Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



lá longe, junto ao mar

por Maria Araújo, em 14.07.17

Raramente falto às minhas aulas, no ginásio. Contudo, ontem, vendo o panorama do tempo que faz, e porque amanhã é sábado e há muito povo em todo o lado, decidi vir hoje relaxar o último dia da semana, na praia.

O vento é fraco, o mar é um sereno lago azul, o livro que me acompanha está a deliciar-me na leitura dos clássicos, lidos no tempo de escola.

Pela primeira vez, vi, lá longe, junto ao mar, um carro parado na praia.

Uns minutos passaram ele avançava junto ao mar em direcção oposta, onde eu estava.

Quando passou perto, tirei a foto...

Vigilância?! Ou teria "descarregado" os vigilantes lá longe na praia? Não gostei de o ver percorrer a praia junto ao mar sereno.

Quando as gaivotas sentem o cheiro da comida dos pescadores que almoçam naquela mesa no alto da duna da praia, é um alvoroço de grasno e de vôo desenfreado à espera que um pequeno pedaço de alimento, ou migalha, caia na areia, ou lhes seja oferecido como manjar.

Vim almoçar uma sande (aproveito a net do café para escrever este post), e beber um panachê.

Vou à peixaria comprar peixe fresco, e regresso à praia.

Enquanto agosto não chega e os emigrantes não invadem o país, aproveito o tempo bom que faz e a calma deste mês de julho para desfrutar da minha paixão que é a praia.

IMG_20170714_120028_3CS.jpg

IMG_20170714_105950_1CS.jpg

IMG_20170714_125656_1CS.jpg

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

nem no verão...

por Maria Araújo, em 24.05.17

1495657735357.jpg

temos um dia de praia fabuloso.

Ontem foi bom, hoje foi demais.

Mar, mar, mar.

Banho no final da tarde quando a maré estava baixa.

Regresso a casa pelas 18h30.

Ficava lá até ao pôr-do-sol, mas tinha compromissos...

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

depois do dia

por Maria Araújo, em 12.08.16

deprimente de ontem, hoje vim passear pela praia, sem horas, sem pressa, sem compromisso de nada.

 

IMG_20160812_112137.jpg

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

já não me lembrava

por Maria Araújo, em 07.08.16

pr.jpg

de tomar cinco banhos de mar numa manhã de verão como a de hoje.

Uma temperatura fabulosa  com vento de Este, mal chegamos à praia fui ao mar, maré vaza, água com uma temperatura razoável.

Saía do banho enquanto ia para a toalha, a pele secava.

Não conseguíamos estar deitados a esturricar ao sol, o protector solar em função, só apliquei uma vez e estou aqui sem uma ponta de queimadura.

Onde o mar acaba e começa o horizonte uma barra cinza azulada indicava que o calor era intenso.

Decidiramos ficar até às 13h. De repente, o vento muda para NW, a temperatura fica mais amena, estava-se bem deitados, mas era hora de regressar a casa, precisavamos de descansar as poucas horas dormidas.

E Braga está um autêntico forno.

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

sem uma ponta de queimadura

por Maria Araújo, em 16.07.16

Lidl_SolarClassic-157x300.jpg

 

Tenho pele clara, mas com boa pigmentação, habitualmente uso creme FPS 30 e o spray invisível, FPS 20, quando o corpo tem alguma cor. Para o rosto uso produtos de farmácia, Avéne ou La Roche Posay, FPS 50.

Há 15 anos, nas minhas férias no Algarve, esquecera-me de levar o creme solar. Quando chegámos, já no final do dia, fomos fazer compras ao Lidl. Vi-os por lá, comprei sem hesitar, assim como o creme pós solar,  para hidratar a pele.

E foi desde então que nunca mais quis outros cremes solares. Preços acessíveis,  bons produtos, pelo menos para o meu tipo de pele.

Este ano, não foi excepção. 

img82733.jpg

 

Ontem fui à praia,  esqueci-me de levar os cremes. Antes de sair de casa, havia aplicado no rosto e no corpo.

Estive 3h na praia, ora no banho, ora deitada debaixo do guarda-sol, sobretudo protegendo o rosto.

Sentia o sol quente nas pernas, a parte do corpo que mais custa bronzear, voltava a banhar-me  na temperatura agradável das ondas serenas,  passeava junto ao mar, que parecia um lago de três cores, até que à hora de maior calor, os pés não aguentavam a areia quente, receei ficar queimada, regressei a casa.

Depois do duche, verifiquei que o meu corpo estava impecácel, sem uma queimadura.

Cheguei à conclusão que o efeito do creme que aplicara antes de sair de casa deu resultado, embora tivesse o cuidado de não me expôr demasiado tempo ao sol.

Hoje de manhã fui ao ginásio mas fiz planos para ir à praia depois das 16h e ficar até ao pôr-do-sol.

Estou desejosa de ver o meu corpo bronzeado, com certeza, mas respeito o meu corpo.

Passo a passo ficarei com aquele ar saudável que o verão dá ao corpo, com o benefício que o bronzeado cá do norte mantém-se por muito mais tempo que o do sul.

