Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

cantinhodacasa

Braga à noite

é uma cidade fantasticamente linda.

blog.jpg

O 18º Festival Internacional de Folclore, que acaba hoje,  teve o seu auge com as danças do grupo da Ucrânia, da Nova Zelândia e do México (os meus vídeos no Instagram).

A Rússia, a Polónia estiveram bem, mas nada que se comparasse com os outros.

O centro da cidade cheio de jovens, pais, mães e crianças Pokémonianos, esplanadas cheias, gelados que se comem, bebidas frescas.

O calor convida a desfrutar a magia da noite, na cidade.

 

13680649_10201737401154146_5776626407678373929_n.j

( Sé de Braga)

à administradora do condomínio

prediosquefalam---print.png

 

" o quê? eu?!"

quando escrevi este post, e com intenção de procurar um electricista credenciado, lembrei-me que o vizinho do 3º andar, uma pessoa atenta a tudo o que é preciso reparar no prédio, poderia ter feio o mesmo, liguei para o café.

segundo ele, tinha dado fé de que a luz não desligava, que achava que o sistema de cronometragem avariara, que não tinha nada a ver com o contador, que viria cá ver o que poderia fazer.

e veio.

mostrou-me o aparelho, ia levá-lo a um electricista, com certeza não terá reparação e o mais certo será pôr um novo, pediria um orçamento, ficaríamos sem luz até hoje.

de manhã fui fazer umas compras, quando cheguei fui ver se tinha correio na caixa.

o inquilino do 1º andar deixara um post it, a reclamar a falta de luz, cujo título é: "À administradora do condomínio".

murmurei para mim: "o quê? eu?! não sou administradora de nada, aqui nem há administradores!"

ora,  há cerca de 18 anos, a ex-inquilina do 3º andar era a responsável por receber a luz do prédio.

quando vendeu o apartamento, pediu-me que ficasse com esta responsabiidade, até porque o contador está no nome da inquilina da fracção ao lado, a primeira pessoa a vir virver para este bloco de apartamentos, em 1963.

aceitei, fui à EDP acertar pormenores de nome e facturação, aderi à conta certa e, desde então, passei a cobrar a energia no final do ano e após acerto de facturação.

nunca comprei uma lâmpada que fosse para substituir as avariadas, que sempre foi feito com a boa vontade do inquilino do 3º andar, que toma a iniciativa de tudo o que nota ser preciso reparar, fala comigo, pede opinião de como fazer com os outros inquilinos, por vezes adiámos coisas importantes porque sabemos que eles não vão aceitar (o dono do r/c,  que não conheço, não quer saber disto para nada, interessa-lhe receber o aluguer do andar, em 15 anos pagou-me uma vez a luz, está sempre de pé atrás se o prédio precisa de obras) até que, no ano passado, resolvi escrever uma carta a todos (excepto o atrás referido) a pedir que contribuissem com 20 euros, que seriam entregues ao inquilino do 3º andar, para repor gastos de lâmpadas que colocara ao longo destes 15 anos que vive cá.

ora o vizinho do 1º andar, que não fala com ninguém, é um louco que não suporta ouvir barulho, que me arranjou imensos problemas quando fiz obras cá em casa,  que não me pode ver, que dá a volta ao quarteirão quando me/nos  vê sair ou entrar no prédio, provavelmente pensa que eu me julgo a dona do prédio.

tudo o que faço dou a conhecer ao inquilino do 3º, e ele a mim, porque somos as pessoas mais activas e atentas e agimos quando é necessário.

o certo é que não sou, nem quero ser administradora de nada, a não ser da minha casa,  e feliz ficaria eu se alguém, ou ele, quisesse assumir a porra da facturação da luz. há 15 anos que entrei no prejuízo e mendigar aos outros o que me pertence, não é para mim.

 

 

EDP Box

 

ng3281059.jpg

 

Mais de 50 anos que este prédio tem, nunca a luz das escadas avariou.

Em finais de 2015, a EDP enviou uma carta a informar que, oportunamente, seria retirado o contador ( que não foi) e substituído por uma box (terminal de rede inteligente)-

Em fevereiro deste ano, subia eu as escadas, vejo os técnicos procederem à sua substituição ( continua lá o velhinho contador), faei com eles. 

