Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



raios partam as meias

por Maria Araújo, em 25.11.17

Meias-de-descanso-den-140.png

 

 

Um ano depois dos três tratamentos que fiz aos derrames nas pernas, tive a consulta na 5ª feira passada. Mais quatro picadas, volto em finais de 2018, saí do hospital com as meias descanso vestidas que terei de as usar pelo menos durante cinco dias.

Ontem precisa de levantar uma encomenda no centro comercial, vesti uma saia, uma meia calça opaca por cima das meias descanso.

No centro comercial, e sempre que percebia que ninguém me olhava, parecia uma tolinha a erguer um pouco a saia para puxar as meias que me caíam pela pernas.

O que valeu foi que não perdi muito tempo neste espaço cheio de gente que andava na loucura às compras Black Friday.

À noite fui jantar com um grupo de amigos, decidi não levar a saia para evitar sistematicamente puxar as meias, mudei de roupa, vesti umas calças. Não sei o que aconteceu, senti-as mais justas, não puxei uma única vez.

Como tenho um par, antes de deitar-me lavei-as, enxaguei-as numa toalha e deixei-as secar para de manhã as vestir.

Hoje, vesti calças, as meias também. Mas na rua, lembraram-se de me provocar; caíam coxa abaixo.

Andei 20 minutos a pé, parecia uma tolinha. A cada passo parava e tentava puxá-las, mas sem êxito.

Às tantas, desisti. Tirei o blusão ( hoje a temperatura estava agradável para andar em camisola) pu-lo à minha frente para que ninguém reparasse na figura que eu fazia.

Cheguei a casa da minha irmã, já elas estavam cá em baixo nos joelhos. Puxei-as o mais que pude. Saímos para tomar um café na Casa das Tíbias, bem perto de casa dela, mas durante esse pequeno percurso a minha irmã ria-se de gozo porque a minha forma de andar dava a entender que tinha algo na perna, tipo damos um passo e esticamos a perna e o pé amorteça o passo,  ao memso tempo que dizia: "raios partam as meias!".
Mal chegamos ao café, fui directa à casa de banho para as despir, acto possível depois de tomarmos o nosso café. Fomos ao nosso passeio eu de botins calçados e sem meias.

Com ideia de comprar um par de mini meia, entretanto, encontramos um casal amigo que  encontrara os familiares que passeavam. Depois  aparecem outros familiares desses amigos, formou-se um grande grupo que parou a conversar disto e daquilo. Combinou-se um jantar de Natal, mas ela ( que está à espera que o frango cresça para jantarmos em sua casa um arroz daqueles de comer e chorar por mais), que trabalha num banco, diz que tem os próximos fins-de-semana com jantares marcados, não vai ser possível estar presente.

E estivemos 1 hora na conversa a falar dos nossos tempos de noitadas nas discotecas, dos namorados, o prazer de mostramos as fotografias dos nossos sobrinhos netos; dos filhos que já têm idade para ter filhos, da vontade de verem a família crescer

Despedimo-nos com um "se não nos virmos antes, um Feliz Natal"... Continuo a dizer que os bracarenses gostam de viver a sua cidade ao fim de semana.

Porque fico mais confortável com as meias, vesti-as quando cheguei a casa. Aqui, faça as cenas que fizer, ninguém vê.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sábado estou

por Maria Araújo, em 07.10.17

com as sobrinhas, na capital.

Domingo, com os amigos.

MuseuMilitarA.jpg

Ilustração de Eduardo Salavisa

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

a visita de verão

por Maria Araújo, em 09.08.17

deste ano, com os meus amigos Afrodite, Rui e esposa, foi pelo Porto e Gaia.

IMG_20170809_103309_1CS.jpg

IMG_20170809_104628_3CS.jpg

Começámos com um café, no Café Majestic (cheio de turistas que comiam francesinhas ao pequeno-almoço).

Cá fora, este edifício com a fachada completamente renovada, não passou despercebida.

IMG_20170809_110830_1CS.jpg

Passara várias vezes junto à Sé, nunca entrara.

