Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

08.02.09

"Conta-me como foi"

Maria Araújo

Hoje não estou a ver a série da RTP1 que eu gosto, por que estiv a redigir um e-mail para a  Segurançao Social, a solicitar ajuda imediata para a minha vizinha do 1º andar.

Há pouco ele, o gajo, estava a insultá-la de "porcalhona, filha da p*..." .
Pelo que percebi ela faz xixi na cama.E a pobre senhora chorava compulsivamente.

 

Agora dei uma olhada à série e vejo o personagem com ar de preocupado.

O engenheiro pôs no António a "batata quente" na mão, pois o colega de trabalho, Octávio, iria ser despedido, e ele como chefe teria de dar a notícia.

 

Quero com isto dizer que  é sempre o mexilhão do meio que tem de arcar com as más notícias. O  peso é duro e grande.

Nunca niguém gosta de dizer ao seu colega de trabalho que está dispensado dos serviços.

 

Os grandes safam-se.

Esta série não deixa de ser actual.

 

 

 

 

 

(adoro a Mafalda!)

 

 

08.02.09

Humans, by hummm...

Maria Araújo

É por estas imagens fantásticas que retiro de outros blogs, que eu pago um dinheirão de net à Kanguru.

Enquanto o Sporting joga com a equipa aqui da cidade do cantinhodacasa, ando a passear pelos blogs.

Encontrei mais uma fabulosa imagem.

Na verdade, os humanos não serão uma ameaça para todos e tudo?

Vejam só!

 

 

 

(retirado do blog humm...I see)

 

08.02.09

Dói-me o coração.

Maria Araújo

Estou aqui aflita. Cerca das 13h45 estava a chegar a casa e ouvi, da rua,o gajo aos berros a ordenar à mãe,"Levanta-te da cama!"

Ao passar à porta dele , apeteceu-me tocar a campainha e dizer-lhe para pôr-se fora de casa e deixar a mãe em paz.

Não sei por que queria que a mãe se levantasse. Provavelmente a senhora nem se encontra com forças para se levantar.

Estava eu aqui a ler um blog, quando ouvi novamente os berros dele. Dirigi-me à minha cozinha, porque era desse lado que vinha o som, para perceber o que ele estava a dizer.

Nesse momento "ouvi" o silêncio  dele e a senhora a chorar. Isto há 10 minutos.
Lamentavelmente, o  que mais queria era que a senhora tivesse alguma marca no corpo, porque a polícia interviria e ele f* der -se-ia, (desculpem-me a palavra).

Estou revoltada.

Não chamei a políca, porque há mais inquilinos no prédio que ouvem o mesmo que eu e está na altura de tomarem uma posição também.

Sinto-me terrivelmente triste e angustiada.

Sacana, louco, frustrado que é este GAJO.

 

 

Imagens da loucura

Artista desconhecido, The Concert in the Egg, segunda metade do séc. XVI, óleo, Musée des Beaux-Arts, Lille.

 

07.02.09

Angustia dissipada...

Maria Araújo

E ontem fui ao Ministério Público testemunhar as malvadezas do meu vizinho.

Correu muito bem. A Magistrada foi muito simpática. Fiquei a saber que é uma grande amiga de uma colega da minha escola, que verdade seja dita, simpatizo muito com ela.

Pois bem, o relatório foi confirmado, assim como foi acrescentado muitos detalhes que eu tinha conhecimento  de há alguns anos, rfelatados pela própria mãe do meu vizinho.

Os tribunais não podem fazer tudo, é certo. Mas espero que, e se o gajo aceitar, tenha o tratamento adequado.

E perguntou-me a minha melhor amiga, cujos pais vivem no prédio aqui ao lado do meu, "Ele vai para o manicómio?".

"Sei lá!" , respondi eu.

Na verdade quero que a mãe do gajo tenha assistência alimentar e de higiene, e que ele vá para o diabo que o carregue, por que não admito que maltrate a mãe, (hoje na hora do almoço foi mais uma sessão de baile com a pobre senhora).

Foi com a minha persistência na PSPe no Ministério Público que consegui fazer com que o assunto avançasse.

O gajo não tem conhecimento de nada.

Intervindo a Segurança Social e a Assistência médica, pode ser que esta família de duas pessoas doentes, tenha um rumo.

Mais não posso contar.

 

 

 

 

04.02.09

Angústia

Maria Araújo

Vou escrever o que se tem passado aqui no meu prédio há já um ano sobre algo que me tem posto angustiada, triste e revoltada. 

O meu vizinho do 1º andar, que terá 52 anos, é único filho, demasiado inteligente, muito culto (tomara eu ter a capacidade que ele tem de conhecer óperas, livros, falar Inglês e Alemão) mas com perturbações de nível psicológico graves, embora nunca tivesse admitido.
Há anos a mãe dasabafava comigo as manias dele, as desistências em tudo o que tentava meter-se.

