Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Ele, o Destruction, e elas, a Kim, e a Google

por Maria Araújo, em 26.08.09

O gato continua sedento de mimos.

Ontem e hoje, encostava-se às minhas pernas para que eu lhe fizesse umas carícias. Erguia para mim  o "rostinho" de felino e miava. Eu falava com ele. Passava-.lhe os meus dedos suavemente pelo pêlo. Ele, olhava-me, talvez a pedir -me que pegasse nele.

Mas eu não posso.

Por várias vezes tentou saltar para o meu colo. Não sei porquê, mas devia perceber que eu não queria.

Só ia comer quando eu ia para a cozinha. Ele passava por mim no hall com uma velocidade que me assustava. E miava. Parava junto ao prato e comia.

Hoje estive pouco tempo lá. Tive que resolver uns assuntos e depois ia a casa das minhas sobrinhas dar de comer às cadelinhas.

Antes de sair, batia no parapeito da janela da cozinha para que o gato se sentasse junto à janela, como na foto do post "O gato da minha sobrinha".

Amanhã, logo de manhã, vai ter uma surpresa. Os donos  saem de Barcelona de madrugada e chegam a Braga por volta das 9 h.

A essa hora estou eu a descansar, mas já imagino ele escutar a voz  dos meus sobrinhos e ficar louco de felicidade.

É muito meigo, o Destruction.

 

Por volta das 19:30 h, fui a casa da Kim e da Google. Elas têm o hábito de vir para a varanda do quarto da minha sobrinha mais velha, porque ouvem o som dos carros, e vêem quem chega.

Mal estacionei o carro, mesmo em frente à entrada da casa, já ouvia o latido delas completamente loucas.

Eu saio do carro, e digo,  "olá Kims".

Aproximo-me da porta e escuto elas desvairadas a descerem as escadas, encostando-se à porta, que abro devagar para que não me fujam.

Consegui entrar. Saltavam doidas de alegria.

Levei a máquina fotográfica para lhes tirar uma foto e pôr aqui no blog, mas foi difícil.

Acalmaram e foram para a sala.

Adoram paté.  Fui prepará-lo nos pratos.

As doidas sentiram o cheiro, vieram a correr loucas para a cozinha.

Misturei o paté com a comida que tinham no prato, que ficou lá, depois  de se lambuzarem.

Sossegaram as duas cadelinhas.

A Google desaparecera. Fui ao andar superior, onde ficam os quartos. Estava estendida na cama da minha sobrinha.

Peguei no telemóvel e liguei a saber se devia tirá-la de lá.

Mas ela podia ficar. Tinha uma cobertura própria para elas. E no 2º andar, estava um televisor ligado para as distrair que  continuará ligado até virem as donas.

Amanhã continua a minha saga com as cadelitas Kim e Google, porque a do Destruction acabou hoje.

Espero que as fotos mostrem bem estas duas maluquinhas que, quando saem à rua é preciso ter força para as segurar.

Mas eu gosto delas.

 

kims 006 por você.

 

 

Foram tosquiadas a semana passada. A escura é a Google mãe da Kim, a de  de pêlo castanho.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


2 comentários

Sem imagem de perfil

De Ana Sofia a 28.08.2009 às 00:50

Os animais são fantásticos (muitas vezes melhores que as pessoas)... Acho que já me dou melhor com eles, acho que antes não tinha muito jeito para lidar com animais. Não sei como seria agora se voltasse a estar numa casa sem nenhum dos meus companheiros, não consigo imaginar... Tenho o meu cão e a minha cadelinha e tenho também, um pássaro (mais novinho)... A minha mãe adora animais, tirou há uns tempos um curso de tosquias e agora faz tosquias a cães. Às vezes também estou lá com os cães... Gosto de ver a minha mãe a cuidar deles, porque noto que ela está feliz e eles também.
Os animais também sentem :-)
Beijinhos
Imagem de perfil

De romanesco a 28.08.2009 às 00:11

Doce e romântica, como eu romanesco, deixa que descanse um pouco aqui em teu cantinho acolhedor, eis que te deixo a mensagem de que sou portador e espero que a sintas como um hino de amizade e de amor.

MONÓLOGO...DOCE MARESIA

se eu soubesse ser a forte tempestade
que desencadeia do mar as ondas da maresia
se eu soubesse espalhar em volta a felicidade
nos poemas em que escrevo estulta poesia

ás vezes vejo-a sábia crescida ás vezes sinto-a
quando vou de visita a bordo dos diários
tão sublime e bela que encanta na postura e pinto-a
de vivas cores enquanto leio dela os comentários

ao tempo quem a convidou foi um tal de neo
que ela achou obsceno indecente quando o conheceu
e foi na insistência pela mão do romanesco que acedeu
entrou e foi um corrupio como se entrasse no céu

que emoção senti o calafrio naquele dia de maresia
vieram anjos e o próprio Deus para saudar a sua entrada
passou o tempo ela disse quem era ao mais ficou calada
passam os dias vejo-a serena a concha aberta na praia poesia

pedi então de novo ao romanesco que intercedesse
sinto-a um ser que sofre a quem alguém um dia magoou
idilica fecha-se no Éden da sua solidão a perceber-se
magoa-me que ignore os meus apelos desde que entrou

preciso dela e ela sabe o quanto me é urgente preciosa
desço à cautela em romanesco ao seu reduto
é um cantinho acolhedor e ela bela esbelta graciosa
acolhe o meu amigo redutor que a seduz presta tributo

vem que bom sentir de ti a luz o fogo o traço de união
o ar a poesia que de ti mulher poema emana e edifica
sentir-te água cristalina que entra na terra com o coração
na força das ondas que a maresia impele na maré cíclica
autor: j.r.g.
Um beijinho de amizade

e podias até vir assim:

sou mulher maior
acolho o vento no meu peito
no fogo apago a minha dor
os pés firmes na terra onde me deito

sou da água aquela que se excita
cedi enfim aos apelos do poeta
não tenho nada contra neo acredita
sou a romântica que o cupido não acerta

saúdo meus amigos com alegria
perdi o medo de ser a presa do enredo
neste mar profundo onde pareço de maresia
venho de encanto inda que guarde de vós o meu segredo
autora: maresia
Beijinhos a todos

Comentar post



foto do autor


o meu instagram


Desafio - Foto da Semana


2º desafio de leitura

desafio

desafio temático de fotografia

20396075_DY5aH.jpeg



Encontros - eu vou

eu 1..jpg encontro 3º Encontro.png 4ª Encontro.png Selo 5º Encontro.PNG 6º. Encontro Bloggers (selo v1).jpg

Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D