Foi hoje o dia.

IMG_20170809_113727_1CS.jpg

As fotografias ao Rio Douro e às pontes, levaram-nos para os dois lados do rio. Fui a primeira vez à Serra do Pilar.

IMG_20170809_120241_1CS.jpg

IMG_20170809_122312_1CS.jpg

IMG_20170809_123342_1CS.jpg

IMG_20170809_123302_1CS.jpg

o belo Jardim do Morro

IMG_20170809_123354_1CS.jpg

Descemos as escadas com as lindas pinturas urbanas, e chegamos ao célebre coelho, deste grande artista  (quem sai aos seus...).

IMG_20170809_131112_1CS.jpg

IMG_20170809_131322_1CS.jpg

IMG_20170809_132102_1CS.jpg

IMG_20170809_131411_1CS.jpg

IMG_20170809_132930.jpg

Almoçamos na Afurada e seguimos para a Capela do Senhor da Pedra.

O vento do norte era forte, a areia batia nas pernas, desisti de subir e ver o mar do outro lado da capela.

IMG_20170809_162343_1CS.jpg

Um passeio agradável e em boa companhia, são estes os momentos únicos que ficam para sempre guardados no nosso coração.

Obrigada, amigos.

 

 

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

antes das férias

por Maria Araújo, em 14.07.16

IMG_20160713_205622 (2).jpg

IMG_20160713_215336.jpg

 

IMG_20160713_210355_2CS.jpg

 um jantar de amigos(as).

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

e já estamos em julho

por Maria Araújo, em 01.07.16

Sem Título.png

As temperaturas vão subir, os gelados vão saber bem nem que seja por goludice, a cerveja ainda mais e  para acompanhar os jogos do Euro, e enquanto Portugal "allez, allez" à conquista do caneco, as idas à praia vão ser nos dias que não tenhamos os incomodativos ventos do norte.

Sem Título.png

 

É um  mês cheio de aniversários quer de familiares, quer de amigas e amigos:  4, 5, 9, 10,11, 28, 29, 30.

A Sofia é a primeira, faz 18 anos (jáááá?!), na próxima segunda-feira.

E julho chegou.

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

é bom conviver

por Maria Araújo, em 19.06.16

com os amigos, saborear um bom jantar, conversar, rir, brindar.

 

DSC01120.JPG

Sem Título.png

DSC01122.JPG

DSC01123.JPG

 

quem lá vai, volta.

 

Sem Título.png

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Encontro molhado

por Maria Araújo, em 10.04.16

Sem Título.png

 

é abençoado.

Até já, amigos que vêm de Lisboa e centro do país.

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

de Xertelo às Sete Lagoas

por Maria Araújo, em 09.09.15

o irresistível convite de uma amiga para irmos de fim de semana até Covelo, Peneda, e com o objetivo de passarmos o dia de sábado nas Sete Lagoas do Gerês, não podia ser esquecido.

chegamos a Xertelo, na margem direita do Cávado, deixamos os carros estacionados, faríamos o percurso pela serra, 1:30h de caminhada pelo trilho "orientado" dos mariolas.

Xertelo, aldeia pequena, com poucos habitantes e idosos, mas muito recetivos a quem por lá passa.

verdes campos de cultivo, onde pastavam cavalos.

DSC08660.JPG

DSC08664.JPG

o  cruzeiro de Xertelo

DSC08667.JPG

 na entrada para o trilho aparece-nos o Fojo do Lobo, o único que vi, mas há muitos mais perto das aldeias

DSC08669.JPG

zonas íngremes (evitava olhar para baixo e ver a inclinação da serra, eu que tenho vertigens) o cuidado com as pedras e os rochedos que barravam o caminho e obrigavam-nos a passar de lado.

DSC08672.JPG

DSC08673.JPG

DSC08675.JPG

todo o percurso correu bem, ninguém tropeçou ou caiu, éramos guias de nós próprios. uns caminhavam mais apressados, outros, como eu, com as nossas máquinas fotográficas, ficavamos para trás para captar a paisagem.