O pai, que faleceu há uns anos, tinha também perturbações psicológicas, embora fossem controladas.

Quando havia alguma obra no prédio, este  quase ia abaixo com as reacções do gajo, desculpem-me a expressão. Subia as escadas e dava pontapés na porta, insultava os inquilinos, eu estava incluída, porque também fiz obras em casa, era o fim do mundo. Chamava-se a polícia, mas nada se resolvia. A mãe pedia aos trolhas que fizessem pouco  barulho, mas obras são obras eram feitas durante a hora normal de trabalho, logo tinha que as aguentar.

O gajo dorme de dia, e mal, e à noite deita-se muito tarde, por vezes a ouvir ópera, incomodando os vizinhos que têm de se levantar cedo para o trabalho. Por vezes eu não preciso de ligar a TV porque ouço cá em cima, o que ele está a ver/ouvir.

Bom, mas como ia dizendo, há cerca de umaano comecei a ouvir insultos. Como na rua passam muitos estudantes para a escola secundária que fica na rua oposta, pensava eu que seria lá fora. Até que o gajo começou a subir o tom de voz  e percebi que era ele que insultava a mãe.

No dia 7 de Junho do ano passado estava eu a chegar  da praia, seriam 15 horas, ouvi berros, insultos e gritos seguidos de choro.

Meu coração quase me saltava do peito! Tremia, não sabia o que fazer.

Subi ao 3º andar, vivo no 2º,  e fui pedir ajuda à vizinha, para que telefonasse ao marido e este à PSP para vir em auxílio da senhora que já conta 83 anos.

A minha vizinha queria descer e acudir a senhora, mas sabendo eu o tipo de homem que ele é, adverti-a a não se meter.

Chamou-se a polícia.

Ele tinha agredido a mãe, embora esta não tivesse sinais visíveis, pelo que nem foi preciso pedir o INEM.

Óbvio que eu não me meti no assunto. Isto foi relatado pela PSP, depois de eu ter ido testemunhar o que ouvira.

Desde então tem sido um forró, desculpem-me, porque o gajo descarrega na pobre senhora toda a sua loucura.

Nunca mais houve sossego no prédio e no meu coração.

Entro em pânico quando ouço os insultos, embora nem sempre a senhora chore.

Desde essa data a polícia é solicitada a intervir, mas o certo é que nada pode fazer, porque os agentes dizem que ele não põe as mãos na mãe. Deduzo que a empurra, parte vidros, louça, seja o que for, mas evita tocar nela.

Um Domingo de tarde, antes do Natal, estava eu aqui sossegada a fazer  as minhas tarefas quando se deu mais uma das loucuras dele. Decidi não chamar a polícia, mas enviei um e-mail.

Dias depois fui à PSP saber o que fizeram do meu e-mail. Tinha seguido para o Ministério Público. Fui a esta entidade e soube que iriam abrir um processo.

Fui à Segurança Social e tive conhecimento que a senhora iria frequentar um lar de dia, mas ao que parece foi uma vez, pois o filho não se digna levar a mãe.

Passa o tempo e parece-me que tudo está parado.

Esta noite, por volta das 23h45 estava eu aqui a ler blogs e escuto a voz do gajo. Aproximei-me do meu esritório, por cima do quarto da mãe para perceber o que ele dizia.

Ele gritava: "Mete-te na cama f* ...p*...". Durou cerca de 5 minutos esta cena, até que ouço "METE-TE NA CAMA FILHA DA P*...."  Ouço gritos e o choro da senhora. Ouviu-se um estore a subir e descer. Foi a senhora do 3º andar. Eu fiquei estática.

De repente, volto para o pc e vou ao "gmail". Encontro online a minha melhor amiga e descarrego tudo o que sinto.

Deitei-me por volta da 1:00h com a firme decisão de  fazer uma queixa no Ministério Público. Fi-lo hoje de manhã.

Há mais quatro inquilinos no prédio e sou a única que tem agido na denuncia deste caso. Os vizinhos são pessoas de bem, educadas, mas não se mexem. Dizem que se eu precisar de ajuda vão comigo. Mas eu estou nisto sozinha.

Entretanto recebo o correio, por volta das 12h00, carta do Tribunal, deduzi que seria alguma informação sobre a denúncia que fiz por e-mail.

Abri o envelope. Tenho que me apresentar como testemunha, na próxima Sexta-feira, às 10h30. É um assunto importante e delicado, não admito violência doméstica com crianças e idosos. São  seres  desprotegidos, não sabem defender-se. Fico magoada, angustiada.

Tenho um único receio. Que o gajo, depois desta audiência, me faça frente. Para eu entrar em minha casa tenho de passar à sua porta,  este prédio não tem elevador.

Receio, mas vou em frente.

Para acabar, desde esse dia 7 de Junho de 2008 que ele tem a mãe em cativeiro. Ela saía todas as manhã para fazer as compras do dia-a-dia. Eram os seus únicos momentos de lazer e distracção. Descobri  que ela tem Alzheimer.

