Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Salvador Sobral

por Maria Araújo, em 09.07.17

Theatro Circo "quase" cheio ( explico já este quase) o espectáculo começou com uma melodia jazz, em inglês.

À terceira canção o cantor cumprimentou a audiência. Começa o diálogo com o público,  com algum humor, apresenta os músicos: o pianista, espanhol, que teve o prazer de ser seu convidado para este espectáculo; o contrabaixo, que diz ter comentado que em Braga as mulheres são as mais bonitas do país; o baterista, que também comentara que elas são as mais feias.

Palmas e mais palmas, algumas bocas masculinas da audiência, não sei se a provocá-lo, a verdade é que Salvador Sobral cantou e contou histórias, de uma forma timída, mas segura, que encantou o público.

Retirava-se do centro do palco, ora sentava-se junto do piano, ora afastava-se para as partes laterais do palco, era a vez de os músicos mostrarem a sua performance. Voltava ao centro do palco, continuava a canção. De quando em vez, improvisava com a sua fantástica voz, ora melodiosa e baixa, ora rouca e alta qual alma cigano a gesticular e cantar para o seu povo. 

Chegou a altura que falou da sala de espectáculos de Braga, sendo a mais bonita da Europa. Muitas palmas, ao que ele comenta que não tinha passado por nenhuma, não podia comparar, ainda não chegou a altura de ir a um Olympia, mas que a sala é muito bonita, é.

Histórias da irmã, do sobrinho, de si próprio, algum humor contido, talvez, eis que fala naquilo que em vários espectáculos eu reparara, e já comentara com uma das funcionárias da bilheteira.

" O concerto estava esgotado há muito tempo, algumas  pessoas comentaram que não conseguiram bilhete e afinal a sala não está cheia. Vêem-se uns quinze lugares vagos", comenta ele.

E o público aplaudiu.

Estava eu no 1º balcão, tinha uma visão da sala que os da plateia não tinham. 

No início do espectáculo estavam duas filas vazias. Mais tarde vi que algumas pessoas ocupavam alguns lugares.

Do outro lado, aqui e ali viam-se uma ou duas cadeiras vagas.

Num dado momento em que Salvador Sobral comunicava com o público, as luzes eram dirigias para este, fiz a contagem dos lugares vagos. Nas duas filas com menos lugares ocupados, contei 20 cadeiras. Do outro lado, mais dispersos, contei cerca de 13.

A verdade é que são vários os espectáculos que vou  que não consigo bilhete para a plateia e no dia do espectáculo aquelas filas (são sempre as mesmas) nunca têm ninguém.

E foi com as palavras do cantor que pensei: " Estes lugares são oferecidos a individualidades, empresas e organizações."

Não sou contra, mas duas filas vazias é muito, tira oportunidade ao público de ver  os espectáculos que gosta. 

Voltando à sua actuação, confesso, adorei!

O final, depois de muitos aplausos, voltou ao palco, sozinho. Sentou-se ao piano, contou mais umas histórias até que, emocionado, diz que vai cantar um medley que dedicava a uma pessoa muito amiga, que fez muito por ele, aliás, fez muito por muita gente e a melhor dedicatória que podia oferecer-lhe,  porque ele " morreu ontem...", para o Francisco estas canções. 

O público escutava, não se ouvia uma mosca. 

No final, os músicos juntaram-se ao cantor, os agradecimentos habituais, e os segundos que ele  prometeu que dava para tirarem as fotografias.

Digam o que disserem de Salvador Sobral, no palco, é Excelente.

 

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)


22 comentários

Sem imagem de perfil

De Afrodite a 10.07.2017 às 11:48


Muito bom este teu post!

Por acaso estava curiosa sobre o espectáculo. Acreditas que soube apenas na véspera que ele iria actuar em Braga? (sempre enfiada no meu "buraco" nunca sei de nada!) Mas confesso-te que mesmo que soubesse com tempo também não iria. Eu tenho uma mania... é que sempre que há um fenómeno muito populista... eu vou em sentido contrário! Madurezas!... :))
Ah, mas pelo menos vou ver o Gregory Porter a 28 de Julho! Já tenho bilhete! ;)

Sobral é bom moço, eu gosto dele... mas sempre que abre a boca para fazer outras coisas que não seja cantar, é a desgraça total. Só está bem a arranjar polémicas...!
Li ontem um artigo super lúcido de Rodrigo Guedes de Carvalho que põe completamente o dedo na ferida!
Não sei incorporar links aqui na SAPO, deixo-to no fundo do comentário para não ficar aqui a "desfeiar"! :)

Quanto às cadeiras vazias... acho que a observação dele foi infeliz porque em muitas salas de espectáculos (assim como nos estádios de futebol) há cadeiras vendidas para o ano todo. Pode ser esse o caso aqui e que explica a existência de cadeiras vazias. Mas também... numa sala enorme como a do Theatro Circo que tem uma capacidade para quase 900 lugares, encontrar 15 ou 20 lugares vazios faz assim tanta diferença para ser alvo de comentário por parte do artista que lá está a actuar!? (mais uma vez ele podia ter ficado calado ou a contar outra história sobre o sobrinho)

Beijinhos amiga... e desculpa o "testamento"!