DSC08676.JPG

DSC08678.JPG

DSC08679.JPG

DSC08685.JPG

quando chegamos ao destino fiquei impressionada com a beleza do lugar. lá do alto, via umas a cor branca das rochas aqueles buracos escuros...as lagoas.

DSC08689.JPG

mas à medida que descíamos, apercebia-me dos tons mais nítidos das lagoas.

belo! indescritível!

DSC08690.JPG

 viam-se algumas pessoas com as toalhas estendidas nas rochas a desfrutarem da límpida água das lagoas.

DSC08693.JPG

DSC08694.JPG

descer foi um problema, muitas rochas, todo o cuidado era pouco. um caminho de terra e rocha por onde todas as pessoas desciam, foi o mais seguro para nós.

DSC08695.JPG

a água caía em cascata, uma hormonias de cores, o castanho das rochas, o azul e o verde transparentes, de rara beleza.

as nossas meninas, as primeiras a saltarem, divertiam-se à brava, enquanto os pais pediam cuidado

DSC08703.JPG

eu e a minha amigas deixamo-nos ficar por aqui. o grupo foi conhecer algumas das lagoas, que eu adoraria ter visto mas...

é impossível sair do banho pelos nossos pés. a pedra é excessivamente escorregadia, só de gatas, arrastando o corpo nas rochas e com muito cuidado.

DSC08723.JPG

 

 

 

DSC08713.JPG

DSC08728.JPG

DSC08750.JPG

DSC08753.JPG

tive receio de ir mais longe e ver mais, fotografar as outras lagoas.

no início da tarde o número de veraneantes era demais, preferi não correr riscos, captei as que a minha máquina alcançava.

DSC08701.JPG

DSC08741.JPG

 e as nuvens pareciam algodão doce

DSC08735.JPG

a água é bastante fria mas não impediu que os mais novos saltassem lá de cima e viessem de imediato enrolarem-se nas toalhas e sentarem-se ao sol, do choque térmico que sofriam.

o filho da minha amiga muito indeciso se havia de saltar ou não andava de um lado para o outro, lá no cimo da lagoa... mas  saltou.

DSC08724.JPG

 algumas pessoas facilitavam...

DSC08740.JPG

grupos de rapazes e famílias chegavam, o ambiente começou a ficar um pouco "chunga", tinhamos de voltar aos carros, mais 1.30h de caminhada pelos trilhos da Peneda, decidimos deixar as lagoas por volta das 16h

e tirei fotos das lagoas, agora na subida para o trilho

DSC08764.JPG

DSC08767.JPG

no sentido inverso, as rochas que não vira, eram agora visíveis e algumas delas com formas interessantes: embora pouco nítida,  esta fez-me recuar aos descobrimentos. quem seriam? o Infante D. Henrique e um dos seus navegadores.

DSC08772.JPG

a vegetação verde, pinheiros que desciam a serra, um aqui,  outros mais alé, ( e vimos pedaços de terra queimada, que assassinos!)

DSC08773.JPG

DSC08774.JPG

DSC08775.JPG

tranquilos, chegamos a Xertelo.

dentro de um carro, parado no meio da pequena estrada, um casal de meia idade e três adolescentes falava com um dos nossos homens. percebi que estavam a querer saber como chegar às lagoas."

 às 17:30h queriam fazer os trilhos para as lagoas com três crianças?" , pensei.

mas o nosso homem aconselhou-os a não arriscar. eles não conheciam nada, chegariam tarde e o tempo era pouco para usufruirem das lagoas, fazia-se noite para o regresso, era muito arriscado. (foi o que ele nos contou mais tarde, já em casa).

a chegada a Xerdelo, abastecemos as garrafas com água pura da fonte

DSC08777.JPG

DSC08778.JPG

DSC08779.JPG

DSC08780.JPG

DSC08781.JPG

não há estrada que ligue Xerdelo a Covelas, nós fomos por onde viemos e fizemos mais 10 a 15 km até casa.

situada no sopé de uma montanha, a aldeia de Covelas é pequena, como todas as da serra, distantes do Gerês e ou Montalegre, onde habitam 4 , 5  famílias.

dois dos nossos homens (um deles o filho da minha amiga)  decidiram, então, fazer mais 1.30h até casa, percuso este a pé e pela serra.

não valeu de nada evitarmos que desistissem de mais uma caminhada.... e nós seguimos viagem, de carro.

