Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Vidas

por Maria Araújo, em 30.08.09

 

"A vida se contrai e se expande proporcionalmente à coragem do indivíduo." (Anaïs Nin)

 

"A vida é a arte do encontro, embora haja tantos desencontros pela vida." (Vinicius de Moraes)

 

 

 

Visitando o blog "diariosdebordo", e a propósito do post que editou, fez-me lembrar estas frases de Anïs Nin e Vinicius de Moraes.

 

É que, hoje, sinto-me triste, pensativa.

Porque, por mais que queirámos encontrar-nos, a vida (aquelas pessoas que pensamos serem as mais correctas) encarrega-se de nos desencontrar.

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

50 anos

por Maria Araújo, em 29.08.09

 

 

 

Ligando o pc, na página do Google vejo esta ternurenta imagem.

Não me lembrava que hoje Michael Jackson completaria 50 anos de vida.

Apesar de ser um homem que não admirasse como pessoa, penso que é uma pequena homenagem que se lhe pode fazer pelas suas músicas e presença em palco. 

Que esteja em paz.

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Boato

por Maria Araújo, em 28.08.09

A propósito do e-mail que recebi há algum tempo, e novamente a semana passada, sobre o planeta Marte a  aproximar-se  da Terra, poderíamos ver duas Luas, pelos vistos é um boato.

Do blog Santa-Nostalgia recebi um comentário ao meu post.

Hoje, e porque o fenómeno a acontecer seria por esta hora, 00h30m, fui visitar ao endereço enviado.  De facto não passa mesmo de um boato,como foi o da chuva de meteoritos.

Boatos são boatos, mas não é por isso que vamos deixar de confirmar o que se diz.

Se fosse verdade, teria  de ir para o Bom Jesus ou Sameiro, lugares altos, aqui nos arredores de Braga, pois a Lua já desapareceu, por detrás dos prédios lol.

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

Ele, o Destruction, e elas, a Kim, e a Google

por Maria Araújo, em 26.08.09

O gato continua sedento de mimos.

Ontem e hoje, encostava-se às minhas pernas para que eu lhe fizesse umas carícias. Erguia para mim  o "rostinho" de felino e miava. Eu falava com ele. Passava-.lhe os meus dedos suavemente pelo pêlo. Ele, olhava-me, talvez a pedir -me que pegasse nele.

Mas eu não posso.

Por várias vezes tentou saltar para o meu colo. Não sei porquê, mas devia perceber que eu não queria.

Só ia comer quando eu ia para a cozinha. Ele passava por mim no hall com uma velocidade que me assustava. E miava. Parava junto ao prato e comia.

Hoje estive pouco tempo lá. Tive que resolver uns assuntos e depois ia a casa das minhas sobrinhas dar de comer às cadelinhas.

Antes de sair, batia no parapeito da janela da cozinha para que o gato se sentasse junto à janela, como na foto do post "O gato da minha sobrinha".

Amanhã, logo de manhã, vai ter uma surpresa. Os donos  saem de Barcelona de madrugada e chegam a Braga por volta das 9 h.

A essa hora estou eu a descansar, mas já imagino ele escutar a voz  dos meus sobrinhos e ficar louco de felicidade.

É muito meigo, o Destruction.

 

Por volta das 19:30 h, fui a casa da Kim e da Google. Elas têm o hábito de vir para a varanda do quarto da minha sobrinha mais velha, porque ouvem o som dos carros, e vêem quem chega.

Mal estacionei o carro, mesmo em frente à entrada da casa, já ouvia o latido delas completamente loucas.

Eu saio do carro, e digo,  "olá Kims".

Aproximo-me da porta e escuto elas desvairadas a descerem as escadas, encostando-se à porta, que abro devagar para que não me fujam.

Consegui entrar. Saltavam doidas de alegria.

Levei a máquina fotográfica para lhes tirar uma foto e pôr aqui no blog, mas foi difícil.

Acalmaram e foram para a sala.

Adoram paté.  Fui prepará-lo nos pratos.

As doidas sentiram o cheiro, vieram a correr loucas para a cozinha.

Misturei o paté com a comida que tinham no prato, que ficou lá, depois  de se lambuzarem.

Sossegaram as duas cadelinhas.

A Google desaparecera. Fui ao andar superior, onde ficam os quartos. Estava estendida na cama da minha sobrinha.