Muito mais teria a desabafar aqui, mas o essencial está dito.

Se pudesse, invadia a casa do gajo e metia a senhora num lar. Ela precisa URGENTEMENTE de apoio e serviços mínimos de higiene.

 

 Idosos  por leticialimeira2003

02.02.09

Signo da Treta

Maria Araújo

No dia 31 de Janeiro, foi o aniversário do amigo da Treta (não estou enganada, ou será dia 1 de Fevereiro?). O ingrato fez uma homenagem ao irmão, que fez anos no dia 29, e deixou passar o dele. Que ingratidão para todos os amigos da Treta.

Tantos tretas desabafadas, comentadas, elogiadas, e o aniversário não deu direito a uma homenagem?

Pois bem sendo eu uma mulher que se entende muito bem dentro do aquário, do mar do amigo carapau, embora este seja Touro, decidi oferecer-te Tretoso,  esta pequena lembrança. Espero que gostes.

 

Aquário

20 de Janeiro a 18 de Fevereiro

Os nativos deste signo são pessoas generosas e sensiveis. Possuem um elevado sentido de independência com natural tendência para o mando. Detestam questões e dificilmente se submetem a vontades alheias. São no entanto sociáveis, respeitando a personalidade dos outros. São devotadas nas suas amizades, que nem sempre lhes são retribuídas na mesma medida.
Em questão de amor, ou são sentimentais em extremos ou frias e indiferentes, mas sempre sinceras, pois amam a verdade acima de tudo, não tolerando meios termos.
das pessoas do signo Aquário
Chiiiii, é verdade que gosta de alguém de Aquário? Bom, vamos por
partes:
primeiro, essa gente maluca gosta de originalidade, o que inclui, é
claro, o beijo... Portanto, escolha um cenário absurdo e aflitivo, se
possível, algo como uma sala de espera do dentista, ou a porta de um metro a
fechar-se. Ele ou ela vai adorar! Outra coisa: respeite a sua
excentricidade. Se ele ou ela lhe disser que gostaria de ser beijado
na dobra interna do  joelho muito mais do que na boca, fazer o quê?
Paixão é paixão! O beijo  aquariano é assim: esquisito, surpreendente,
bizarro, experimental, lúdico... eles adoram chocar. Depois de ter feito um
estágio, beijando dobras de joelho, pupilas, narizes, omoplatas,
talvez você conquiste um pouco de "normalidade" dessa gente excêntrica. Aí
será a sua vez de dizer onde quer ser beijada. Mas só depois de ter
experimentado novas e absurdas formas de beijar.
Sexo
Aquário, Homem:
Nunca trata a mulher como um objecto sexual e prefere uma variedade de preliminares antes de ir direito ao assunto. Pode demorar a aquecer, mas depois de ter o motor a funcionar, fica desenfreado e imaginativo e muito persistente. Levará sempre a parceira ao clímax. A mulher que sabe o que quer será muito feliz com ele. Ele normalmente assegura um duplo orgasmo - uma vez e outra por penetração. Zonas erógenas: tocar suavemente as pernas e tornozelos é o suficiente para o excitar. No entanto tenha cuidado - um aquariano perverso poderá não aceitar uma recusa!

 Se ela o convidar para tomar café...
 

 

 
Aquário
 
Ela faz provavelmente parte do movimento de libertação da mulher, por isso não vale a pena tentar cumprimentos com ela. Será muito mais bem sucedido com uma aproximação franca e aberta, desde que não tome o sexo como garantido. Se estiver num dos seus dias de sorte, pode muito bem ser ela a seduzi-lo e a levá-lo para a cama. Se ela o convidar de facto para entrar, de certeza que não está a pensar em café.
 
Comentários após o sexo:

"Vamos tentar agora sem roupas"

 

Horóscopo financeiro
 
Aquário
 
Valoriza mais a liberdade do que o dinheiro.
Não é contido com os outros e por isso não é poupado!
 

 

 

Este é o momento de fazer uma selecção entre o que é util e o que é superficial.Remova da sua vida tudo aquilo que nao é essencial, e afaste de si os erros do passado.Nao permita que duvidas entrem na sua mente. Se desconhece algo, faça todos os possiveis para o saber e livre-se da duvida

 

Parabéns pelas 40 e....tretas da vida. 

 

01.02.09

The curious case of Benjamin Button

Maria Araújo


“Comece a vida por onde comece, o final é sempre o mesmo. o importante é aquilo que fazemos com os dias do meio..”

 

 

Sobre o filme que mencionei  em título, tirei esta frase do blog  vida de enfermeiro  .

 

Os dias do meio ... infância, adolescência, univesidade/profissão, família, netos.

Com todas as alegrias, aventuras, responsabilidades, conhecimento, experiência, sabedoria...O que importa é tudo isto.

Vamos vivê-las com intensidade. O final há-de chegar, a seu tempo.

Pág. 3/3