Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Telefono amanhã

Cantinhodacasa, em 23.10.14

do Café da Manhã da  RFM.

Ahahhahah!

E a senhora não enxergou...

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


A razão do post anterior

Cantinhodacasa, em 22.10.14

fez-me lembrar que, há cerca 15 anos, decidi encher o meu lábio superior.

E aqui ao lado, neste prédio, existe um consultório de três irmãos médicos, um deles cirurgião plástico, que havia feito uma rinoplastia aqui à "je", decidi,  mais tarde, encher o lábio superior (nasci com fissura labial-palatina).

Foi-me injectado ácido hialurónico, Restylane, em vários pontos do lábio superior.

Boca com pequenos hematomas, lábio inchado, fiquei super feliz porque, finalmente, iria ter uma boca mais sexy.

Mas o médico havia dito que, provavelmente, teria de fazer mais do que uma aplicação. Dependeria da reação da boca ao ácido.

O resultado foi: uma semana depois, à excepção de uma nodoazita negra, o lábio estava como dantes. Não fizera efeito, teria de aplicar muito mais ácido hialurónico até ficar com  a espessura desejada.

E como não sou rica e não podia pagar 200 euros, preço especial, a multiplicar por, pelo menos, duas  a três vezes só nesse ano, arrumei com o assunto de vez.

Por que pensei que esse desejo de ter uma boca mais espessa, tonar-me-ia dependente do ácido hialurónico, também depressa esqueci o assunto.

Alguns anos depois, e quando a Bárbara Guimarães apareceu com toda a sua sensualidade na estação de Carnaxide, voltei a pensar na minha boca, mas não no Restylane, e procurei um criurgião plástico algures numa clínica perto do mar.

E quando perguntei ao médico quais eram as probabilidades de sucesso em fazer um enchimento com gordura do meu corpo, lipoenxertia,respondeu-me: "A sua boca está muito bem. Não queira isso. Vai ficar com os beiços carnudos( e fez o gesto com as mãos, pormenor que não esqueço) e isso não vai ficar bem. Deixe estar como está."  

Entretanto, há sete anos, numa clínica da capital, chamaram-me para fazer o cálculo do IMC,e sem que eu falasse em alguma coisa, pois a consulta era de outra especialdidade, perguntaram-me se gostaria de fazer uma correção às minhas eternas rugas: da testa, dos olhos e do lábio. "Pense no assunto", disseram.

Mas eu nunca pensei nisso. As rugas estão cá, sãs e bem, acompanhando o correr do tempo.

esta notícia, foi a razão de contar a estória dos beiços carnudos e das "forever" rugas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Porque a Renée

Cantinhodacasa, em 22.10.14

está a dar que falar?

 

A dose "diz": os que exageram ficam com rosto de bonecos de cera, outros, mais comedidos, com aspecto natural. E há os que ainda recorrem à cirugia plástica.

E também há os piores:

Nicole Kidman

Cameron Diaz

 

Cher

 

 

Pamela Anderson

 
Angelica Huston
 
 
 
Melanie Griffith
 
Nick Nolte
 
 
 
 
Meg Ryan
 
 
 
 
 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Oscar de la Renta

Cantinhodacasa, em 22.10.14

Aqui, e com muito estilo, em homenagem a este grande estilista,dez coisas que toda a mulher deveria ter.

E a pergunta que ela coloca é: quantas já conquistamos?

10659284_858644824197727_2366658594624025986_n.jpg

 

 

1, 2, 3, 6, 8, 9, 10

 

RIP

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Gosto muito

Cantinhodacasa, em 21.10.14

da apresentação da nova página de destaques do SAPO.

Por mais apelativos que sejam os títulos, são as imagens que me levam a ler blogs.

Excelente trabalho!

Adoro.

 

Sapo.png

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Braga Brincka

Cantinhodacasa, em 21.10.14

foi assim, ontem, para crianças e adultos.

Como sempre, as fotos são muitas. Ficam aqui algumas.

 

braga-lego 043.JPG

 

braga-lego 044.JPG

 

braga-lego 049.JPG

braga-lego 052.JPG

braga-lego 067.JPG

braga-lego 068.JPG

braga-lego 075.JPG

braga-lego 080.JPG

braga-lego 088.JPG

 

braga-lego 096.JPG

 

braga-lego 101.JPG

braga-lego 108.JPG

braga-lego 112.JPG

braga-lego 121.JPG

braga-lego 130.JPG

braga-lego 141.JPG

braga-lego 151.JPG

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Legos

Cantinhodacasa, em 18.10.14

Não cresci no meio dos brinquedos, não me lembro de os ter, e talvez por isso nunca tenha dado importância às bonecas.

As minhas brincadeiras eram na rua, quase  sempre a saltar à corda, fazer dos corrimões o escorrega, jogar ao esconde-esconde nos prédios em construção aqui da rua, jogar ao mata, na escola, jogar futebol no meio da rua, nas noites de verão e até que os pais chamassem para dormir.

Meus pais davam-nos um mês de férias na praia, as melhores que jamais tive(mos).

