc está louco!"         _ _  . _ _ _   _ _ _   _ _ .   . _ . . .

 

De repente coloco o mouse neste traços e leio "Aniversário de  Samuel Morse".

Saíu-me um "ah" .

Aqui está o código GOOGLE , em Morse.

 

Aniversário de Samuel Morse

 

Lindo!

 

Conta-me como foi vs mulheres.

Maria Araújo, 26.04.09

António Lopes começa a perceber  que foi subornado pelo engenheiro. Anda nervoso, não consegue aguentar a conversa da família.

Dá tudo de si para que o negócio da venda de casas vá em frente.

Por seu lado, a esposa começa a ter sucesso. O negócio vai de vento em popa. A Madame Vasconcelos convida  Guida a abrir uma sociedade com ela. 

 

 

António descobre nos seus papéis a fraude que lhe fizeram. O dinheiro é "sacado" aos clientes e as obras não avançam.

Ingénuo, bom coração, leal, entra em desespero. 

Homem ferido não desabafa, cala-se.

 

Margarida pede opinião do marido mas este adverte-a que é uma mãe de família e não deve aceitar.

Ele fica irritado com a decisão dela.

Começam os desentendimentos entre o casal.

 

Guida desanima mas não desiste.

 

 

 

 

 

A canção "amor"  de Artur Garcia

 

Quem inventou a saudade
Inventou também a dor
E aquela palavra tão lindo
Amor, amor, amor
Amor palavra tão doce
Não sei quem a trouxe
Mas foi Deus talvez
Amor, amor
É bem que faz bem
Se o amor de alguém
Não morre de vez
Amar recompõe a alma
Sonhar dá-nos paz e calma
Amor, amor, amor, amor
Vem-me seduzir
Que eu quero sorrir
Mas com mais calor
Amor, amor
Procura ao teu gosto
Dentro do meu peito
Amor só amor

 

 

 


 

 

 

 

 

E a saga continua, daqui a 15 dias. No próximo dim de semana estarei em Paris

 

Nuno Álvares Pereira, O Condestável e O SANTO

Maria Araújo, 26.04.09

 

 

 

Lembro de ter estudado a vida deste homem quando andava a estudar.

Lembro-me do exemplo de humildade e bondade que dedicava a todos os que serviam Portugal.

Lembro-me que foi das figuras da História de Portugal que gostei de estudar.

 

 

 

Ficou conhecido por «O Condestável» devido ao seu cargo de Comandante supremo do exército, estratega nas batalhas dos Atoleiros, de Aljubarrota e Valverde, combates vencidos por Portugal devido ao mérito das suas virtudes pessoais e da sua táctica militar. Os militares eram acompanhados por uma espiritualidade sincera e profunda. O amor à eucaristia e pela Virgem Maria foram trave-mestra da sua vida interior, fazendo construir numerosas igrejas e mosteiros, entre eles, Igreja do Carmo de Lisboa, Igreja de Santa Maria Vitoria, na Batalha.

Ficou viúvo muito cedo (em 1387) e após estar consolidada a paz no país dedicou-se a aprofundar os ideais da Cavalaria e os valores do Evangelho. Posteriormente foi admitido como membro da Ordem do Carmo, de onde só saiu em 1422 para um novo convento em Lisboa, que ele próprio mandara construir.

A 15 de Agosto de 1423 passou a ser Frei Nuno de Santa Maria.

Nuno Álvares Pereira teve uma intensa vida de oração e bem-fazer, numa conduta de grande humildade, simplicidade e amor à Virgem Maria e aos pobres.

Faleceu no Convento do Carmo a 1 de Abril de 1431, onde foi sepultado.

Os restos mortais do beato Nuno de Santa Maria foram transladados por oito vezes, encontrando eterno repouso em 1951, após 520 anos da sua morte, na Igreja de Santo Condestável em Lisboa.

Em 2000 é-lhe atribuído o milagre da cura da córnea do olho de uma idosa de Castelo de Ourém, facto que faz reabrir o processo de canonização.

 

(retirado da internet, Diário IOL )

 

Pág. 1/6