Aqui fica o link prometido:
http://tvmais.sapo.pt/tv_cronicas/2017-07-08-A-cronica-completa-de-Rodrigo-Guedes-de-Carvalho-sobre-Salvador-Sobra-A-arte-de-estar-calado
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 10.07.2017 às 13:56

Não conhecia este artigo de Rodrigo Guedes de Carvalho.
Respondo num e-mail.

Beijinho
Imagem de perfil

De Mula a 10.07.2017 às 00:56

Vejo que foi um bom concerto!
Também gostava de ir assistir. Mas agora não é uma boa altura, mas quem sabe noutra altura. Adoro o albúm dele, aliás tenho neste momento a música Ready to Love Again (uma das minhas favoritas) como toque de telemóvel! ^_^
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 10.07.2017 às 11:49


Há-de dar mais concertos, com certeza, e então irás vê-lo.

Beijinho
Imagem de perfil

De Helena Faria - Design e outros Desvarios a 10.07.2017 às 00:27

Estou ansiosa por vê-lo. Eu consegui bilhete para a "segunda volta" na Casa da Música, para o dia 18 de Julho.
(Olá! Eu ando desaparecida mas continuo por aqui, fiel seguidora)

Beijinhos
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 10.07.2017 às 11:52

Olááááá!
Ainda ontem lembrei-me de si e estive para deixar um comentário no seu confortável blog, mas pensei se não seria inconveniente, não fui.
Obrigada pela simpatia.
Salvador Sobral, acho que vai gostar.
Quando for, conte como foi.
Beijinho
Imagem de perfil

De A Desconhecida a 10.07.2017 às 00:09

❤ parece ter sido mesmo emocionante!!
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 10.07.2017 às 11:55


Não digo fosse emocionante, de todo, mas é um jovem sensível que o exprime à sua maneira, e a suas canções captam e deixam o público levar-se pelas melodias, mesmo que algumas delas, no caso do jazz, sejam muito longas, mas para quem gosta, sente.
Imagem de perfil

De Kalila a 09.07.2017 às 23:19

Ainda bem que gostaste, amiga!
Beijinhos.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 09.07.2017 às 23:41

Quando soube que vinha cá, não fui porque ganhou o festival ou pela canção que nos representou.
Fui por que ouvira na aqui na internet algumas das canções e gostei tantoo que queria ouvi-lo ao vivo.
É uma boa presença em palco.
Beijinho
Imagem de perfil

De José da Xã a 09.07.2017 às 22:14

Se o Salvador tem algum mérito (e tem-no sem qualquer dúvida!) é ter despertado o povo luso para o jazz.
Não a mim que faz muuuuuuuuuitos anos que ouço jazz. Agora por esta zona até há uma rádio dedicada a esse tipo de música. Chama-se "Smooth FM".
Uma noite descansada!
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 09.07.2017 às 23:49


Lembras-te dos Cinco Minutos de Jazz?
Adorava ouvir aquela música de início do programa, e quando podia ouvia até me dar o sono e dormir.
Mas há algum jazz, demasiado lento, que me cansa.

Beijinho



Imagem de perfil

De Maria vai com todos a 09.07.2017 às 21:43

É um bom moço, o gaiato :)
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 09.07.2017 às 23:50

Que continue bom moço e nos dê prazer em ouvir belas melodias.
E que o sucesso não o estrague.
Beijinho
Sem imagem de perfil

De redonda a 09.07.2017 às 20:48

Gostei da descrição, de ficar a saber um pouco como será assistir a um concerto com ele

um beijinho
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 09.07.2017 às 23:51


Sinceramente, vale a pena ouvi-lo.

Beijinho
Imagem de perfil

De C.S. a 09.07.2017 às 20:31

Deve ser um ótimo concerto e ele tem uma voz muito bonita.
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 09.07.2017 às 23:53


Tem e improvisa.
Ele chama as pessoas para a música, para as letras da canções.
Gostei de verdade.

Sem imagem de perfil

De Ricardo Santos a 09.07.2017 às 20:19

Espero que ainda me venha a orgulhar muito dele. Acho que poderá vir a ser um Excelente Artista !
Imagem de perfil

De Maria Araújo a 09.07.2017 às 23:55


Se não o viste e um dia puderes vê-lo, vai.
Penso que há muito a aperfeiçoar, mas a sua espontaneidade, e eu não entendo de música, a sua presença, os seus gestos, são sentidos, vividos e encantam o público, sobretudo quem percebe de música.

Comentar post


Pág. 1/2




desafio temático de fotografia

20396075_DY5aH.jpeg

6º Encontro Bloggers

6º. Encontro Bloggers (selo v1).jpg

2º desafio de leitura

desafio



Outro cantinho



Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D