Meu pai, filho e sócio da empresa do pai, era caixeiro-viajente e costumava estar longos meses em Angola e Moçambique, assim como viajava por este país adentro, acima e abaixo, para tratar das vendas, dos clientes, dos negócios. 

E foi numa destas viagens a África que trouxe uma joaninha (já aqui falei dela, algures num post) na qual metiamos duas enormes pilhas, ligavamos o botão e lá andava ela casa fora e, quando esbarrava com um pé do móvel, com a parede, com a nossa mão, as duas pequenas lâmpadas, os olhos, acendiam e desviava-se do obstáculo, continuando o seu passeio.

Mas este brinquedo foi oferecido para as duas filhas. Os rapazes tiveram um autocarro, que se movia a pilhas, também.

Os meus dois irmãos mais  novos nasceriam mais tarde, foi uma alegria para todos nós, a vida era outra, e estes, sim, tiveram brinquedos. E o meu pai deixou de viajar para estes dois  países tão amados, deixou a sua experiente vida em África.

Os meus irmãos mais novos cresceram, estudaram, casaram, tiveram filhos.

Os seus filhos, meus sobrinhos, foram criados com brinquedos.

Outras vidas, outros modos de estar, outras educações.

O meu irmão mais novo adorava legos e, quando nasceu o primeiro filho, constantemente comprava peças que ia completando em pequenas coleções: de piratas, de carros, de construções.

Muitas foram as vezes que estas peças eram oferecidas como prenda de anos ou de Natal.

Hoje, nas estantes do seu escritório, tem uma bonita exposição de legos, do filho mais velho.

Não me recordo de os outros dois filhos darem tanta importância aos legos. Davam sim, aos bonecos da playmobil,comandos, tazos, bablades, tamagotchi, power  rangers , as tartarugas ninja, e outros que já não me lembro.

Ora o filho mais velho passava fins de semana aqui  em casa, e eu dava todo o tempo que podia para brincar com ele.

Pois então, os legos faziam parte do nosso entretenimento (e de os ter eu de arrumar, sempre que as peças ficavam espalhadas pelo chão, quando o puto ia embora). Horas dedicadas a construir, a mudar, a não querer assim, a querer assado, põe, tira, volta a pôr.

O tempo passou e ficou a saudade dos Legos, que não há muitos anos deixaram de existir por cá.

Estes dias, na minha página do FB, tinha isto.

 A recordação destes anos que passaram e nos momentos que vivi com este meu sobrinho deixam-me uma saudade enorme desse tempo não muito longe, e "já!?".

Não me recordo de haver alguma exposição de Legos cá em Braga. E por que este fim de semana está cá a maior Exposição de Legos da Península Ibérica, vou ter o prazer de deliciar os meus olhos com este pequeno mundo fantástico dos brinquedos que não fizeram parte da minha vida de criança, mas da minha vida de adulta, quando o Pedro (agora a viver fora do país) andava por este meu cantinho.

Bem-vinda, Braga, ao mundo fantástico da LEGO.

 

1898192_891404017570624_5009662157374138371_n.jpg

 

 

 E que tal, ao lanche, um Lego hamburger daqui?

 

10734276_544413762369167_1283434304020421367_n.jpg

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Farta de ler sobre Jéssica

Cantinhodacasa, em 17.10.14

 

por isto, Jéssica por aquilo, subscrevo inteiramente este "bad" post.

 

Irra lá para as gajas

 

"Jéssica desfilou. A Jessica é boa. Uma ressabiada disse que a Jessica era gorda. As pessoas zangaram-se muito com a ressabiada. A Jéssica disse que não é gorda. Que tem curvas. Que é uma mulher real, e que as mulheres reais têm curvas. As pessoas disseram que sim senhora, que mais vale uma Jéssica com pancinha (ide ver a Maria de Medeiros no Pulp Fiction) do que ser um cabide como as modelos da passarela. A Sara (Sampaio) diz que não é um cabide. Que também é uma mulher real. Que as mulheres reais têm é vagina. Eu aviso já: se me aparece a Conchita a dizer que as mulheres reais não têm vagina mas têm barba, eu passo-me da marmita. Sim, porque as mulheres reais têm paciência limitada para merdas."

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Pagar, pagamos, mas...

Cantinhodacasa, em 16.10.14

 acho que a dificuldade matemática está na multiplicação..

 (Adorei este título do Expresso)

 

irs.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Será que os senhores da meteorologia

Cantinhodacasa, em 16.10.14

não estão enganados, ou o São Pedro anda a trocar as estações cá à malta?

Vejamos as temperaturas, de verão, cá no burgo, a partir de domingo e para a próxima semana.

 

 

meteo.png

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Calendário

Outubro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031





destaques Sapo

blog d DSC03325 destaque Sapo Nova imagem 001 recorte Sapo destaque 2 destaque destqaue 6 destaque 5 destaque 3 destaque 1 novo blog 5 novo blog 2


Arquivo

  1. 2014
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2013
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2012
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2011
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2010
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2009
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2008
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D