 

IMG_6537.jpg

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

2º dia na capital (o Cabo da Roca)

por Maria Araújo, em 01.05.16

Uma noite muito mal dormida (como estranho as camas, meu Deus!) o nosso amigo foi buscar-nos a casa para darmos um passeio até Sintra, que conheço (falta-me ver Seteais e não foi desta vez que vi, também). 

Pensou levar-nos ao Cabo da Roca, almoçavamos numa das muitas praias da linha do Estoril/Cascais, e à tarde seguíamos para Sintra.

Mas a meio do caminho deparámos com uma extensa fila de carros e autocarros que nos fez perceber que teria ocorrido algum acidente. Os carros à nossa frente faziam inversão de marcha, fizemos o mesmo, alterámos o nosso destino.

Primeiro Sintra e depois as praias e o Cabo da Roca (que bom não conheço a zona costeira a sul da Nazaré).

Ansiosa por um café pedi-lhe para parar num que ele conhecesse e gostasse e foi então que tivemos o prazer de comer as deliciosas empadas de galinha da Natália e tomar a tão desejada bica.

DSC00452.JPG

25 de Abril, feriado nacional, o trânsito era intenso para entrar em Sintra, mas com paciência lá chegamos, conseguimos um cantinho para estacionarmos o carro junto à Quinta da Regaleira.

DSC00456.JPG

(pormenor da flor da calçada)

 

Dirigimo-nos ao centro. Como sempre, nesta altura do ano e com o tempo a favor, não faltavam pessoas de todos os cantos do país e turistas.

As fotografias habituais, fomos na direção do ex Museu do Brinquedo, que deu lugar ao Museu das Notícias e da Comunicação, um espaço que, segundo esta notícia, foi inaugurado neste mesmo dia, 25 de Abril.

DSC00470.JPG

DSC00475.JPG

Entramos numa loja de artesanato, comprámos as andorinhas (já as tenho na parede) , era hora de almoço, pensamos comrar os deliciosos travesseiros, mas não queríamos que ficassem no carro a tarde toda, desistimos.

Fomos em direção à praia das Maçãs. Ele, o nosso amigo, conhecia um restaurante mesmo em frente ao mar, onde, dizia, come-se bem.

DSC00481.JPG

Eu e a Isabel comemos polvo grelhado com batata a murro, ele, que não gosta de polvo, comeu prego em prato, bebemos, cada um, uma imperial

 

DSC00482.JPG

No paredão, observavamos os surfistas, conversavamos enquanto tomavamos um pouco de sol. Seguimos para Azenhas do Mar.

Fiquei deslumbrada. Fantástico! Nunca imaginei desfrutar de tão bela paisagem.

As fotografias foram muitas, para mais tarde recordar...

DSC00488.JPG

DSC00491.JPG

DSC00504.JPG

DSC00510.JPG

DSC00508.JPG

DSC00513.JPG

Fomos em direção ao Cabo da Roca, parámos num café-bar para tomar uma bebida. Não havia lugares. Mas não foi por isso que deixei de fotografar a lindíssima vegetação envolvente e a paisagem que se estendia à nossa frente, segundo o nosso amigo A, ao longe, a praia do Guincho.

DSC00521.JPG

DSC00524.JPG

DSC00520.JPG

Fomos então ao Cabo da Roca, a ponta mais ocidental da Europa, onde "a Terra se acaba e o mar começa".

Muito vento, como seria de esperar, muita gente, muitas pessoas que ainda arriscam passar a vedação para tirar

a selfie e/ou a fotografia para a eternidade.

Ora cinza brilhante, ora azul do céu, a beleza do nosso Atlântico estava assim:

DSC00531.JPG

DSC00535.JPG

DSC00541.JPG

DSC00545.JPG

DSC00550.JPG

DSC00553.JPG

DSC00548.JPG

DSC00559.JPG

DSC00557.JPG

Aproximava-se a hora de jantar, ficou de parte a visita ao Guincho, metemos "pés à estrada" e fomos jantar a casa do nosso amigo, de onde tirei fotografias desta bela lezíria.

DSC00573.JPG

DSC00577.JPG

O dia seguinte era de trabalho para ele,o amigo da Isabel, que conheci no dia que chegámos.

Um homem educado, gentil, conversador, um gentleman. Há  muitos anos que não via um cavalheiro abrir a porta do carro, primeiro a da frente, depois a de trás, fechá-las, e então ocupar o seu lugar ao volante.

Os dias seguinte seriam somente para as duas meninas, em Lisboa.

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

setembro quentinho?

por Maria Araújo, em 07.09.15

 

segundo a meteorologia a temperatura vai descer e talvez venha alguma chuva.

a contar com isto, espreitei o mapa meteorológico para Esposende, verifiquei que o vento era de este, decidi meter-me no carro e ir à praia.

um lindo dia de sol, serena, um vento suave, uma temperatura agradável, e o mar estava um belíssimo e transparente lago.

desde que cheguei até deixar a praia (16h) o mar manteve-se sempre muito calminho, com as suas lindas cores azul e verde.

vejam as fotos.