DSC08783.JPG

chegamos a casa,uns para o banho, outros para a cozinha tratar do jantar para 15 pessoas.

e a noite foi de convívio.

domingo de manhã cedo, já se ouviam os chocalhos do gado que ia para os pastos.

uma passeio pelos campos e uma visita aos cães de caça.

DSC08784.JPG

DSC08787.JPG

DSC08790.JPG

DSC08793.JPG

DSC08798.JPG

DSC08803.JPG

DSC08821.JPGe o cansaço das meninas era demais...

DSC08824.JPG

almoço no terraço da casa, em grande convívio.

arrumamos as coisas. quando estavamos para sair de casa, os homens e os jovens decidiram ir ao rio, a 1 km de casa (tive pena de não ter ido, mas não me disseram nada) tivemos de esperar que chegassem e meter o carro à estrada.

pelo caminho, a linda paisagem do rio Cávado e do Gerês convidavam-me para a fotografia mas não foi possível com o carro em andamento.

depois do Maciço da Calcedónia, este foi o meu segundo desafio. acho que conseguirei ir um pouco mais longe, quem sabe, para o ano, na primavera, visitarmos as Minas dos Carris, mas com a ajuda de um guia.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

os meus amigos

por Maria Araújo, em 31.07.15

f43d727c37352acae77756d1d576fc59 (2).jpg

surpreendem-me e eu fico babada de contentamento.

já perto de casa, o telemóvel tocou. a surpresa de ver o nome de um grande amigo, foi muito boa.

há algum tempo que não falavamos, nem sempre se está disponível, o trabalho, as preocupações.

convidou-me para um café, conversamos,  rimos, recordamos coisas.

obrigada por te lembrares de mim, como me lembro de ti e te ligo a saber como estás.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Amigos de Tierra

por Maria Araújo, em 08.06.15

Em agosto de 2014 estive em Madrid, uma  das várias cidades europeias que muito gostei de conhecer.

Na véspera do regresso a Portugal, passamos numa loja que  havia despertado a minha atenção uns dias antes.

Era domingo, convicta que estaria fechada, passei lá e para surpresa minha, estava aberta.

Tinha peças lindíssimas, uma tentação para nós, mulheres, que gostamos de bijuteria.

Esta tinha a particularidade de tudo ser artesanal, daí a loja ter o nome Amigos de Tierra.

Em março passado, quando fui a Barcelona, estava com ideia de procurar a loja, mas não me  lembrava do nome, e das que vi,  nada assemelhava-se à de Madrid.

Um dia destes, punha as roupas de praia no armário, encontro um saco de pano escrito com estas palavras "amigosdetierra.com" e, de repente, lembrei-me que era o saco onde trouxera as compras que fizera.

É que, estes dias, pus o colar que comprei e, verdade seja dita, as cores são lindíssimas, as mulheres que passam observam-no (me). É um colar de verão, posso fazer dele o que me apetece: de cinto, no cabelo, no pescoço.

Entretanto, andei por aqui a pesquisar e parace-me que a loja só existe em Madrid abrindo brevemente em Barcelona.

Viesse a loja para Portugal!

Sem Título.png

 

 Um vídeo que ensina como tirar partido destes lindos colares.

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


foto do autor


instagram@mariaaraujo


desafio temático de fotografia

20396075_DY5aH.jpeg

2º desafio de leitura

desafio



Encontros - eu vou

eu 1..jpg encontro 3º Encontro.png 4ª Encontro.png Selo 5º Encontro.PNG 6º. Encontro Bloggers (selo v1).jpg

Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR

Outro cantinho





Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D