Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



um sonho

por Maria Araújo, em 11.01.18

Numa semana sonhei duas vezes que a minha garagem foi assaltada.

A porta estava aberta, levaram tudo ( só tem tralha).

Lembro-me que falei "Que bom, não havia nada de útil para levar. Limparam a garagem! Só não levaram o carro porque ele não estava lá". 

Esta noite sonhei de novo.

Lembrei-me do nosso Freud, procurei explicação para este sonho e encontrei isto:

 

"SONHAR COM ASSALTO /SER ASSALTADO – Boas notícias surgirão na sua vida. Embora pareça negativo, este sonho indica que muitos dos seus problemas serão resolvidos."

 

Problemas resolvidos?

Fui à consulta médica para mostrar todos os exames que fiz, um autêntico chek up,  porque emagreci e não devia ( nem com o Natal recuperei o peso), à excepção do colesterol alto, o teimososo,  tudo está bem.

E aquela dor de coluna/anca que me levou à urgência em Dezembro, parece que é muscular.

Para tirar teimas, vou fazer os seguintes exames:

eco ginecologica; eco renal; eco partes moles ( não articular)

É que a dor, agora mais ténue, continua lá, junto à anca.

Se forem estes os problemas, óptimo!

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

tive tonturas e custou-me

por Maria Araújo, em 17.11.17

muito fazer o percurso de 100m, se tanto for, daqui de casa ao hospital para fazer estes exames, que recuperar da sedação.

Deram-me um chá e bolachas, não estava tonta, sentia-me bem.

Fui pagar.

Decidi não sair de lá sem comer mais alguma coisa. No bar comi um pão de sementes com queijo e mais um chá.

Já em casa, comi um bom bife grelhado, arroz e uma salada.

Não consigo beber água. 4 litros que bebi entre as 15h e  00h30m  de ontem, nem a posso ver à minha frente.

Agora, preciso de descansar.

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

os exames médicos

por Maria Araújo, em 15.11.17

 

medical-tests-icons-flat-tested-health-care-set-tu

 

Ontem, ao fim da manhã, fiz exames médicos: mamografia e ecografias à mama e  tiróide.

Sábado, fizera as análises ao sangue que são fundamentais para os exames que vou fazer na próxima sexta-feira. Foi-me dito que estariam prontas na próxima 5ª feira.

Na segunda-feira, recebi uma SMS do Hospital a comunicar que estas estavam prontas, podia aceder ao portal x e ver os resultados.

Achei estranho, pensei que houvesse engano, não dei importância.

Ontem, final da tarde, à espera da chamada da oficina, que não recebi, para ir buscar o carro, entrou nova SMS  do Hospital Privado que dizia que os exames estavam prontos. Para ter acesso a estes, devia aceder ao portal  x, digitar o número da guia y e introduzir a password  z.

Foi então que me lembrei da SMS de ontem, que não apagara. Segui as instruções.

Pela primeira vez tenho acesso a análises e exames via internet.

Tudo direitinho e explicado, já sei  os resultados, que comparei com os anteriores. Nada de ficar preocupada.

No próxima sexta-feira farei os outros exames... de rotina.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

estou mais magra

por Maria Araújo, em 10.11.17

Nunca fui uma pessoa abonada de peso. Nos meus 20 anos e até aos 40 e poucos, o peso normal, e porque sou baixa, andava pelos 45kg.

Nos 50tas o corpo mudou, apareceu um pneu ( ai, que raiva! adorava a minha barriga lisa) tentei combatê-lo, o que consegui, a barriga normal nestas idades não era demais, o peso aumentou chegando aos 47,5kg.

Há algum tempo que me pesava na balança do ginásio, não todos os dias porque não sou obcecada por ela, todos os 15 dias e depois das aulas, quando ia para o banho.

O verão é a estação que sempre me tirou o apetite. Em tempos idos cheguei a pesar 42 kg, foi mau, muito mau, outras coisas aconteceram, felizmente superadas, pelo que era normal  perder peso, não dava grande importância. 