 

11: 30 h

DSC08829.JPG

DSC08832.JPG

DSC08834.JPG

DSC08835.JPG

DSC08841.JPG

DSC08849.JPG

 

 

DSC08854.JPG

 

16:00h

DSC08856.JPG

DSC08857.JPG

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

o sol regressou

por Maria Araújo, em 18.08.15

as  tristezas foram embora, as preocupações também, vou para a praia.

sol,  mar, companhia e boa disposição  para me animarem.

DSC06369.JPG

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Em Ofir

por Maria Araújo, em 09.06.15

onde o mar é mais calmo, não há rochas, as crianças podem brincar à vontade, joga-se futebol sem ter o azar de dar um pontapé num cascalho, as máquinas continuam o seu trabalho de requalificação da praia, muito fustigada pelo rigoroso inverno de 2014.

Estive lá em fevereiro, para se descer à praia só era possivel pelo caminhos de madeira a sul.

Há quinze dias fui almoçar ao meu café preferido ,com uma esplanada convidativa a comer ótimas sandes, em frente a esta, as máquinas invadiam a praia. Tive conhecimento que aquela área central de praia seria aberta nesse fim de semana.

Hoje passei  lá, o dia estava maravilhoso, tomei banho, vi o trabalho dos homens e das máquinas.

Durante a época balnear evito Ofir, como  muitas outras praias, porque o povo é muito, mas esta é a melhor de todas para o mergulho.

E hoje o ambiente estava muito bom.

 

janeiro de 2015

1º dia praia -jan.11-2014 053.JPG

16640220_78Sdl.jpg

ofir jan.jpg

ofir jan3.jpg

maio

ofir maio 2.jpg

ofir maio.jpg

ofir maio 6.jpg

junho 

Ofir 010.JPG

Ofir 006.JPG

Ofir 046.JPG

 o mar (sem cascalhos) a aula de surf, a brincadeira das crianças

Ofir 014.JPG

Ofir 022.JPG

Ofir 027.JPG

Ofir 029.JPG

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Um tipo de homens que detesto

por Maria Araújo, em 27.05.15

 

 

Fui à praia.

Antes de sair de casa, besuntei-me com o protector solar factor 30 para corpo e 50 para o rosto.

Cheguei lá, o vento fraco fez-me deixar o tapa-vento no carro.

Já se vêem famílias e pequenos grupos de jovens a gozar este belo tempo de finais de maio. Fui para perto dos rochedos. Não gosto de ficar perto do paredão a esturricar ao sol, procuro sempre ficar à beira-mar.

Entretida debaixo do guarda-sol, de barriga para baixo a ler o livro do momento, apercebo-me de um homem que vem na minha direcção... Voltei ao  meu livro.

De repente, ouço a voz :" Minha senhora, posso deixar aqui o meu saco enquanto vou ao mar e a senhora toma conta dele?"

O que havia eu de dizer? Respondi: "Está bem",  e voltei à minha leitura.

O homem deixou o saco a dois metros de mim, em cima de um rochedo.

De vez em quando virava-me para ver se o saco estava lá e via o gajo no mar  sempre a olhar para o lado onde estavamos: eu e o seu saco.

Dentro do saco, o telemóvel tocou.

Cerca de meia hora depois, sem dar pela sua aproximação, ouço, quase em cima das minhas costas, o vozeirão dele ao telemóvel:

- Liguei-te para saber se querias vir à praia, mas não atendeste.

- (...)

- Estou em Ofir (mentira, estava em Apúlia). Olha, sabes que aquela coisa dos terrenos em O...., aquilo vai ter campo de golf e já sabes o valor vai disparar. Temos de ver isso já.

- (...)

- Queres um Porsche? Ainda ontem vendi um Renault. De que ano queres o Porsche?

-(...)

-  2000? Vou ver o que posso arranjar.

- (...)

- Ok. Até logo, e um beijinho.

O gajo desligou, deixei-me estar na mesma posição até que ouvi, "Obrigada minha senhora por tomar conta do saco."

Virei-me e disse, "de nada!" e voltei ao meu livro.

Convicta que o gajo pegara no saco e fora embora, olhei para o lado da estrada e nada.  Foi quando olhei para o meu lado esquerdo e lá estava ele, mais abaixo, nas rochas junto ao mar a "micar-me".

Peguei no telemóvel. 13:30h.

Levantei-me, vesti-me, sempre de costas para o gajo e saí dali, não fosse o gajo meter conversa. E fui na direcção de Ofir para almoçar.

Bolas! Está uma pessoa tranquila  e vêm estes gajos interromper o nosso sossego.

E não é a primeira vez que sou "perturbada". Há imensos gajos destes, nas praias!

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)



desafio temático de fotografia

20396075_DY5aH.jpeg

6º Encontro Bloggers

6º. Encontro Bloggers (selo v1).jpg

2º desafio de leitura

desafio



Outro cantinho



Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D