Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Hoje...

por Maria Araújo, em 26.07.09

É o dia dos Avós. Não os tenho há alguns anos. A minha avô paterna, a última a deixar-nos  nasceu em 1901. Ainda hoje fui ao cemitério, não me lembrando sequer que  é o dia dos avós, fiz as contas à idade que tinha quando faleceu: 87 anos.

Na minha adolescência achava que ter nascido em 1901, início do século XX, ficava longe no tempo.

Curiosamente falei dela num comentário a um post de uma blogger dos meus links, a propósito do carinho que tínhamos por ela.

Tinha um cuidado estremoso em dar atenção aos numerosos netos que teve. Era uma boa contadora de histórias, isso nunca esquecerei.

O meu avô era um homem com coração de manteiga.Bebia muito.  Os netos deveriam ser o melhor da sua vida.

Tinha uma empresa. Não podia ver um funcionário seu passar fome. Levava-o para casa e sentava-o à sua mesa a comer a mesma refeição que a família.

O meu irmão mais velho foi criado com eles. Foi um pouco mimado , tinha tudo dos avós, não sentiu as dificuldades dos irmãos...

A minha a vó materna nunca foi conhecida e amada pelos seus filhos, pois ela faleceu muito jovem, deixando a minha mãe com 2 anos, a minha tia mais nova com 2 meses e  3 filhos mais velhos, também crianças.

O meu avô  casou novamente uns anos depois, e teve mais 3 filhos.Conheci-o.

Era um homem distante e frio, mas mostrava uma pontinha de amor pelos netos.

Adorava ir para casa dele. A quinta, como eu e os meus irmãos chamavamos, tinha  uma casa fantástica. Adorava correr pelo campo, subir à figueira, à cerejeira, ao castanheiro para comer esses deliciosos frutos que ainda gosto.

Teve uma embolia e não resistiu.

Foi uma dor muito forte para a mimha mãe.

E por falar em mãe, estou a ouvir a TVI.

Está uma jovem a cantar Amália Rodrigues. Quantas vezes escutei minha mãe, que já nos deixou há 27 anos, cantar esta canção. Sinto uma grande saudade quando ouço as canções da Amália e que minha mãe cantava.

Minha mãe, depois do pai morrer, esteve algum tempo sem cantar com o prazer com que cantava antes. Mas ele, o tempo, também se  encarregou de sarar a ferida dos que foram, e ela voltou às cantigas.

Lembro-me de vê-la a lavar a roupa de mão no tanque, e cantar Amália.

Se vivesse teria completado 80 anos no dia 18 de Julho. Seria de certeza uma mulher feliz , nem tanto no casamento, mas pelos netos que teria: 11.

Seria uma avó babada e feliz. A minha mãe deu muito do seu amor aos netos que conheceu.

Os outros conhecem-na pelas fotos que tenho, e escutam-me contar algumas das suas histórias.


E por que fui ao blog santanostalgia,e vi um post sobre Betty  Boop que teria 75 anos, senti que deveria deixar aqui uma singela homenagem aos meus avós e à minha mãe, avó.

Que estejam em Paz.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


6 comentários

Sem imagem de perfil

De comecardenovopt.blogspot.com a 28.07.2009 às 01:53

Fiquei muito comovida com este lindo documentário sobre parte da sua vida. Nota-se aquela nostalgia gostosa, própria das boas recordações que temos do nosso passado, neste caso de momentos felizes com os avós e também de alturas menos boas aquando do desaparecimento deles . Bela homenagem que fez a estes verdadeiros simbolos na vida de todos nós e que, infelizmente, na sociedade actual estão a ser tão esquecidos. Pela parte que me toca, como avó que sou, um muito obrigada de coração por se ter lembrado de nós. Um beijinho muito grande e que seja sempre muito feliz.
Emília Pinto
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 28.07.2009 às 12:54

Olá.
Obrigado pelo comentário.
O que escrevi foi o que me lembrei, porque de facto os meus avós paternos eram fantásticos.
O meu pai ainda é vivo, mas não dá a importância aos netos que eu gostaria que desse.
Coisas da vida.
Talvez um dia escreva sobre isso.
Beijinho
Sem imagem de perfil

De comecardenovopt.blogspot.com a 29.07.2009 às 01:24

Como as coisas são engraçadas! Eu não tenho recordações dos meus avós, nem de um lado nem do outro. Praticamente eram avós só de nome, no entanto os meus filhos têm uns avós maternos espectaculares; eles têm verdadeira paixão pelos avós e vice versa. Os paternos tb eram bons, mas morreram cedo e os meus filhos viviam no Brasil e só conviviam com eles nas férias. Eram ainda pequenos. quando faleceram Os meus pais deram o 1º carro a cada neto ( 2 netos e duas netas) e ha´uns anos compraram mo Brasil um t2 para cada um. Sempre que podem ajudam-nos. São ricos? Não. O meu pai sempre foi taxista aqui em Portugal .Fomos para o Brasil tinha eu 24 anos. Ele ganha bem, quase não tem património, mas diz que não precisa de deixar nada dp de morrer; prefere dar agora, pois assim vê o sorriso dos netos e depois de morrer não. Sempre pensou assim, mesmo em relação aos filhos: prefere ajudar-nos quando precisamos do que comprar património para deixar de herança. Ele está certo e por isso consegue a admiração dos 4 netos, pois além de os ajudar ele interessa-se por tudo o que lhes diz respeito, apesar dos 81 anos. Fico à espera do artigo sobre os avós. É um assunto interessante e sempre muito necessário. Esqueci de dizer que a avó , minha mãe colabora e aceita bem as ideias do meu pai. Fica feliz sempre que o avô se dispõe a ajudar os netos. Um beijinho e parabéns pelo tema
Emília
Sem imagem de perfil

De santa nostalgia a 27.07.2009 às 17:48

cantinhodacasa,
bela memória, repleta de nostalgias. Por coincidência, a propósito do Dia dos Avós, também já tenho quase pronto um simples artigo onde falarei dos avós, em geral e dos meus. Em princípio será publicado a manhã.

Ah, obrigado uma vez mais pela referência.
Sem imagem de perfil

De swt a 27.07.2009 às 08:54

A cantinho da casa leva este blog bem alto! Qualquer dia está nos Top +
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 27.07.2009 às 10:54

Olá.
Ao top não chegarei, porque há gente fantástica a escrever temas lindos e interessantes.
Eu conto as pequenas coisas da vida. Mas também bão estou aqui para chegar ao top. Estou porque gosto do "mundo" dos blogs.
Um beijinho

Comentar post



foto do autor


o meu instagram


2º desafio de leitura

desafio


Desafio - Foto da Semana


10 anos



Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D