Serviço feito, tudo corria bem até que há 48 horas, o sistema automático deixou de funcionar.

A luz está dia e noite ligada.

Na caixa, encontrei o Auto de Retirada do Contador,  com a identificação da empresa, que nem é de Braga, que fez a instalação do novo contador.

Liguei.

Informaram-me o que eu previra: "tenho de contratar um electricista credenciado para ver o que se passa".

O mais caricato é isto mesmo: " em 50 anos que vivo neste prédio, nunca o velhinho contador deixou de fazer o seu trabalho".

Como a energia do prédio está nas minhas mãos, lá terei de procurar o tal electricista credenciado.

 

 

já com saudades

dos meus sobrinhos netos, que já estão em viagem, regressam hoje a casa, fui despedir-me deles, ontem, um abraço forte muito cheiroso do António.

O mais novo, malandro que está, atirou-me um beijo.

Enquanto a minha sobrinha fazia as malas, conversávamos. A TV estava ligada na SIC Noticias, quando, de repente, somos interrompidas pela voz do jornalista que anunciava a decapitação de uma criança, de onze anos, Síria. 

Olhámos o televisor, deparámos com a filmagem de um homem sírio que se ria e...

A minha sobrinha parou.

As lágrimas pelo rosto abaixo, saíram-lhe apenas perguntas :"Isto é assim? Como é possível matarem uma criança de onze anos? E passam esta imagem na televisão? Ninguém faz nada para impedir isto?"

Eu apenas comentei: " Eu já evito ver as notícias. Prefiro manter a ignorância. Mundo cruel, este!"

O pai, que estava no computador, diz: " E as imagens passam a toda a hora, isto não é jornalismo. É um incentivo à matança. Os terroristas querem ver isto".

Voltou ao que fazia, com uma dor tremenda, as lágrimas nos olhos...

A minha sobrinha tem dois filhos pequenos.

Com dor no coração, despedi-me dela (ela não gosta de despedidas), abracei-a e comentei: "Vai correr bem, dá notícias logo que chegares."

Se antes de ter  os filhos viajava com a maior das facilidades, sem medos, agora que os tem, cada viagem é uma preocupação. 

Dentro de cinco meses, no Natal, voltarão, se Deus quiser.

 

 

Lure Party - Pokémon Go

O Pokémon Go está a dar que falar e já chegou à Câmara de Braga...

 

Sem Título.png

 

 

O evento terá lugar na Praça do Município na próxima Quarta-feira (27 Julho), pelas 18h30

«Município de Braga organiza ´Lure Party – Pokémon Go´ para promover património do centro histórico»

O Município de Braga irá promover na Quarta-feira da próxima semana, dia 27 de Julho, pelas 18h30, uma ´Lure Party – Pokémon Go´ na Praça do Município. O objectivo passa por aproveitar as funcionalidades de georreferenciação do jogo que rapidamente conquistou adeptos em todo o mundo para divulgar o património histórico do centro da Cidade.

Com esta iniciativa pretende-se promover junto do público mais jovem, o principal utilizador do jogo, a história de Braga e dos seus principais monumentos, desenhando-se para o efeito uma rota no centro histórico que segue dez ´Pokéstop´s´ definidos pelo jogo e fornecendo um mapa físico com informações sobre cada um dos locais escolhidos.

A Praça do Município (Câmara Municipal) será o local de concentração e o primeiro sítio (Pokéstop) onde serão activados os ‘Lure´s’, seguindo-se depois uma rota que será divulgada nesse momento juntamente com o mapa elaborado especificamente para os jogadores de Pokémon Go. Deste modo, ao entretenimento proporcionado por esta aplicação alia-se a vertente lúdica e pedagógica, estimulando-se ainda o convívio e o ambiente de boa disposição entre os participantes.

Paralelamente, a Startup Braga desenvolve na Segunda-feira, dia 25 de Julho, pelas 18h00, no edifício gnration, uma sessão que visa explicar aos participantes o modelo de negócio inerente ao jogo ´Pokémon Go´ e a vertente comercial da aplicação.

O evento conta com a participação de Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga.