Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Cantinho da Casa

Cantinho da Casa

20.06.08

conta-me...no cantinhodacasa

Maria Araújo

 

transferir.jpg

 

"Conta-me como foi", a série televisiva que começou há pouco mais de um ano, e que retrata os hábitos, as tradições, a educação, a polítca, a religião, mas sobretudo o ambiente familiar de uma época salazarista , em que predominavam o tabu, o medo, a censura, o domínio da religião/estado, no comportamento dos portugueses.

Vendo a série, revejo, com alguma saudade, as brincadeiras da época, o respeito que havia pelos pais, pelos professores, pelos vizinhos. A vida simples, segura, tranquila, nas ruas, à porta de casa, jogando futebol, andando de carrinhos de rolamentos, de bicicleta.Tiravam-se os sapatos, rasgavam-se as calças e os vestidos para que os pais comprassem novas roupas.... Os sapatos que eram comprados a prestações na sapataria mais humilde da cidade. As roupas da mãe , que eram desfeitas e costuradas de novo, para serem usadas pelas as filhas mais novas... Estas herdavam sempre o vestuário dos mais velhos...

A televisão a preto e branco, as notícias "não frescas" , escritas e lidas directamente do papel; os programas de entretenimento que prendiam a atenção do tele-espectador, "zip-zip", o teatro, que na altura passava com muita frequência,  de vez em quando interrompidos pelo, "Pedimos desculpa por esta interrupção. O programa segue dentro de momentos"...

Conta-me como foi é hoje um programa actual. Fala das dificuldades que as famílias tinham e passavam para dar um futuro melhor aos seus filhos.

Não se passa agora o mesmo, na era dos computadores, das sapatilhas Nike, do vestuário de marca, da playstation, do mp3, da consola Wii,dos grandes concertos musicais,  e de muito mais coisas que os jovens querem e que as famílias não podem oferecer???

Conta-me como foi...dir-te-ei como será.

 

15.06.08

outros blogs, no cantinhodacasa

Maria Araújo

Esta noite andei por aqui, como sempre o faço, a ler os blogs dos outros.

Os meus olhos perderam-se em dois ou três, que com grande frontalidade, realidade e até com sensualidade, me puseram a pensar nestes pequeno diário que é a internet.

Queiram os que me lêem dar uma olhada ao oamante.  Leiam os seus desabafos, os conselhos, as lições sobre sexo, o comportamento das mulheres, tudo com muito respeito e sinceridade. Eu gostei.

Depois, e a propósito, perdi-me em histórias apaixonantes sobre sexo e erotismos, vividos na primeira pessoa, em diario de mim  , o meu ponto G  , Ousadias , e sexy hot  e não menciono mais, porque por hoje já foi suficiente perceber a coragem e determinação com que, estas mulheres e homens, escrevem e partilham os sentimentos...

 

 

 

 

 

 

         nu #4