Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Sexta-feira Santa

por Maria Araújo, em 14.04.17

IMG_1927.JPG

Às 15horas lançam-se foguetes que anunciam a morte de Jesus Cristo.

Nesta tarde, gosto de dar uma volta pelo centro da cidade cheia de turistas, entrar em todas as igrejas  por onde passo.Algumas são abertas duas vezes por ano, como a capela de Nossa Senhora da Conceição ou Capela da Casa dos Coimbras.

À excepção do altar, a Sé estava às escuras. Realizava-se a cerimómia da Celebração da Morte do Senhor.

A Semana Santa culmina hoje, com a Procissão do Enterro do Senhor.

Uma volta pela cidade, aqui ficam as fotografias desta Sexta-feira Santa.

 

Igreja dos Terceiros

 

IMG_1929.JPG

 

interior da Igreja da Misericórdia

IMG_1934.JPG

IMG_1939.JPG

IMG_1943.JPG

Sé 

IMG_1945.JPG

IMG_1948.JPG

 cerimínia Celebração da Morte do Senhor

IMG_1949.JPG

 (excepcionalmente, e talvez porque a catedral estava às escuras, e porque é proibido fotografar,  hoje foi possível a fotografia).

 

IMG_1951.JPG

Capela de Nossa Senhora da Conceição - Casa dos Coimbras 

IMG_1955.JPG

Altar-mor 

IMG_1957.JPG

IMG_1960.JPG

 

 Igreja de São João de Souto

IMG_1963.JPG

IMG_1966.JPG

 

 Igreja de Santa Cruz

IMG_1976.JPG

IMG_1972.JPG

IMG_1973.JPG

IMG_1978.JPG

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Semana Santa de Braga

por Maria Araújo, em 09.04.17

1491698237044.jpg

Via Sacra pelos oito Calvários das ruas da cidade.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

fui à procura dos farricocos

por Maria Araújo, em 24.03.16

mas não os encontrei.

Em tempos, neste dia, quinta-feira santa, andavam descalços pelas ruas da cidade a agitar as matracas. Dava-me gozo ouvir aquele ruidoso som.

Passei pela Sé, os padres em fila, seguido em último pelo arcebispo, entravam na catedral cheia de pessoas para verem a cerimónia do lava-pés.

Hoje vou à procissão "Ecce Homo" ver os farricocos com os fogaréus e as matracas, já que não os vi durante a tarde.

Mas andaram por aqui, hoje de manhã. 

O tempo está de sol a noite vai ser fresca, mas sabe bem ver o centro da cidade cheio de gente. 
Gosto da cidade durante a Semana Santa.

19756339013_4a280e62c7_b.jpg

300px-Farricocos_Braga.JPG

 

59.jpg

 

O farricoco era, no passado, uma forma dos fiéis cristãos bracarenses se penitenciarem dos seus pecados, propondo-se caminhar descalços e incógnitos nas procissões que percorriam a cidade. O confessor dava a penitência durante a confissão e os fiéis cumpriam à risca tal preceito. Ajudavam a iluminar as ruas durante os préstitos e a chamar os fiéis às celebrações com o auxílio das matracas, dado que os tilintar dos sinos era proibido durante este tempo especial. O som estridente das matracas, com o seu ruge-ruge era também sinal de penitência...
Entretanto, os farricocos foram-se aproveitando do seu anonimato para denunciar publicamente os pecados daqueles que não faziam penitência. O ambiente era, por isso, temeroso, e algumas pessoas recusavam vir às janelas, não fosse cair-lhes em cima alguma acusação.
Hoje, as procissões já quase não servem para penitências, mas o farricoco mantém-se como figurante primordial.
Dada a sua originalidade, é um símbolo da cidade e o artesanato cada vez mais explora esta figura e ainda bem! 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Procissão dos Passos

por Maria Araújo, em 29.03.15

Há muitos anos, acho até que desde miúda, que não ia à procissão dos Passos.

Hoje fui ver, aqui perto de casa, e fiquei decepcionada. Um cortejo pequeno.

Ou as pessoas não têm dinheiro para vestir as crianças de anjos e/ou outras figuras bíblicas, ou as crianças não querem (eu nunca quis), ou a tradição já não é o que era e as pessoas preferem ser espectadoras.

Também, se não me recordo há quantos anos não vou, posso estar a exagerar e esta procissão ser de facto pequena.

Passaram os GNR, que abriam a procissão, alguns estandartes que voavam quando o vento soprava ais forte e quem os levava fazia um grande esforço para os segurar.

E de repente a procissão parou em frente à Igreja da Santa Cruz . Dos altifalantes saía a voz do Arcebispo Primaz que, durante cerca de meia-hora, fez a pregação.

A temperatura não era de primavera, o sol fraquito ia sorrindo sem aquecer os corpos e a paciência não era muita. Viam-se alguns anjinhos fora do cortejo a brincar no jardim em frente. Pudera! Quem aguenta meia-hora com a brisa fria que fazia?

Alguns idosos  que se sentavam nas escadas da Igeja de São Marcos, onde arranjei um lugar para poder tirar algumas fotografias, comentavam "não há anjos? as pessoas estão a guardar-se para as procissões da Semana Santa?"

E os transeuntes que já tinham visto a procissão noutra rua passavam pelo meio do cortejo parado, sem respeito por quem estava ali à espera que a pregação acabasse e pudesse seguir o seu caminho.

Habituada que estou a ver muitos andores, passaram apenas dois, mais alguns anjinhos, grandes e pequenos, os seminaristas e a banda.

E eu  que pensara que ia ver um grandiosa procissão.

E as fotografias não foram as melhores, também.

procissao 015.JPG

procissao 017.JPG

procissao 021.JPG

procissao 022.JPG

procissao 025.JPG

procissao 030.JPG

procissao 032.JPG

procissao 035.JPG

procissao 038.JPG

procissao 043.JPG

procissao 044.JPG

procissao 046.JPG

procissao 047.JPG

procissao 049.JPG

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

A primavera chegou

por Maria Araújo, em 20.03.14

com um cheirinho a semana santa

 

 

 os primeiros jarros do meu jardim

 

 

nuvens e uma acentuada descida da temperatura

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Semana Santa ?!

por Maria Araújo, em 26.03.13

Com o tempo que tem feito, chove sem cessar, a Semana Santa fica comprometida.

E eu gosto de sair à rua nestes dias, ver os turistas, tirar fotogragias, muitas fotografias, chegar a casa e escolher as que ficam para sempre aqui, neste cantinho.

Com o tempo que tem feito, as tão famosas e bonitas procissões não saem.

E aqui se fica por casa, organiza-se o que se vai deixando para amanhã.

Detesto estes dias cinzentos. Gosto de andar na rua.

Centros comerciais, não, obrigada. Fechado, e ruído de mais....E os estudantes andam por lá.

As únicas fotos que consegui, no sábado, quando surgiu um aberta e o sol deixou uns apáticos raios, nesta primavera fria, chuvosa e triste.

 

Jardim de Santa Bábara

 

 

 

 

 

 

 

 

Casa dos Coimbras

 

 

Rua de São Marcos

 

 

Igreja de Santa Cruz

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor


instagram@mariaaraujo


desafio temático de fotografia

20396075_DY5aH.jpeg

2º desafio de leitura

desafio



Encontros - eu vou

eu 1..jpg encontro 3º Encontro.png 4ª Encontro.png Selo 5º Encontro.PNG 6º. Encontro Bloggers (selo v1).jpg

Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR

Outro cantinho





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D