Peguei no telemóvel e liguei a saber se devia tirá-la de lá.

Mas ela podia ficar. Tinha uma cobertura própria para elas. E no 2º andar, estava um televisor ligado para as distrair que  continuará ligado até virem as donas.

Amanhã continua a minha saga com as cadelitas Kim e Google, porque a do Destruction acabou hoje.

Espero que as fotos mostrem bem estas duas maluquinhas que, quando saem à rua é preciso ter força para as segurar.

Mas eu gosto delas.

 

kims 006 por você.

 

 

Foram tosquiadas a semana passada. A escura é a Google mãe da Kim, a de  de pêlo castanho.

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

As cadelinhas das minhas sobrinhas

por Maria Araújo, em 25.08.09

Daqui a pouco vou tratar do gatito. Até à próxima Quinta-feira a tarefa continua.

E estou "em pulgas" para ver como está o animal.

Mas como se não bastasse, as minhas sobrinhas filhas da minha irmã mais velha, falecida há um ano, foram para o Algarve.
A mais velha esteve por cá , mas como vive em Lisboa, deixou-me a chave de casa para que eu vá visitar as "Kims", como elas chamam às duas cadelinhas rafeiras, embora cada uma tenha seu nome, a Google, muito atrevida e inquieta, e a Kim, mais doce , e dar-lhes de comer, tarefa que fiz também no ano passado.

Bom, pelos vistos , parte das minhas férias são a cuidar dos animais.

E eu adoro as cadelinhas.

Quando me vêem, ficam doidas. A Google dá cada salto! Quase chega ao meu nariz, lol.

Ora bem, vou de uma quase ponta da cidade à outra para atender este fofos animais.

Ah! Tenho um irmão que tem duas cadelas e oito gatos.

Vive numa casa com jardim e espaço para os animais andarem em liberdade. 
Aconselhou-me a trazer um dos gatos para casa.

Mas não! Por enquanto não.

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

O gato da minha sobrinha

por Maria Araújo, em 25.08.09

 

 distraxa  por você.

 

 

 

 