No verão passado as minhas sobrinhas observaram-me que estava mais magra, criticavam-me por só comer peixe ( o que não é de todo verdade), que como pouco, que devia ter cuidado. 
Retroquei que me sentia bem, que evito carne vermelha, que também abuso, de  quando em vez faço os meus pecados, comendo umas batatas fritas, umas petingas fritas, bolinhos de bacalhau, uma picanha, enfim, essas coisas que adoro. Que o calor tira-me o apetite,  que me vou abaixo, a minha alimentação é mais leve, reduzo-a a saladas, sopa, fruta, pão. Mas fiquei a matutar nisto...

Com o exercício físico que faço semanalmente, o peso andava pelos 46,5kg, cheguei aos 47,5kg, não era o peso que gostava, mas alimentava-me conforme as minhas necessidades.

Há cerca de dois meses verifiquei que a balança andava a descer o peso, isto é, percebi que das várias vezes que me pesava os números eram sempre diferentes. Para mim a balança estaria descontrolada de tanto peso que passa por cima. E passei a verificá-lo com mais frequência, até que reparei que numa semana perdi 500 gramas. Passei para os 45kg.

No início desta semana voltei à balança. Fiquei assustada. Marcava 44,8kg. " Impossíve! Não me sinto mais magra, tenho abusado um pouco fora de casa, a balança está doida".

Na segunda-feira, encontrei uma amiga que não me via  há cerca de 5 meses que, nos breves minutos que conversamos, me disse umas quantas vezes: " estás mais magra".  Respondi-lhe que eram as rugas que fazem o rosto magro. Ela dizia que não. Fiquei a pensar naquilo até que hoje, depois das duas aulas que fiz, ia para o chuveiro e pesei-me: "44,7kg? Não, não pode ser, isto está mal".

De tarde tinha a consulta do ano de ginecologia. Antes desta, a enfermeira mede a tensão arterial e o peso. Quando fui para a balança, o peso estava nos 45,4kg. Comenta ela: " tiramos 600gramas para a roupa e sapatos" .

E foi então que comentei o que se passava. Que achava estranho a balança marcar pesos diferentes e baixos, que estava preocupada, pois estava com o peso dos 20 anos, sendo os 46kg o normal e que quero manter.

Comentou ela sorrindo: " a senhora queixa-se e muitas desejariam tê-lo. Costuma fazer exercício físico? Nâo estará a fazer de mais?, perguntou.

Fui para a consulta, falamos sobre o assunto, a médica riu-se e comentou: " quem dera a muitas mulheres ter o seu peso".

Depois de examinar,  já vestida, comenta ela: "uma senhora muito elegante e jovem" ao que respondo: " só no corpo que no rosto a idade vê-se". Responde ela de imediato: " mas essa cabeça está muito jovem". E rimo-nos. 

O facto é que eu acho estranho perder peso quando devia estar a ganhá-lo. Estamos no outono, as comidas são outras, o normal seria aumentar.

Resultado da consulta, por prevenção e porque a idade o exige: colonoscopia ( fiz há 9 anos a 1ª sem sedação e prometi que nunca mais queria sofrer) e endoscopia ( que nunca fiz) com sedação.

Na próxima semana entro em acção. 

 

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

a máquina ficou cansada?

por Maria Araújo, em 06.06.17

De manhã, fui fazer exame do sangue, uma densitometria óssea e uma prova de esforço.

O último foi a prova de esforço.

Preparada para a caminhada no tapete, faltava o cardiologista fazer a auscultação.

Entrou no gabinete, perguntou-me o motivo que me levou a fazer a prova, respondi que frequento o ginásio, faço bastante exercício, gostava de saber como está o coração.

Fez a auscultação, e diz-me " Está tudo bem. A senhora vai cansar a máquina".

Ri-me.

Contrariamente ao que esperava, e porque as provas que fiz em tempos tinham duração de pelo menos 15' a 20 ',  esta durou apenas 9' e 30".

Terminada esta, o médico voltou, perguntou à técnica o tempo de duração da prova, como reagi ao aumento da velocidade e inclinação do tapete.

Estende-me a mão para se despedir e perguntou-me " A máquina ficou cansada?"

Por vezes sentia algum cansaço, algumas dores que eu garantia a mim mesma que eram musculares, mas por precaução pedi à médica a prova de esforço.

Os outros exames foi ela que decidiu.

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

estes quatro dias

por Maria Araújo, em 08.10.16

que esteve cá a minha amiga Lia, que vive em Campinas, foram muito intensos.

Dormi cerca de 5 horas, sempre agitadas e cansada.

Hoje, foi embora, tinha compromissos na sua terra natal, Figueira da Foz.

Eu também tive uma consulta de oftalmologia, levei-a à estação, segui para a Póvoa de Varzim.

Com dois inesperados  exames que o médico achou necessário fazer e quando a técnica me disse que não eram comparticipados, tinha de os pagar na totalidade, o meu coração quase parou.  Foram 130 euros que me deixaram quase "tesa".

E pensei no gasto que havia feito no dia anterior de um par de sapatos  cujo preço  era de 80 euros, mas no outlet custou 40.

Com o sono que tinha de tarde, tirei uma soneca de 30 minutos.

Fui ao ginásio compensar as faltas destes dias, estou mais para lá que para cá.

Para animar , e porque estava a dar uma olhada às fotos destes dias com a minha amiga, quando regressavamos, diz ela: " que sol lindo!".

São, certamente, as últimas fotografias do pôr-do-sol de praia, Vila do Conde, neste caso,  deste ano. Parei o carro...

IMG_0761.JPG

 

IMG_0764.JPG

IMG_0766.JPG

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Primeiro dia de praia do mês e do ano

por Maria Araújo, em 03.01.15

Fico tão bem quando as rotinas médicas estão todas normais.

Ontem,  fui mostrar os exames que fiz da tiróide, está tudo a funcionar bem, só volto ao médico dentro de um ano e meio.

Hoje, a consulta de oftalmologia correu bem, foi rápida, o médico comentou "já foi operada há quase 6 anos! Como o tempo passa! E como um ano passa depressa. Para mim, tinha-a visto há poucos meses, vi a ficha e a última vez que a vi foi em novembro de 2013", comentou.

Então, volto daqui a um ano, com o elogio de que este novo penteado (desde julho, ok?) dá-me um ar mais moderno, ahahahaha!

É uma grande tranquilidade ouvir isto.

E depois da consulta de hoje, fui a Vila do Conde para dar um abraço à minha amiga Margarida, mas não sei o que aconteceu que o telemóvel estava desligado e não consegui estar com ela.

Fui dar uma volta pela praia, molhei os pés (água boa), almocei e regressei a casa.

Ainda passei no Modelo para comprar pescada fresca mas, zero!

Depois, cá pelo burgo, fui ver os saldos das carteiras, precisava muito de uma, e comprei esta carteira Mi Sako (por mim tinha comprado mais duas ou três que gostei, mas com os gastos que tive no Natal, preciso de poupar).

2900013133.jpg

 

Vila do Conde

3 janeiro 2015 015.JPG

3 janeiro 2015 019.JPG

3 janeiro 2015 020.JPG

3 janeiro 2015 028.JPG

3 janeiro 2015 036.JPG

3 janeiro 2015 055.JPG

3 janeiro 2015 056.JPG

3 janeiro 2015 063.JPG

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Exames de rotina

por Maria Araújo, em 27.11.14

Feitos os exames da tiróide e da mama, os alertas de quem os faz para os cuidados a ter fazendo o auto-exame mensal da mama (falta-me o resultado do rastreio da mama  feito na Liga Portuguesa contra o Cancro que, a haver dúvidas, já tinha recebido uma carta para fazer novos exames) fico mais tranquila quando venho para casa sem a ansiedade habitual de que algo possa estar mal.

O médico que fez a ecografia, hoje, recomendou-me a fazer uma nova ecografia (óbvio que terei de fazer também a mamografia) dentro de seis meses.

Enquanto isto, estava constantemente a dizer-me  o que todos os outros me dizem: "faça o auto-exame da mama uma vez por mês, durante o banho ou quando se deita".

E eu rio-me... de receio.

 

mama.png

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Se

por Maria Araújo, em 12.04.12

com o minímo de 20, casos com necessidades educativas especiais e/ou com dificuldade de aprendizagem,isto é um problema; se há uma maioria desinteressada, com falta de hábitos de trabalho, regras e valores, nos 26/28 máximo, imagine-se com 30, que aí vem.

O estado manda, corta, risca, e nós trabalhadores portugueses não dizemos "ai, ui".

Se o currículo vai sofrer cortes/alterações e com este aumento para 30, imagine-se quantos profissionais ficarão dispensados.

Coincidência, TV ligada no canal onde passa "I like this" , aqueles dois "inteligentes" de «Vais para o Canadá», os Homens da Luta que,  verdade seja dita, estão a safar-se muito  bem da crise,cantam neste momento: "Portugal, e salve-se quem puder".

Pudesse eu!

 

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

671 - Boy(i)s!

por Maria Araújo, em 01.07.10

Hoje fui vigilante de um exame nacional e de equivalência à frequência de 9º ano.

Dos quatro alunos presentes, três frequentaram o 8º ano. Estes alunos, fora da escolaridade obrigatória e sem aprovação no final do 3º período, também podem candidatar-se aos exames do 9º ano, tendo de o fazer a todas as disciplinas.

Se estes alunos ficarem aprovados nos exames automaticamente completam o 9º ano, propondo-se à frequência do 10º ano.Aquela “história”  que referi no post 651.

“Passeando” pela sala, eu e a colega vigilante verificámos que o  boy do 9º ano acabou a prova antes do tempo. Respostas muito curtas para um exame que exigia desenvolvimento de  texto, imagem e gráfico.

Dos restantes alunos do 8º ano, duas tentavam escrever o que sabiam . O outro boy esteve cerca de 20 minutos com a cabeça quase deitada em cima da mesa, mais preocupado em  pentear o cabelo com os dedos que em ler o que tinha à sua frente.

De repente, começa a escrever. Pouco.

Todos limitaram-se a copiar o texto dado como informação. Construção de frases sem sentido, muitos erros de ortografia.

Uma das raparigas ainda pediu a segunda folha.

No final do exame, eu e a minha colega comentámos: “como é possível estes alunos proporem-se a fazer exames do 9º ano, sem terem conhecimento dos conteúdos? Ou, tendo-o, com a ajuda de colegas que emprestaram os livros, como podem abarcar todo as  disciplinas em tão poucos dias?”

 E estes alunos têm duas provas por dia.

Pois muito bem, temos então as tais mentes brilhantes que conseguem “saltar” um ano de escolaridade e seguir o para o 10ºano sem perda de tempo! Note-se que têm 15 anos, estão fora da escolaridade obrigatória, e não ficaram aprovados no final do 3º período!

Sucesso! Sucesso! Sucesso!

Mas sucesso tive eu logo de manhã, quando estava a chegar à escola. O trânsito que vinha em sentido contrário, estava parado. “Estranho”, pensei, “ a esta hora não é costume, nesta vila, haver fila de carros!” E, ao fazer a curva, eis que deparo com dois valentes bois. Sim, BOIS, animais! Um, na berma da estrada, olhava o trânsito, lol; o outro no meio da estrada, parado à frente de um autocarro, não sabia por onde se meter. Travo, e, antes que o gajo se lembre de correr ,  tresloucado, para a faixa que eu seguia, passei rentinho a ele.Rodas para que te quero! Acelerei em direcção à escola, dando sinais de luzes para  que quem seguia do lado oposto  moderasse a velocidade.

Que sorte! Que alívio!

O que aconteceu, não sei. Até porque no lugar onde estavam, há habitações. Do lado que eu seguia, sim, há um campo.

Teria o dono aberto a corte e os boi(y)s saíssem à deriva?

Estariam no repasto e foram andando, andando…

Ou será que era um casal e, enfim, se perdessem em carinhos …!

 

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor


instagram@mariaaraujo



Desafio - Foto da Semana


2º desafio de leitura

desafio



desafio temático de fotografia

20396075_DY5aH.jpeg


Encontros - eu vou

eu 1..jpg encontro 3º Encontro.png 4ª Encontro.png Selo 5º Encontro.PNG 6º. Encontro Bloggers (selo v1).jpg

Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D