Minha irmã mais nova foi de férias com os filhos.
A minha sobrinha queria levar o gato para Barcelona, mas eu adverti-a (ela pensava que o gato poderia viajar no seu colo no avião) que seria melhor ficar por cá .
Assumi que ficava com ele, enquanto estivessem fora.
A solução seria  o gato vir para minha casa, um pouco céptica de que iria dar-me bem com o bichano, visto que tenho plantas, não posso dar-lhe mimos, nem tampouco pegar nele, pois fui operada recentemente à vista e estou proibida de ter animais dentro de casa.
O meu sobrinho achava que o gato iria sofrer com a mudança de ambiente e iria afectar psicologicamente o animal.
Como eu tinha algum receio do comportamento do animal aqui dento, peguei nas palavras do meu sobrinho e decidi que iria todos os dias a casa dar-lhe de comer e fazer-lhe alguma companhia, (já se viu eu ter de fazer companhia ao gato, e não este a mim, lol).
Antes da viagem, choveram as reclamações da miúda, a dona do gato. É que ele gosta de roer os fios de electricidade, os cortinados, saltar para cima da máquina de lavar e muito mais, logo está proibido de entrar em certos compartimentos. Com as pessoas dentro de casa, está autorizado a entrar no quarto da minha irmã, porque tem varanda, e ele adora estar lá sossegado, embora há algum tempo ele tivesse caído para a rua.
Pois bem, comecei esta tarefa na passada Quinta-feira, no final da tarde. Estava tudo normal. Coloquei alguma comida no prato, mudei a água e deixei-o, embora preocupada, pois senti que o animal estava mais triste.
No dia seguinte, com o coração apertado, estava ansiosa por o ver, mas como tinha uma saída com umas amigas a Vila do Conde, só poderia lá ir ao fim da tarde.
Por volta das 19h30 fui lá a casa,  acompanhada de uma das amigas.
Entrei. Fiquei triste. O gato não tinha tocado na refeição que eu deixara no dia anterior.
Abri a porta da varanda, mudei a água. Ele não tocava na comida. Eu não sabia o que fazer. 
Regressámos à cozinha e conversando com a minha amiga, de repente, vejo o gato comer com um apetite devorador.
Chamei-a à atençlão. Comentou que pode estar habituado a comer quando tem pessoas dentro de casa, daí não ter comido o dia inteiro.
Decidi no Sábado passar o dia lá em casa. Contrariamente ao esperado, fui de tarde.
O gato tinha comido uma parte da refeição que eu havia deixado. Miava a chamar à atenção.  Enquanto eu mudava a água, falava para ele, como se de uma criança se tratasse, emitindo alguns miaus também.
Deixei-o entrar para a sala enquanto eu estava no pc,  na internet. De vez em quando, desaparecia. Ia procurá-lo. Estava sossegadamente sentado na varanda ou no seu leito de descanso.
Quando o deixei vinha mais tranquila. Senti que o bicho percebeu que não o deixaria sozinho.
Domingo regressei, também de tarde. Tinha o prato vazio. Mais uma vez, fiz as tarefas habituais.
Decidi dar um jeito à roupa que estava no cesto. Enquanto isso, o gato andava por por perto ora brincando com os cortinados, ora perseguindo algum mosquitito que por ali passeava.
Todos estes dias, quando abria a porta, receava que o animal estivesse junto a ela e me fugisse quando eu entrasse. Mas não. Nunca isso aconteceu. Encontrei-o sempre na cozinha, no seu cesto, “lançando” uns miaus, quando me via entrar.
Hoje regresso para mais umas horas de ama do gato. Entro e qual não é o meu espanto, vejo o gato no hall, a porta do armário aberta. Um candeeiro e algumas pétalas de rosas secas jaziam  no chão.
Soltava os seus miaus, enquanto eu resmungava, meigamente, com ele.
Prato sem comida. Na embalagem já pouco havia. Coloquei a dose que me recomendaram, mudei a água e fui abrir a porta da varanda.
O gato não comeu enquanto eu não voltei à cozinha.
Arrumei umas coisas. O gato miava. Em resposta , eu miava também e falava com ele. Sinto-o perto da minhas pernas. Seu rabo comprido batia nelas. O bicho sentia-se confortável e acompanhado.
Quando ia para o quarto olhava-o e dizia “Vem gatinho. Vem para a varanda”. E ele olhava-me, soltava um miau e seguia-me.
Ele adora estar debaixo da cama. Por vezes, desaparecia. Chamava-o.
Quando tentava meter-se no meio dos fios de electricidade, eu dizia “não!”, e ele parava.
Apetecia-me pegar nele. Por vezes passava os meus dedos no pêlo macio. Queria mimos.
Enquanto me preparava para sair, advertia-o “Porta-te bem. Amanhã volto. Trago-te mais comida”.  E despedi-me dele com um “Até amanhã gatinho”, em vez de  Destruction, ou Distraxa, nome que lhe puseram em virtude de ser o destruidor de tudo, quando foi adoptado lá em casa.
O gato é lindo. Não tem uma pata mas é versátil e adora que lhe dêem atenção. Aliás, está cheio de mimos dos meus sobrinhos.
São 1:30h. Daqui a umas horas voltarei. Espero vê-lo tranquilo e dedicar-lhe mais umas horinhas de atenção e liberdade.
Por que os animais merecem todo o nosso carinho e atenção, não quero sofrer com esta solidão durante as horas que estou no trabalho. E nas férias é uma dor enorme estar longe deles.
Por estes motivos não quero amimais em minha casa.
 
 
 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ele, o Diogo

por Maria Araújo, em 24.08.09

 

Diogo Morgado é o actor português preferido da minha irmã mais nova.

Um dia destes, andava a "passear" por estes blogs e encontrei esta foto no blog red_room.

Pelos vistos os nossos actores têm sucesso fora do país.

Boa sorte, Diogo.

 

"

A Daniela Ruah que não pense que é a única a saltar lá para fora. Pelos vistos, o Diogo Morgado vai participar no filme "Mary, mother of Christ", juntamente com Al Pacino (!), Jonathan Rhys Meyers, Camilla Belle e Peter O´Toole. E não é um mero papel secundário. Nem pensar. Ele vai interpretar José, o pai de Cristo (Camilla Belle vai ser Maria). Mais um Joaquim de Almeida a nascer. Mas melhor, esperemos.

Ultimamente, parece que os portugueses se têm tornado mais internacionais. É os Buraka Som Sistema - from buraca to the world -, é a Mariza, é a Rita Redshoes, é os Da Weasel, é a Paula Rego (que integra a lista dos 200 artistas plásticos mais importantes do século XX até agora)... Uau."

 

(Copiado do blog red_room)

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Novo código de estrada: rotundas

por Maria Araújo, em 22.08.09

 

Já em vigor o novo código .

Exemplo, nas rotundas:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Esclarecimento da Ex-DGV:


Tendo em conta as disposições aplicáveis do Código da Estrada, na redacção que lhe foi conferida pelo Decreto-Lei nº 44/2005, de 23 de Fevereiro, constantes dos artºs 13º, nº 1; 14º, nºs 1 a 3; 15º, nº 1; 16º, nº 1; 21º; 25º; 31º, nº 1, c) e 43º e as definições referidas no artº 1º do mesmo Código, na circulação em rotundas os condutores devem adoptar o seguinte comportamento:
1- O condutor que pretende tomar a primeira saída da rotunda deve:
Ocupar, dentro da rotunda, a via da direita, sinalizando antecipadamente quando pretende sair.
2 - Se pretender tomar qualquer das outras saídas deve:
Ocupar, dentro da rotunda, a via de trânsito mais adequada em função da saída que vai utilizar (2ª saída = 2ª via; 3ª saída= 3ª via);
Aproximar-se progressivamente da via da direita;
Fazer sinal para a direita depois de passar a saída imediatamente anterior à que pretende uitilizar;
Mudar para a via de trânsito da direita antes da saída, sinalizando antecipadamente quando for sair.

 

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Duas Luas

por Maria Araújo, em 22.08.09

 

 

 
"Vale a pena"
 O Planetario Internacional de Vancouver, da British Columbia - Canadá,
calculou a precisão em que Marte estará orbitando perto da terra. Será
no dia 27 de agosto de 2009.
 
Todavia, o mais interessante de tudo é que isto estava previsto em um
código Maya, encontrado na piramide ao lado do Observatorio Estrelar
em Palenque, Chiapas -México.
 
Com este cálculo matemático Maya, agora os Mayas estão sendo vistos
como os gregos da America, e orgulho da Guatemala.
 
Pelo menos, quatro ou cinco gerações da humanidade não voltará a ver
este fenomeno natural, e poucas pessoas sabem até o momento, embora
tenha sido noticiado em 11 de maio de 2009.
 
Duas Luas no Céu
 
No dia 27 de Agosto, a meia noite e meia, olhe para o céu,
 
O planeta Marte será a estrela mais brilhante do ceu, e será tao
grande quanto a lua cheia, e estará a 55,75 milhões de quilómetros da
terra..
 
Não perca!!
 
 Será como se a terra tivesse duas luas, e este acontecimento só se
produzirá no ano de 2287.
 
Será que é boato, ou irá acontecer.
A chuva de meteoritos ficou aquém...Não ouvi falar de nada. Li alguns comentários mas nada de significativo.
 
Algumas opiniões comentam de mais boatos. No entanto um pequemo excerto que li diz:
(...) «De qualquer forma a cada 26 meses Marte e a Terra encontram-se no mesmo lado do céu, ou seja, ficam próximos. Neste período, Marte fica especialmente destacado no céu noturno, claramente visível. É legal de olhar e pensar que mais de 60 milhões de quilômetros nos separam dos ventosos desertos marcianos, e suas duas luas minúsculas e esquisitas.»
 

 

 
Espero que não seja mais um boato e que a acontecer, seja visível, isto é, nessa noite o céu esteja limpo, brilhante, cheio de estrelas.
 
 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Destaque

por Maria Araújo, em 19.08.09

Em destaque no Sapo está o blog fotografias de João Palmela, que adicionei nos meus links há um ano atrás, quando vi as fantásticas fotos que editou, e as que desde então tem editado.

Visitem este blog.

Duas fotos que gostei.

 

 

 

 

 

 

Início

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2




desafio temático de fotografia

20396075_DY5aH.jpeg

6º Encontro Bloggers

6º. Encontro Bloggers (selo v1).jpg

2º desafio de leitura

desafio



Outro cantinho



Encontros - eu fui

IMG_2230 (2).JPG MARCADOR


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D